Connect with us

Hi, what are you looking for?

Drag Race UK

DRUK S3 | RuView do 6º episódio

O Snatch Game nos presenteou com um sashay away brutal que nos deixou com poucas rainhas para torcer. Confira a resenha do sexto episódio de RuPaul’s Drag Race UK 3.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 9 min de leitura

Lembra da resenha do último episódio em que argumentei que o resultado sem vitória e a conversa dura no palco seriam a sacudida que RuPaul’s Drag Race UK S3 precisava urgentemente?

Para citar Icesis Couture da Canada’s Drag Race, “Eu menti, vadia”.

Ou melhor, fui levado a uma mentira pelo show. Porque a declaração dessa semana? Isso não é o resultado de uma sacudida. Este não é um vento novo nas velas da temporada. O vento se foi. Saiu com River Medway e Choriza May.

É isso mesmo: depois de um episódio em que Ru estabeleceu a lei e estabeleceu novas expectativas, este apresentou o terceiro sashay duplo de toda história da franquia, mandando embora duas favoritas dos fãs. É o resultado mais devastador que você poderia imaginar para uma temporada já em seus últimos dias, e isso nos deixa pensando: Qual é o sentido de continuar? Você tem cinco rainhas restantes e quatro episódios restantes, o que matematicamente requer outro shantay duplo ou alguma outra reviravolta de não eliminação.

Isso significa mais tempo com um Top 5 que RuPaul tem repetidamente deixado claro que não está à altura de seu padrão. No entanto, mesmo enquanto diz isso, ela também diz ao elenco que os jurados têm que dividir os cabelos “neste momento da competição”. Que ponto é esse? Na semana passada, Ru disse a todas as rainhas que elas estavam abaixo do esperado e se recusou a premiar uma vencedora pela primeira vez. Não estamos dividindo cabelos; ainda estamos tentando separar o joio do trigo. E por isso é enlouquecedor ver duas rainhas que estavam, pelos padrões desta temporada, se saindo muito bem em um sashay away duplo indiscutivelmente não merecido. (Nenhuma das duas é ótima, mas River é bom o suficiente para sobreviver pelos meus padrões.)

Em teoria, pelo menos, um grupo equilibrado ainda deve produzir alguma competição interessante, mesmo que esteja aquém. O problema, no entanto, é que na verdade não é uma competição equilibrada, porque RuPaul não consegue parar de elogiar Krystal Versace, não importa o que ela faça. Esta semana, por exemplo, ela é criticada por outros jurados por sua Charity Shop Sue do Snatch Game, e Michelle Visage diz que sua passarela usa a mesma silhueta de seu look do terceiro episódio. Você sabe o que isso tira de Ru? Uma declaração de que “aos 19 anos, você encontrou o que Deus escolheu para você”.

Isso mesmo: Ru invoca Deus para declarar que ela “nasceu para ser uma drag queen”. Quero dizer, o que estamos fazendo aqui? Por que estamos gastando mais um mês nesta temporada para chegar a um resultado que parece quase predeterminado? E mesmo que alguém consiga uma corrida improvável na segunda metade da competição, o que impedirá Ru de ignorar a trajetória das rainhas mais uma vez, como fez quando concedeu a Lawrence Chaney a vitória sobre o Bimini Bon Boulash? Realmente parece um exercício fútil.

Advertisement. Scroll to continue reading.

>  CDR S1 | RuView do 5º episódio
>  S11 | Comentários do 4º episódio

Se pareço irritado, saiba que é porque estou! Este é um dos episódios mais frustrantes de Drag Race que já vi em anos. E não precisava ser assim. Snatch Game, apesar de todas as suas falhas como um desafio, geralmente produz um show divertido. Houve episódios com terríveis Snatch Games que chegaram aos melhores episódios da série (é só lembrar da 11ª temporada). E enquanto a maioria das performances variavam de engraçadas a monótonas, ninguém estava estático: havia muita coisa acontecendo ao longo do jogo.

Mas tudo em torno do jogo está uma bagunça. O mini-desafio The Reading is Fundamental [gongar é fundamental] é o único outro ponto brilhante – veremos algumas das melhores leituras na seção de pensamentos finais. Imediatamente depois disso, temos interações pessoais de Ru com as rainhas sobre seus personagens e, por algum motivo, ele tenta, repetidamente, fazer com que mudem de curso.

Choriza chegou a chamar a coisa toda de “grande merda” em uma entrevista ao Buzzfeed UK, e por um bom motivo. A sugestão de RuPaul de que ela interpretasse Cher em vez de Margarita Pracatan foi baseada em um disparate absoluto. E embora ele tenha conduzido duas rainhas a fazerem boas escolhas, elas pareciam preparadas para fazer isso com as opções reservas – a sugestão da Cher veio do nada.

Eu tenho uma teoria da conspiração, baseada na crença comum nos círculos de fãs de que esta temporada começou a ser filmada logo após o episódio do Snatch Game da segunda temporada do Reino Unido. Enquanto Katie Price de Bimini foi instantaneamente icônica, os personagens escolhidos de outra forma eram incompreensíveis para um público não-britânico. (Como eu disse na minha recapitulação na época, isso não é uma crítica – este é um show britânico – mas o público americano ficou confuso com alguns dos personagens.) Ru insiste tanto em conduzir as rainhas a escolhas mais reconhecíveis que eu tenho que supor que foi uma reação ao Snatch Game anterior.

De alguma forma, Ru sequestrar os personagens das rainhas não é a pior parte do episódio. Nem é o duplo sashay, embora isso chegue muito perto. Mesmo a desinteressante passarela de frutas não é a pior parte, embora o pêssego de Nina Bo’Nina Brown continue a ser um visual superior de frutas em Drag Race. Não, meu voto para o pior segmento do episódio vai para o chat no espelho antes da passarela.

Eu mencionei antes que este elenco é historicamente ruim em introduzir organicamente comandos alimentados pelo produtor na conversa. Bem, a história é feita mais uma vez com este uivo de uma transição de Vanity Milan: “Você sabe o que é engraçado sobre o Snatch Game é que você tem que interpretar um personagem”, diz ela. “Isso me faz voltar a ser jovem na escola e ter que interpretar uma pessoa heterossexual”.

Olha, se Vanity está recebendo um estímulo dos produtores para fazer as rainhas se abrirem sobre sua experiência de se revelarem LGBT ela tem que encontra alguma maneira de fazê-lo. Mas isso é absurdo. É quase camp, honestamente. E é um fracasso mais da parte da produção do que das rainhas, por eles não prepará-las para abordar tais assunto de uma forma melhor.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Toda esta temporada parece tão apressada, não é de se admirar que estejamos abandonando qualquer pretensão orgânica para o momento da maquiagem no espelho. Por que desejaríamos aprender algo único sobre essas rainhas, algumas das quais mal conhecemos neste top 5 (quem é mesmo Ella Vaday?), quando podemos, em vez disso, fazer a transição para desenterrar algum trauma por cinco minutos completos?

>  RuPaul’s Drag Race UK foi renovado para 2ª temporada
>  AS6 | Ruview do 6º episódio

Além dos desafios, este episódio é um flop generalizado. Felizmente, um desses desafios tem a graça salvadora: o Snatch Game de Ella. Uma rainha que eu estava esperando para conhecer melhor ainda permanece um mistério, mas ela se destaca em grande escala. Ela é convencida a interpretar Nigella Lawson por Ru, mas não é preciso forçar tanto – você pode dizer que Ella tinha isso garantido.

Ela é absolutamente hilária, indo para as piadas óbvias (sim, ela consegue um “mee-crow-wah-vay”) e sexulizando tudo sobre sua personificação. Mas ela encontra todos os tipos de oportunidades e reviravoltas no personagem. Meu favorito pode ser quando a personagem do Snatch Game e a convidada da extinta girlbad Girls Aloud Nadine Coyle pede com sucesso aos juízes para contar suas respostas como correspondentes, e Ella como Nigella responde: “É absolutamente fabuloso, Nadine Co-yah-le. É ótimo! Oh, que bom ver você. Não sei de onde você é ou o que faz, mas é lindo”.

Ru depois diz a Ella que o dela é um exemplo clássico do que fazer para ganhar o Snatch Game, e eu tenho que concordar. É tão impressionante ver Ella apenas rebater cada bola lançada contra ela como se fosse nada. É por isso que é difícil acreditar que Ella não tinha Nigella totalmente pronta para jogar: ela estava preparada. Ela fez o Snatch Game parecer fácil, e ela o fez com um personagem que nunca vimos antes. É melhor do que Katie Price de Bimini? Talvez não. Mas é ótimo por si só, e Ella mais do que ganhou sua segunda medalha RuPeter.

Eu hesitaria em chamar Ella de nova front runner, considerando o quão pouco sabemos sobre ela. Mas se alguém vai puxar o jogo final (eu sei, eu sei, me engane outra vez), acho que pode ser ela. Ela tem o impulso no momento certo, e ela é a única que Ru está tão animada quanto está com Krystal. E ei, não se esqueça: a World of Wonder ainda precisa produzir uma série na web com a vencedora. “Cozinhando com NigElla”, pegaram?

Scarlett, Vanity, Krystal e Kitty Scott-Claus patinam em vários níveis de segurança. (Kitty é presumivelmente a segunda na linha para a vitória, mas eu diria que o desempenho de Ella é tão dominante que ninguém mais chega perto.) E então Choriza e River devem dublar “Shout” de Lulu na frente da própria lenda.

Não se engane: só porque acho essa dupla eliminação desnecessária, não significa que a dublagem é boa. É horrível, especialmente o desempenho de Choriza. Mas, da mesma forma que afirmo que quando as duas rainhas vão bem, não significa que deve ser sempre um double shantay – mesmo quando ambas vão bem, pode-se fazer melhor – então, vou argumentar que River sendo distintamente melhor do que Choriza deveria ter sido salva. Ela não é boa, mas faz o suficiente. Infelizmente, Ru, aparentemente farto da maior parte desse elenco, decide apenas arrancar a bandagem e se livrar das duas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Então, partimos para o desafio do ball com as cinco finalistas: Kitty ainda não ganhou nada; Scarlett foi mais notável por brigar com suas colegas de elenco; Vanity que tem consistentemente desapontado os jurados; Krystal que é nossa provável vencedora; e Ella que pode, muito talvez, apresentar um desafio para a vitória. Perdoe-me se não estou tão animado com esse potencial final de jogo.

Mas hey, pelo menos há Canada’s Drag Race. Se você não está assistindo, eu realmente não posso recomendar o suficiente.

>  DRUK S2 | Ruview do 2º episódio
>  DRUK | S02E02 | Runway: Surprise Surprise

DESAQUENDANDO AS CONSIDERAÇÕES FINAIS

Esta é uma ótima rodada de Reading Is Fundamental. Teve muito menos do mesmo tipo de piadas que ouvimos nas temporadas recentes, e muito mais brincando com a forma, especialmente da vencedora Choriza. Ela tem uma grande parte em que ela acidentalmente continua lendo Krystal com shades que ela preparou para Vanity, então Ella, então até ela mesma. Mas é claro que é Scarlett cujo desempenho atrai mais atenção, já que ela apenas desabafa totalmente com as outras rainhas. “Ooh, River, eu não vi você aí”, diz ela para a rainha que a chamou por interromper outras pessoas. “Você não causa absolutamente nenhuma impressão!” Não é particularmente engraçado, mas admiro como ela realmente vai para a jugular.

Parabéns para Nadine Coyle e Judi Love, por serem tão divertidas como concorrentes do Snatch Game. Vimos uma grande variedade de jogadores ao longo dos anos, alguns investidos (Tamar Braxton e Michael Urie), outros não (Gigi Hadid e Chanel Iman), por isso é sempre bom quando as celebridades aparecem e se mostram.

>  Drag Race UK | Elenco será revelado em setembro
>  RuPaul's Drag Race UK S3 estreia em 23 de setembro

Todo o amor do mundo por Lulu neste episódio. Ela pode não ter nenhuma crítica particularmente incisiva, mas ela está claramente se divertindo. A julgar pelas reações dela, você pensaria que a dublagem seria um shantay duplo! #Triste

Então, vamos falar um pouco sobre o drama de Scarlett. Embora eu não ache que é o momento mais elegante dela jogar as críticas anteriores de River sobre ela na cara dela quando ela está no bottom, entendo sua frustração. O resto das rainhas disseram a ela que ela era negativa – uma afirmação que ela diz ser mais verdadeira em relação a Charity Kase – e também a acusaram de reclamar de cansaço (o que, a menos que eu tenha esquecido, nunca saiu da boca de Scarlett na câmera?). Elas também dizem repetidamente que ela os corta, o que é uma daquelas críticas de reality shows que eu nunca entendo totalmente. As pessoas se cortam nas conversas, é natural!

Choriza fica muito chateada no mini-Untucked com os jurados chamando seu look de passarela é apenas bom, e eu concordo com ela. Num amontoado de looks de frutas nada memoráveis, sua homenagem a Carmen Miranda é uma das minhas favoritas. Deus, eu vou sentir falta dessa rainha.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Aparentemente, há um elemento de cronômetro para o desafio de ball desta temporada? Mal posso esperar para ver como esse grupo de rainhas, que se mostrou decepcionante para Ru mesmo nas circunstâncias mais confortáveis, aguenta a imensa pressão de um prazo final

Este episódio merece 3 coroas, não precisava eliminar as duas!

Veja os looks individuais do episódio aqui:

>  DRUK | S03E06 | Runway: Feeling Fruity

Recap por Kevin O’Keeffe no Xtra. Leia mais notícias de Drag Race UK S3 aqui.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Click to comment

Deixe uma resposta

Veja Também

All Stars

A estréia do All Stars 7 foi um dos melhores episódios da história do show, me emocionei, ri, quase chorei... Este All Winners promete...

RuView

Confira minha resenha da grande final de RuPaul's Drag Race 14.

RuView

Depois de dois anos, voltamos a ter uma reunião presencial com todo drama que merecemos! Confira minha resenha do episódio 15 de RuPaul's Drag...

RuView

O roast do “hilário Ross Mathews” nos presenteou com um final chocante! Confira minha resenha do episódio 13 de RuPaul's Drag Race 14.

Advertisement

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2022 © Todos os direitos reservados.