Conecte-se conosco

Babados

Soju é acusada de assédio sexual contra menores de idade

Publicado

on

O subreddit de RuPaul’s Drag Race esteve em polvorosa há algumas semanas e o motivo foi a rainha coreana Soju que foi acusada de cometer assédio sexual de menores e a história veio a tona novamente.

Segundo usuários do fórum, a primeira eliminada da S11 dopava e abusava de drags menores de idade, usando sua reputação como RuGirl para ameaçar as vítimas.

RELATOS DE ASSÉDIO

O status de “predadora sexual” de Soju precede à estréia da S11 na VH1. A seguir alguns dos relatos da reputação da queen coreana.

“Anos atrás, Soju agiu com muita agressividade comigo e meus amigos. Eu pedi a ela para parar, a resposta dela foi que eu estava sendo rude. Quando ela foi embora outra pessoa no bar nos disse essencialmente para prestar atenção em nossas bebidas perto dela, porque ela tem uma reputação, e para não aceitar bebidas dela também. Em poucas palavras essa é a sua reputação em Chicago”, usuário jd1z.

“Meu amigo também é uma drag que trabalha meio período e conheceu Soju durante um período, e para ser honesta as merdas que ele me contou sobre ela é muito nojento. Ela comete transfobia com pessoas trans da cena e culpa as vítimas pela agressão sexual”, usuário valentiiines.

“O filho de um colega de trabalho disse que conheceu Soju e que ela tentou ficar com ele ‘há alguns anos’… Ele tem 19 anos atualmente”, usuário grandmaesterampharos.

>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race
>  S11 | Brooke e Vanessa formam casal romântico
>  DragCon NY 2018 | Destaques do 2º Dia

A seguir o relato mais pesado sobre o comportamento de Soju com mais detalhes sobre sua conduta com menores de idade, além de expor que a rainha é caloteira.

“Soju é um maldito predador sexual. Ela gosta de fazer os twinks (gays novinhos) ficarem realmente bêbados e levá-los para casa, ou tenta ficar com drags menores de idade com quem faz a ativa em troca de divulgação. Quando um dos meus amigos a rejeitou, mas disse que adoraria ser seu amigo, Soju retrucou que ‘ela já tinha amigos suficientes rsrs’. E então chamou publicamente meu amigo de racista por ‘não ficar com asiáticos’ quando isso nunca foi algo que meu amigo disse e é uma mentira. Soju também tentou ficar e se aproveitar de várias outras pessoas que eu conheço que são menores de idade. Há acusações piores também, mas nenhuma que eu repetirei porque não ouvi isso direto das pessoas. FODAM-SE ESSAS DUAS RAINHAS {em referência à Sojue. Silky]. Você querem saber quem muitas garotas de Chicago vêem como a “nossa garota” nessa [décima primeira] temporada? Yvie, por padrão, porque a cena de Chicago e a cena de Denver são como cenas irmãs.

Edição: Hum querem mais um pouco de babados? Soju nunca pagou as garotas em seu clipe So Juicy… E sua campanha no Indiegogo para a produção do álbum dela… para onde foi esse dinheiro? Para onde foram as atualizações? Para onde foram as recompensas de níveis de doação, incluindo aquelas que não lhe custariam nada, como a recompensa de 50 dólares um ‘ligação com soju’…”, usuário deletado.

>  RuPaul será jurada em novo reality show ao lado de Drew Barrymore e Faith Hill
>  Azealia Banks pode estar processando RuPaul por plágio

Um dos motivos para que essas denúncias sejam levadas à sério é a falta de suporte que Soju tem da comunidade queer de Chicago. Enquanto a queen é excluída de grandes eventos drags com RuGirls e ignorada nas redes sociais, outras rainhas que passaram por Drag Race, como Kim Chi, The Vixen, Shea Coulee, Naomi Smalls e até Dida Ritz (da S4) recebem maior apoio e destaque da cena local.

Os relatos dos abusos sexuais de Soju foram retirados de vários posts do Reddit. Como nenhuma denúncia formal foi feita os relatos acima são tido apenas como rumores, por mais sérios que sejam. Um dos usuários disse que a maioria das vítimas não prestaram queixa temendo a reação de Soju sendo uma RuGirl e para não reviverem os traumas que os abusos causaram.

Para ler mais babados drag clique aqui.


Essa não é a primeira vez que uma RuGirl é acusada de assédio sexual. Outras duas drags também foram acusadas de cometerem assédio sexual no passado: Mimi Imfurst (leia aqui) e Silky (leia aqui).

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Babados

DRUK | Baga Chipz e mãe respondem aos fãs após repercussão de episódio

Os fãs não curtiram a forma com que Baga Chips tratou sua mãe no último episódio de Drag Race UK. Então a queen usou suas redes para se defender e sua mãe se manifestou a seu favor. Veja a seguir!

Compartilhe!

Publicado

on

Baga Chipz pediu aos fãs que fossem “gentis” após suas reações ao sétimo episódio da primeira temporada de RuPaul’s Drag Race UK.

No episódio desta semana, as quatro rainhas finalistas – Baga Chipz, Cheryl Hole, Divina De Campo e The Vivienne – foram encarregadas de dar às mães e irmãs uma transformação incrível e desfilarem com toda opulência pela passarela.

The Vivienne e Divina foram elogiadas por suas transformações, enquanto Cheryl recebeu críticas mistas; A mãe de Baga recebeu uma recepção muito negativa, com Alan Carr dizendo que parecia que ela estava prestes a sair no Halloween para “fazer travessuras e gostosuras”.

No palco principal, Baga disse aos jurados – incluindo a atriz convidada especial Michaela Coel – que ela teve dificuldades com a transformação de sua mãe por ela ser uma “mulher de certa idade”, ter uma “barriga saliente” e também ser “cega como um morcego”.

Ao longo do episódio, a rainha revelou que o relacionamento deles não era tão íntimo quanto os outros pares na sala de trabalhos. No entanto, os espectadores de Drag Race – e suas colegas concorrentes – se sentiram incomodados com a forma que Baga falava com sua mãe.

>  Shangela faz apresentação musical surpresa na Spirit Awards
>  RuPaul será jurada em novo reality show ao lado de Drew Barrymore e Faith Hill

A princípio, a drag ignorou os comentários on-line, dizendo aos fãs que “ama” sua mãe e está “orgulhosa” do que realizou no programa. Mas após várias críticas negativas Baga postou um novo tweet:

“Ninguém conhece a história da minha vida. Eu não sou uma vítima, mas tem sido difícil. Seja gentil”.

Numa das interações que Baga teve com os fãs no twitter deu para entender um pouco da dinâmica da relação da drag com sua mãe que também se manifestou.

Baga: Eu amo muito minha mãe! Tão orgulhosas de você!!! 💖💖💖
Jonathan: Tenho o mesmo relacionamento com minha mãe, que é socialmente desajeitada e tímida, falo por ela em público e sei que isso parece ruim para os outros, mas ela me pede para fazê-lo… em casa, no sofá, quando somos só eu e ela… é uma história diferente.
Baga: O mesmo [aqui]. 💖
Kri: Lamento ver tantas pessoas dizerem que você é ruim com sua mãe quando elas não entendem a dinâmica de vocês… Fiquei emocionado ao ver vocês no palco, pois minha mãe é exatamente igual à sua e vi que você estava tentando ajudar ela se sentir confortável e o resto das pessoas na sala não entendeu 😕
Jo: Haters sempre vão odiar. Baga sabe que eu tenho muito orgulho dela e este é o jeito que somos uma com a outra. Team Baga, beijos”.
>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?
>  DRUK S1 | Entrevista: Blu Hydrangea

Em outra tweet a mãe de Baga afirmou que não foi humilhada e que seu filho é a pessoa mais gentil que ela conhece.

Baga: Eu amo muito minha mãe! Tão orgulhosas de você!!! 💖💖💖
LJ: Senti tanta pena de sua mãe. Ela parecia humilhada. Se meus filhos me tratassem assim na frente das pessoas, eu ficaria de coração partido.
Jo: Não fui humilhada e meu filho é uma das pessoas mais gentis que conheço. Eu acho que ele estava arrasado porque sabia que estaria no bottom 2 e entrou em pânico. Por favor, não o julgue por conta de um episódio episódio. Eu o amo muito, abraços”.

Para ler mais sobre Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Miss Fame expõe Justin Bieber por explorar artistas LGBTs

“Se você solicitar meus serviços, pague meu cachê. Eu tenho contas a pagar”, Miss Fame criticou a equipe de Justin Bieber e a indústria no geral por explorarem a mão de obra de artistas LGBTs, não os pagando de forma justa.

Compartilhe!

Publicado

on

Depois de receber uma oferta para aparecer em um novo videoclipe da equipe de Justin Bieber, Miss Fame que é famosa por suas habilidades maquiagem está se impondo e enviando uma mensagem para a indústria do entretenimento em geral: nos abordem de forma justa ou nem se deem ao trabalho.

Miss Fame, que passou pela S7 de RuPaul’s Drag Race, usou seus stories no Instagram (em 13 de novembro) para expor publicamente Justin Bieber e sua equipe por uma tentativa preguiçosa de conseguir “pinkmoney”, sem realmente investir em artistas LGBTQ+.

A rainha começou postando uma captura de tela de uma conversa entre o que parece ser a equipe de Bieber e a dela sobre as filmagens de um novo videoclipe para o cantor em Los Angeles.

O e-mail afirma que a equipe de Bieber estava disposta a pagar apenas 500 dólares – que a Miss Fame aponta não ser suficiente para cobrir o custo de seu voo – para que ela aparecesse no novo vídeo. Eles afirmam que ela seria a única drag queen a aparecer no vídeo imediatamente após uma declaração sobre ter uma rainha como segunda opção.

>  Barraco Drag: Gia Gunn Vs. RuPaul pt2
>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?

Os dois stories de Miss Fame que se seguiram criticaram a indústria de maneira mais genérica por tokenizar pessoas queers e aproveitar a inclusão como uma estética e não como uma missão.

“Para a equipe do Justin Bieber: Se você quiser envolver o artista LGBTQIA + em um videoclipe do JB, sugiro uma compensação/cachê respeitável pelo nosso tempo e talento. 500 dólares não cobrem o vôo para LA e não se oferecer para pagar pelo cabelo e visual dá a entender que vocês esperam que tudo esteja incluído [nos 500 reais]. Nós merecemos construir nossas vidas através de nossa arte, assim co o Bieber acumulou uma fortuna de 265 milhões de dólares. É o mínimo que vocês deveriam fazer. Não posso pagar meu aluguel com a ‘honra’ ou ‘experiência’. Rejeito respeitosamente a oferta”.

A rainha rejeitou respeitosamente a oferta e ainda dedicou outro stories para direcionar sua mensagem a todas as marcas que tentam exatamente a mesma coisa:

“Você não tem permissão para tokenizar meu talento, minha homossexualidade não é tendência. Meu tempo é precioso assim como o de vocês. Respeite as pessoas e celebre o que elas contribuíram. Se você solicitar meus serviços, pague meu cachê. Eu tenho contas a pagar. Isto é direcionado a todas as marcas, grifes e industrias que estão tentando passar uma boa imagem para conseguir nosso pinkmoney, mas na verdade não investem em nós… para aqueles que aceitarem a “oportunidade” de trabalhar com o Justin Bieber, eu espero que eles façam valer a pena financeiramente sua participação. Lembrem-se eles está indo muito bem $$$, você merece o mesmo”.

>  The Vixen expõe contradições de Eureka
>  S11 | Brooke e Vanessa formam casal romântico

Miss Fame então compartilhou outro stories recomendando aos seus seguidores a comprarem sua linha de maquiagem, em que parte do valor das vendas é revertido para uma instituição de caridade LGBT.

Para apoiar a drag maquiadora diretamente, visite MissFameBeauty.com e compre sua linha completa de produtos de maquiagem.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Drag queen chama atenção em audiência de impeachment de Trump

A drag queen Pissi Myles fez uma aparição inesperada e bem chamativa nas audiências de impeachment de Trump, roubando a atenção de quem passava.

Compartilhe!

Publicado

on

Avistada no meio dos ternos cinza e azul no primeiro dia da audiência de impeachment do presidente Donald Trump, havia uma enorme peruca loira – a de Pissi Myles, uma artista de Asbury Park, Nova Jersey. A rainha declarou à NBC News:

“É um dia louco em Washington! Hoje, estou desfilando minha peruca em torno de processos muito importantes. As tensões são altas, e o nível para quem é permitido entrar na corte é muito, muito baixo”.

Myles, de acordo com sua biografia, é uma artista drag premiada, produtora de comédia e vencedora de Philly Drag Wars e Miss Fish NYC, que se apresenta regularmente na região de Nova York. Myles também atua regularmente em Fire Island Pines, um destino de férias de verão para homens, em grande parte gay, e tem um podcast “My Gay Spooky Family”.

>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?
>  Barraco Drag: Gia Gunn Vs. RuPaul pt2

A drag queen ficou no corredor do edifício Longworth enquanto as pessoas aguardavam a chegada das duas primeiras testemunhas para depor perante o Comitê de Inteligência da Casa para a primeira audiência pública de impeachment de Donald Trump em Capitol Hill em 13 de novembro de 2019.

David Ayllon, marido e parceiro de negócios da drag Pissi, disse à NBC News que Myles está cobrindo as audiências para um novo aplicativo chamado Happs:

“Eles a acompanharam em seu show Barracuda no domingo. Eu sei que eles estavam procurando por um comediante que pudesse dar uma melhorada na cobertura e divulgar as notícias de uma maneira divertida”.

A organização C-SPAN registrou Pissi passando pela segurança de Capitol Hill, onde um guarda passou um detector de metais ao redor de sua peruca.

>  RuPaul será jurada em novo reality show ao lado de Drew Barrymore e Faith Hill
>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race

Myles fez cobertura ao vivo das audiências no dia 13 de novembro via Twitter.

Para aqueles que afirmam que arte drag e política não devem se misturar, isso apenas prova que drag é um ato político constante!

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Aja denuncia fandom racista de Drag Race

Aja usou seu twitter para criticar atitudes problemáticas de Trixie e Katya e denunciar como o fandom de Drag Race é racista.

Compartilhe!

Publicado

on

Entramos no mês da Consciência Negra Brasileira com Aja denunciando o comportamento racista do fandom de Drag Race. Há alguns dias a rainha, que participou da S9 e AS3 de RuPaul’s Drag Race, usou seu Twitter para criticar as drags brancas do show que tem passe livre para fazerem o que bem entendem, mesmo que seja problemático, e são abraçadas pelo fandom, enquanto rainhas negras sofrem todo tipo de ataques, ameaças e racismo.

A princípio a irmã drag de Aja, Kandy Muse, fez um tweet criticando uma performance de Trixie, Aja respondeu com uma performance de Katya também problemática, em que a rainha dubla a palavra “nigga”, expressão racista nos EUA.

“Deixa eu ver se entendi… vocês atacam Aja por dizer que não é mais drag, mas não disseram nada de Trixe performando na porra de uma cadeira de rodas. [legal]”.

Um fã de Mattel deu print na interação de Aja com sua irmã drag criticando a rainha da S9. Aja então retrucou com vários tweets expondo a hipocrisia do fandom de Drag Race que deixa queens brancas fazerem o que bem entendem, enquanto fazem da vida de drags negras um inferno.

Scary: ”Bem, sim, Katya não teve nada a ver com a situação e é uma das pessoas menos problemáticas e mais legais do ramo, mas você a expôs para causar drama. Ela não tem culpa de nada”.
Aja: “Então, deixa ver se eu entendi, há um vídeo dela [Katya] dublando a palavra N [nigga] e é… minha culpa. Ok, não houve nenhum drama. Cancele as rainhas pretas/de cor de todos os lados e defenda as brancas com todas as fibras, certo? O objetivo do post era [mostrar] a desigualdade racial. Estava no tema.
Rainhas pretas e de cor trabalham 10 vezes mais nessa merda para conseguir algo. Não estou dizendo para crucificá-la [a Katya], mas situe-se aqui e perceba que rainhas negras são exigidas que se desculpem e expliquem questões pequenas, mas quando uma pessoa branca faz algo, vocês estão abertos ao diálogo. Justo não?”
>  DRUK S1 | Entrevista: Blu Hydrangea
>  Azealia Banks pode estar processando RuPaul por plágio

Mar: Eu concordo com a mensagem, mas há exemplos muito melhores, se formos considerar que nem parece que Katya está dublando.
Aja: Bem, para mim e muitas pessoas vemos isto de forma diferente. E nós temos todas as razões em ficar chateados ou sentir a necessidade de dizer algo, pois essa decisão não é algo que qualquer pessoa ou fã branco tenha o direito de decidir. Isso talvez deveria ter sido cortado da edição [final do lipsync].

O tweet a seguir foi outra interação de Aja com a @ que estava discutindo com ela, mas a mensagem não apareceu, pois a @ tornou sua conta privada antes das capturas serem feitas.

“Então… Rainhas negras são ridicularizadas por várias drags brancas e fãs em grandes plataformas o tempo inteiro pelas merdas que eles fazem. E eu deveria mandar uma mensagem de texto?… Foda-se para isso”.

A interação de Aja continuou com outra @:

Neve: Você postou este vídeo nem foi para expor a Katya, foi para dizer que drags brancas se livram de tudo… Claro que você obviamente curte a Katya, já que você estava zuando com ela numa transmissão ao vivo! As pessoas precisam parar já [risos].
Aja: As pessoas estão mais preocupadas em protegê-la [Katya] do que responsabilizá-la por algo que foi ofensivo, pela amor de Deus.
Neve: Eu amo a Katya e até eu posso dizer que foi errado ela apresentar aquela música. As pessoas precisam entender que criticar seus artistas favoritos por ações problemáticas, não quer dizer que deixou de gostar deles.
>  Barraco Drag: Gia Gunn Vs. RuPaul pt2
>  RuPaul será jurada em novo reality show ao lado de Drew Barrymore e Faith Hill

Aja ainda compartilhou a seguinte mensagem encerrando o assunto

“Tipo, o ponto que Aja tentou trazer aqui foi que rainhas brancas conseguem se livrar de tudo neste fandom”.

Gosto assim, rainha que não tem medo de denunciar o racismo que é, infelizmente, uma característica forte do fandom de Drag Race.


Para ler mais notícias sobre racismo no fandom de RPDR clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Werq The World no Brasil é cancelada por “questão logística”

Saiba o motivo do cancelamento da Werq The World no Brasil e como solicitar reembolso dos ingressos comprados.

Compartilhe!

Publicado

on

Já é de conhecimento do fandom nacional que a turnê Werq The World não passará mais pelo Brasil. Mas segundo fontes confiáveis não só nosso país foi afetado, pois A Voss Events cancelou a passagem da turnê por toda América Latina, sendo assim nada de Chile e México recebendo o show das RuGirls, mesmo que ainda apareça tais datas no site oficial.

De acordo com email que tivemos acesso, o evento “foi cancelado por questões logística da produção”. Porém até o momento não houve nenhum pronunciamento oficial por parte da Voss Events sobre o cancelamento da turnê na América Latina.

A seguir a confirmação do cancelamento do show em Porto Alegre.

A seguir o email da empresa Uhuu sobre o cancelamento da Werq The World em São Paulo informando como obter o reembolso.

>  DRUK S1 | Entrevista: Blu Hydrangea
>  Shangela faz apresentação musical surpresa na Spirit Awards

>  S11 | Brooke e Vanessa formam casal romântico

Quanto aos fãs brasileiros, para conseguirem reembolso dos ingressos comprados basta enviar email para falecom@uhuu.com e fazer a solicitação.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Fantasia racista de KKK de drag queen brasileira gera revolta

Uma drag brasileira se fantasiou de KKK para uma festa e causou revolta com seu ato racista.

Compartilhe!

Publicado

on

Novembro é o mês da Consciência Negra no Brasil e como somos homenageados? Com drag queen fazendo performance racista!

No dia 26 de Outubro em Piracicaba (SP), durante a festa “A Paradinha – The Walking Drag” a Drag Verona, rainha brasileira, se fantasiou de KKK. Na performance ainda bebeu sangue de um boneco que representava um bebê negro. Quem foi ao evento fez registros da performance e expôs nas redes sociais o ato de racismo que pode ser conferido a seguir:

Denúncia de racismo pt1

Denúncia de racismo pt2

Denúncia de racismo pt3

Fotos da performance da Drag Verona.

A drag fantasiada de KKK.

A drag performando e bebendo sangue de um “bebê negro”.

>  DragCon NY 2018 | Destaques do 2º Dia
>  S11 | Barraco Drag: Soju Vs. Silky

A drag até fez um pedido de desculpas para as pessoas “que se sentiram ofendidas”. Isso não é questão de se sentir ofendido, racismo é crime e merece punição.

A ONG Casvi responsável pela festa e pela Parada LGBT de Piracicaba emitiu um comunicado oficial sobre a performance da Drag Verona, “INFORMAMOS QUE A DRAG VERONA NÃO FAZ MAIS PARTE DO ELENCO DA PARADA DA DIVERSIDADE E ORGULHO LGBT DE PIRACICABA, POR NÃO TER AGIDO DE ACORDO COM OS VALORES DA INSTITUIÇÃO E DO EVENTO. Não compactuamos com qualquer prática discriminatória nem de conivência com as mesmas. Não compactuamos com qualquer prática discriminatória nem de conivência com as mesmas. Qualquer pessoa que conheça o trabalho que realizamos em prol das populações vulneráveis de Piracicaba conhece os valores que pautam nossa atuação. Reduzir 27 anos de história de luta social por um episódio que não estava sobre nosso controle não é a melhor forma de resolver o problema”. A nota d ONG foi postada aqui.

Mas nem todos aceitaram as desculpas da ONG.

Drag Verona se manifestou em seu facebook se desculpando: “EU NÃO SOU RACISTA E NÃO FIZ APOLOGIA AO RACISMO!!! Eu pensei numa performance satanista, onde eu traria o apocalipse, através de várias coisas; governos (Bolsonaro), igrejas (Universal e demais aproveitadoras da fé cega), rituais e etc, porém fugiu do controle ao colocar o KKK. ERREI??? SIMMMMM!!! e me arrependo amargamente a cada segundo.O bebê foi algo impensado, nada a ver com a ideia acima, porque foi a boneca mais barata que encontrei no centro pra poder usar na performance… EU PEÇO PERDÃO A TODOS QUE OFENDI E DECEPCIONEI!!!” (postado aqui)

>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race
>  Barraco Drag: Gia Gunn Vs. RuPaul pt2

A queen Samantha Banks se pronunciou contra esse ato racista no Facebook.

Já não basta a gente ter que lidar com drag fazendo blackface agora isso? Parece que não evoluímos NADA! Brasil e sua falsa democracia racial. Estou enojada e revoltada.

APOLOGIA AO RACISMO NÃO É ARTE, É CRIME.

Peço que não ataquem ou façam ameaças a Drag Verona. Ela errou e tomara que aprenda com isso. Mas é importante que a gente não normalize essas atitudes. Pois foi por normalizar o racismo, machismo, LGBTfobia e muitas outras atitudes problemáticas de Jair Bolsonaro, que hoje ele está eleito presidente do Brasil, dando voz a todas essas opressões que fazem vítimas diariamente.

Infelizmente o fandom de Drag Race tem um grande histórico de racismo, se você quiser ler mais notícias relacionadas ao tema clique aqui.

O QUE É A KKK?

A Ku Klux Klan (KKK) foi uma organização racista secreta que nasceu no final do século 19 nos Estados Unidos. Ela foi fundada em 1866, no Tennessee, como um clube social que reunia veteranos confederados, ou seja, soldados que haviam lutado pelos estados do Sul, o lado derrotado, na Guerra Civil Americana (1861-1865). Na defesa da manutenção da supremacia branca no país, o grupo promovia atos de violência e intimidação contra os negros libertados.

Mais informações sobre a KKK podem ser lidas aqui e aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Werq The World no Brasil é cancelada oficialmente

A Voss Events, responsável pela Werq The World, confirmou o cancelamento da turnê no Brasil. Veja os detalhes a seguir!

Compartilhe!

Publicado

on

Como postado anteriormente, havia fortes indícios de que a turnê Werq The World teria sua passagem pelo Brasil cancelada, já que as datas nacionais tinham sido excluídas do site oficial da Voss Events (leia aqui).

Os shows rolariam em São Paulo, 21 de novembro, e em Porto Alegre, 22 de novembro. Pois bem, foi com o simples email a seguir respondendo a um comprador que a Voss Events confirmou o cancelamento do show no Brasil.

Cliente: Boa noite, preciso saber se os shows no Brasil foram cancelados. Porque eu já comprei as passagens de avião e hospedagem para isso e o vento sumiu do seu site.
Voss Events: Olá, o evento foi cancelado. (print tirado do Instagram @portaldragbrasil)
>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race
>  AS4 | Gia Gunn responde as acusações do estilista Alex Navarro e aos ataques dos haters

Contudo, no site de venda dos ingressos eles continuam a ser vendidos normalmente. Até a hora de publicação desta matéria a comercialização do show ocorria normalmente, o que pode ser conferido aqui.

Pôster de divulgação da Werq The World em São Paulo.

>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?

Como nenhum motivo oficial foi dado para tal cancelamento, especula-se que a maioria dos ingressos não foi vendida devido ao pouco tempo entre o anúncio dos shows e sua data de realização, dificultando o planejamento dos fãs, além dos valores caros. Entramos em contato com a organização da turnê no Brasil e ainda não recebemos nenhuma resposta ou pronunciamento oficial do cancelamento e reembolso dos clientes.

O que é estranho nisso tudo é que desde que os boatos sobre o cancelamento da turnê surgiram a empresa 2BlizzEvents, que estava trazendo a turnê para o país, sumiu e não responde mais ao emails. Além disso ela existe apenas no Google e releases enviados, incluindo o que recebi por email. Não há registro de outros shows que ela tenha feito no Brasil. A Uhuu é apenas a empresa de venda de ingressos não a responsável, de fato, pelo show no Brasil.

Saiba o motivo do cancelamento e como obter o reembolso aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Werq The World no Brasil, aparentemente, é cancelada

Publicado

on

Aparentemente, a turnê com as rainhas de RuPaul’s Drag Race, Werq The World, teve sua passagem no Brasil cancelada. Os shows rolariam em São Paulo, 21 de novembro, e em Porto Alegre, 22 de novembro, conforme anunciado no site oficial da turnê (e aqui), veja a seguir.

>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?
>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race

Contudo, na última sexta-feira (25 de outubro), vários fãs notaram que as datas nacionais da turnê haviam sumido do site oficial da Voss Events, como pode ser conferido abaixo e aqui.

Até o momento não há nenhuma confirmação oficial do cancelamento dos shows em terras brasileiras. Tal cancelamento é muito estranho, pois de acordo com os dados do site de vendas os ingressos estavam praticamente esgotados, tendo apenas alguns lugares ainda disponíveis, como pode ser visto na imagem abaixo do show em Porto Alegre. As cadeiras rosas são as que ainda estavam disponíveis para venda, as mais caras do evento.

No site de vendas do show de Porto Alegre o evento continua aparecendo como disponível, porém não é mais possível comprar ingressos e não informam se o mesmo foi cancelado (confira aqui). Então o jeito é aguardar que os produtores do evento lancem alguma nota oficial sobre o que vai ser dos shows nacionais.

>  S11 | Barraco Drag: Soju Vs. Silky
>  The Vixen expõe contradições de Eureka

Atualização: a empresa Uhuu, responsável pela venda de ingressos da turnê no Brasil, informou a um fã como pode ser visto a seguir que o evento não foi cancelado e as vendas ocorrem normalmente. Mas quem entra no site não consegue efetuar nenhuma compra e o site da Voss continua sem mostrar as datas dos shows nacionais.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Todrick Hall se defende das sérias acusações que tem sofrido

Publicado

on

Recentemente, Todrick foi exposto nas redes sociais por: não pagar seus empregados, mas gastar milhares de dólares com garotos de programa; cometer e acobertar assédio sexual; roubar fãs; fazer whitewashing e por ser amigo de Taylor Swift por conveniência. O artista então usou sua conta pessoal no Facebook para responder às acusações de calote feitas pelo dançarino Thom, assim como as demais denúncias. Confira a seguir.

>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race
>  Azealia Banks pode estar processando RuPaul por plágio

“Este Thom, basicamente, não tem currículo. Eu deixei de ligar para agências e realizei uma audição para escolher um elenco de dançarinos que ele jamais teria a oportunidade de participar, por ele não ter agente. Ele falhou em mencionar que desde de ‘Nails, Hair, Hips, Heels’ o contratei mais duas vezes, nas quais ele foi pago. E então ele postou essa insanidade DUAS SEMANAS após ele filmar o clipe de “FAG”. A não ser que você seja stripper, você não é pago imediatamente em Los Angeles, nunca. Ele postou diversas vezes sobre a incrível experiência que foi estar no set e fazer os vídeos, mas então mudou seu tom, o que na minha opinião foi porque ele ficou amargo por não ter sido convidado a sair em turnê comigo.

No fim das contas, eu quero que vocês saibam que se isso fosse fácil, todas as pessoas que estão aí sentadas repostando e tentando me derrubar, estariam elas mesmo fazendo (o trabalho que faço). Eu construi minha carreira a marca do zero. Eu competi com grandes artistas nos charts com meus álbuns que escrevi e produzi por conta própria.

Eu vou continuar me esforçando e lutando pela minha carreira e vou lembrar de todas amizades falsas que estou vendo curtindo, comentando e até compartilhando essas histórias maldosas. Desculpe a todos que eu machuquei ou descartei no processo de perseguir meus sonhos, eu juro que nunca foi intencional. Amo vocês, pessoal, e eu continuarei seguindo em frente”.

>  The Vixen expõe contradições de Eureka
>  Shangela faz apresentação musical surpresa na Spirit Awards

Para ler sobre as acusações que Todrick sofreu recentemente clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Babados

Todrick Hall é acusado de assédio sexual, ser caloteiro e “whitewashing”

Publicado

on

Os últimos dias tem sido conturbados para Todrick que se envolveu em inúmeras polêmicas, desde que seu ex-assistente Tommy decidiu expô-lo, acusando-o de coisas como: não pagar seus empregados, mas gastar milhares de dólares com garotos de programa; cometer e acobertar assédio sexual; roubar; fazer whitewashing; ser falso com Taylor Swift e por aí vai. A seguir explico o que foi exposto até o momento, senta pega uma xícara de chá que o babado é grande.

QUEM É TOMMY?

Tommy é o ex-assistente de Todrick, que também atua como ator pornô gay, que veio a público expor Hall.

“Eu fui assistente pessoal de Todrick por anos e eu sei cada detalhe da sua vida, incluindo não-pagamento intencional das pessoas, racismo, assédio sexual, abuso sexual, bullying online, exploração, práticas de negócios ilegais… a lista continua. Obs: EU NUNCA ASSINEI ACORDO DE SIGILO”.

Ace: UAU. Todrick é notícia ruim. Eu já ouvi reclamações das pessoas que ele explorou financeiramente e agora sexualmente.

Tommy: Você não faz ideia! É realmente muito pesado. Eu me mantive calado por muito tempo porque Todrick me ameaçou severamente, mas agora eu não tenho medo dele me atacar online. Ele fez seu próprio acordo legal por cometer assédio sexual com um antigo agente de turnê – os detalhes são nojentos.

>  AS4 | Gia Gunn responde as acusações do estilista Alex Navarro e aos ataques dos haters
>  S11 | Barraco Drag: Soju Vs. Silky

CALOTE E GAROTOS DE PROGRAMA

Segundo Tommy, Todrick ama garotos de programa e gasta milhares de dólares com eles, enquanto dá calote em seus colaboradores, ao não pagar pelos serviços prestados.

“Todrick não pagou o maquiador que eu conheço que trabalhou em Oz e o estilista de Haus Party. Ele é notório por pegar a criação das pessoas e não pagá-las, e aí bloqueá-las quando elas tentam receber o pagamento ou ameaçam [tomar] ações legais”.

“Nós discutimos no início do ano no camarim de ‘Chicago The Musical’ porque Todrick gastou mais de 2 mil dólares com [produtos] Tommy Hilfiger em um garoto do Instagram que ele nunca conheceu, mas não pagou a mim ou ao Zack Wickham pelas duas semanas que trabalhamos em seu album Haus Party”.

Selina: “Eu fiz dois clipe com ele. O primeiro (Nails, Hair, Hips, Heels) não foi pago, porque ele precisou de mais de 60 dançarinos e disse que não tinha orçamento para nos pagar (então não use dançarinos, porra!)”.

Tommy: “Vocês precisam ver o tanto que ele gasta no OnlyFans e contratando boys. Eu o vi não pagar pessoas que o ajudaram a criar sua carreira, mas gastar de centenas a milhares de dólares em boys diariamente. Ir para clubes de strip e contratar garotos de programa era parte do meu trabalho que ficou bem zoado”.

Todrick tem uma obsessão por stripers e garotos de programa. Ele trata seus empregados regulares como se fossem profissionais do sexo, aperta bundas diariamente e coloca seu pau para fora na frente dos assistentes e dançarinos constantemente. Este é seu “ex” que ele atacou nas redes sociais e era dançarino na turnê.

RuPaul e Drag Race, vocês sabem que Todrick MENTIU para os produtores e cometeu fraude para colocar o dançarino que ele namorava no show? Entenda, Danny Williams é da Inglaterra e não tem permissão para trabalhar nos Estados Unidos, então Todrick usou outra pessoa chamada Danny para enviar o cachê.

>  The Vixen expõe contradições de Eureka
>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?

“WHITEWASHING”

Whitewahisng é o ato de embranquecer pessoas, personagens, obras artísticas e é disso que Tommy acusa Todrick, de fazê-lo ficar mais branco e menos gueto.

“Depois que Todrick ficou amigo da Taylor Swift ele me disse, ‘o assistente da Taylor não usará boné ou tênis Jordan. Eu preciso que você comece a parecer mais branco, porque você parece muito étnico e gueto”. CITAÇÃO REAL e nenhuma regra de NÃO USAR BONÉS entrou em execução”.

A mesma atitude foi tomada por Todrick em seus shows e clipes. “Selina Kyle” ou Thom é um dançarino que participou de alguns clipes de Todrick e fez um longo tópico no Twitter relatando como Todrick não o pagou e ainda reclamou do excesso de negros em no clipe.

Selina: O golpe rolou no set. Muitos gays negros estava em pé atrás dele em uma tomada e ele virou para nós e disse “isso está um pouco chocolate demais… eu gostaria de algumas pessoas de pele clara atrás de mim”… Eu e um de seus dançarinos da turnê trocamos olhares e fizemos a mesma cara… pra mim já deu”

Tommy: Isso realmente aconteceu várias vezes. Ele intencionalmente escolhe dançarinos baseado apenas em suas raças – é nojento. E ele pagará alguns dançarinos secretamente enquanto para a maioria será um trabalho sem pagamento. E não venham me atacar, porque foi algo que Todrick fez e não eu.

>  DragCon NY 2018 | Destaques do 2º Dia
>  Barraco Drag: Gia Gunn Vs. RuPaul pt2

ASSÉDIO SEXUAL

Todrick foi acusado de cometer assédio sexual e ainda acobertar assédio cometido por um amigo.

“Eu lembro quando estava em turnê com Todrick na Straight Outta Oz e Chester Lockhart chegou agressivamente atrás de mim no onibus da turnê e colocou sua mão nas minhas calças e agarrou meu pau. Na mundo do direito, eles chamam isso de abuso sexual e Todrick puniu a mim por tê-lo dito”.

Link para o processo de abuso sexual que o Todrick fez acordo neste ano. Eu testemunhei as alegações e vie ele assediar muito mais, infelizmente. Ele é um predador e mais será revelado. Ele me ameaçou severamente pelo meu silêncio, mas ele precisa parar.

Mais recibos. Este é o ex-agente de turnê do Todrick. Ele processou Todrick por assédio sexual (e outras coisas) e Todrick fez um acordo judicial, porque ele sabia que tinha muitas provas e testemunhas contra ele. Caso completo: link.

>  Azealia Banks pode estar processando RuPaul por plágio
>  DRUK S1 | Entrevista: Blu Hydrangea

ROUBO

Há uns meses Todrick se envolveu na polêmica de Taylor Swift que havia rompido relações com o empresário Scooter Braun que havia comprado os direitos pela música da cantora. Então uma representante retrucou as alegações de Todrick o acusando de roubo.

Todrick: Para aqueles que perguntaram, deixei o Scooter Braun há muito tempo… Estou triste com esta notícia, mas não chocado. Ele é uma pessoa má, cuja única preocupação é sua riqueza e alimentar seu ego nojento. Eu acredito que ele é homofóbico e sei por sua própria boca que ele não é um fã da Swift.

Allison: Todrick esta é uma afirmação repugnante e difamatória. Nós o dispensamos depois de descobrir que você estava roubando seus fãs em sua turnê de Natal. O Scooter não tem feito nada além de apoiar todos os grupos privados de direitos. Ele é contra a desonestidade. Não aqueles que vivem em sua verdade.

Todrick: Oh vocês me dispensaram??? Ok, podemos jogar o jogo de prints! Por que você não diz ao Scooter para pagá-los, já que ele prometeu na frente do meu agente financiar até US$ 500 mil do meu álbum e depois virou fantasma. Mas você não saberia, porque nunca esteve envolvido.

Allison: Você disse que precisava dessa quantia de dinheiro. Quando dissemos que não daríamos a você, você roubou. Se você quiser jogar o jogo de captura de tela, tenho muitos membros do elenco não remunerados – embora tenha certeza de que eles ficarão felizes em expor você. Pare de perseguir quem tem influência e pague suas contas.

Todrick: Para de pegar dinheiro de artistas que você não está realmente administrando o trabalho, devolva-me minhas centenas de milhares de dólares por serviços que nunca recebi e seria capaz de pagá-los mais rapidamente. E apenas para sua informação, eles foram pagos agora, não, graças à Scooter!

Todrick ainda completou para rebater a acusação de roubo:

E, só para constar, nunca roubei ninguém… só demorei mais do que o esperado para pagá-los desde que o apoio que me foi prometido não aconteceu.

Todrick tem histórico de roubar dos fãs. A parceira de negócios do Scooter o expôs recentemente e ela não foi a única! Todrick deu início ao “Month Candy” e fraudou os fãs em milhares de dólares ao nunca enviar as mercadorias. Eu me sinto mal por eles e tentei ajudar.

>  Shangela faz apresentação musical surpresa na Spirit Awards
>  RuPaul será jurada em novo reality show ao lado de Drew Barrymore e Faith Hill

RELAÇÃO FALSA COM TAYLOR

Segundo Tommy Todrick finge ser melhor amigo de Taylor Swift, enquanto na verdade vive falando mal dela pelas costas.

Eu postei isso porque a Taylor Swift não deveria confiar no Todrick por nenhum segundo. Ele diz coisas horríveis sobre ela e finge adorá-la em público? Ele está tentando explorá-la por influência. Se o vídeo for publicado, todos vocês saberão que não estou inventando isso.

Quem gostaria de vero video completo de Todrick ofendendo Taylor?! Tamar permance sentada incrédula, mas não comenta. Todrick tentou enterrar este vídeo. E mais… Todrick me disse que a Taylor usou o anel roubado de Kim Kardashian durante gravação de LAWYMD na banheira.

No vídeo postado pelo ex-assistente não há nada provas de Todrick falando mal de Taylor como se pode ver a seguir, mas segundo ele isso seria uma amostra do que ele pode postar.

>  S11 | Brooke e Vanessa formam casal romântico
>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race

DEFESA

Todrick se defendeu das acusações de ter dado calote no dançarino Thom (Selina Kyle, que apareceu em alguns tweets acima), mas até Manila Luzon se envolveu.

Todrick: Meu comentário; I adore Thom, tipo eu AMO ele. É uma surpresa para  mim, ele não foi pago ainda, ele será… não porque ele está tentando me expor, mas porque ele merece. Eu apenas recebi duas mensagens, nenhuma ligação, eu estava fora do país abrindo minha turnê e o clipe foi publicado há apenas duas semanas.

Manila: Bem, você ainda me deve por ter apresentando sua festa de Halloween ano passado, então…

>  S11 | Barraco Drag: Soju Vs. Silky
>  DRUK S1 | Entrevista: Blu Hydrangea

O processo que Tommy alega que Todrick sofreu tem as seguintes alegações: 1) assédio sexual; 2) retaliação; 3) demissão injusta em violação à política pública; 4) não pagamento de salário mínimo; 5) não pagamento de hora extra; 6) quebra de contrato e não pagamento de salário combinado; e 7) quebra de contrato e não reembolso de empregado. O processo completo em inglês pode ser lido aqui.

Em resumo, Todrick é acusado de embranquecer seus trabalhos, de roubar fãs e não pagar seus colaboradores (especialmente os negros), de gastar milhares com strippers e garotos de programa; assediar sexualmente seus funcionários e ser falso amigo de Taylor Swift, de quem vive falando mal pelas costas. A cerca dessas sérias acusações feitas por Tommy, que promete expor mais coisas também em vídeo, Todrick ainda não se manifestou. Fique atento para novas atualizações desse caso.

Atualização: Todrick se defendeu das acusações sofridas, leia aqui.


Para ler mais babados clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Modo Escuro

Modo Escuro
Propaganda

Posts recentes

Podcast

Em Alta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2019 © Todos os direitos reservados.