Conecte-se conosco

RuView

DRUK S1 | Top 3: Baga Chipz, a bagaceira de qualidade

Baga pode ser bagaceira, mas sabe fazer rir como ninguém e tem um carisma imenso, por isso chegou ao top 3 da S1 de Drag Race UK. Será que ela leva a coroa? #TeamBaga

Compartilhe!

Publicado

on

🕓 4 min de leitura

De todas as rainhas que compõem o top3, Baga é a menos polida, mas nem por isso é menos merecedora. O que falta em bons looks, Chipz compensa em personalidade e bom humor. Mesmo com a alcunha de “cotada” da temporada, a drag provou no decorrer de sete semanas que seu lugar no top3 é mais que merecido.

Antes mesmo da estreia de RuPaul’s Drag Race Baga já estava envolvida em polêmicas. Devido a declarações do passado a queen foi tida como conversadora, ela eventualmente se retratou dizendo que tais informações eram equivocadas, que sua visão de mundo é progressista. Mesmo assim o estrago já tinha sido feito e as expectativas com ela ficaram muito baixas.

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 6
>  Drag Race UK | Maisie Williams será jurada convidada

Contudo, foi apenas Chipz entrar na sala de trabalhos mostrando sua total falta de noção, sem nenhum filtro em seus comentários, que rapidamente ela caiu no gosto popular.

O senso de humor de  Baga é incrível e a drag consegue fazer graça com muito pouco. Era só ter uma abertura que ela retrucava com alguma sacada genial. As interações da rainha, seja com as demais competidoras ou até mesmo com RuPaul e os jurados sempre foi cheia de risadas. Porque isso é algo natural para Chipz, fazer graça.

Isso foi perceptível durante o Snatch Game quando fez a Margaret Tatcher, que ao lado do Trump de The Vivienne formaram uma dupla tão divertida e com grande química entre si que culminou na vitória das duas no desafio. E ainda o desejo de Alan Carr de ver ambas estrelando um programa de humor com esses personagens políticos controversos.

Diferentemente do que havia mostrado no reality Drag Queens Of London, exibido em 2014, que não era uma boa pessoa para trabalhar em equipe, em Drag Race UK Baga deixou tal comportamento no passado. Seja ao lado de The Vivienne ou do trio musical Frock Destroyers, com Blu e Divina, a rainha atuou muito bem com suas parceiras, resultando em um bom trabalho final.

Infelizmente, não podemos dizer o mesmo de quando a rainha trabalhou com a própria mãe no desafio de transformação. A forma com que Baga falou da mãe no palco principal causou mal estar nos jurados, nas outras drags e nos espectadores. Chipz precisou se retratar nas redes sociais por conta disso (leia mais aqui).

>  AS4 | Comentários do 2º episódio
>  RuPaul's Drag Race Season 10 disponível na Netflix Brasil em julho

Assim o maior triunfo de Baga no jogo foi sua personalidade carismática e capacidade de fazer rir, que com certeza a salvaram de cair no bottom 2 algumas vezes. Especialmente se pararmos para analisar seu senso fashion que era muito duvidoso. Afinal é consenso no fandom do show que no desafio de costura que desfilou com um look de palha de aço a queen merecia ter dublado, ou ao menos ter sido bottom 3 e não salva como foi.

Entretanto é aquilo que mama Ru disse, o senso estético de Baga funciona bem para ela, então apenas nos resta esperar qual será a próxima “bomba” que a queen irá desfilar em nossas telas e celebrar isso.

E é importante frisar que Chipz nunca se importou com o visual, ela deixou isso bem explícito antes mesmo do show estrear. Em uma entrevista ela revelou que para si importa muito mais uma artista que saiba entregar uma grande perfomance do que apenas looks. O que acaba servindo para seu desempenho no show, pois se por um lado os seus looks eram de gosto duvidoso, nas performances musicais, de atuação e comédia ela reinou absoluta, sendo destaque positivo ou até mesmo vencendo.

>  S11 | Spoilers da Grande Final
>  A era de Aquaria

Sendo assim, com seus altos e baixos Baga Chipz chega ao top3 com 3 vitórias e 1 bottom2 – mais um monte de memes para nossas galerias e redes sociais. Será isso suficiente para coroá-la como a primeira Drag Superstar do Reino Unido? Em breve descobriremos.

Leia também:

>  DRUK S1 | Top 3: Divina de Campo, a poderosa rainha teatral
>  DRUK S1 | Top 3: The Vivienne, a embaixadora que tinha muito a provar

Para ler mais sobre a S1 de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2019 © Todos os direitos reservados.