Monét X Change e Gia Gunn fazem as pazes

A paz mundial drag foi selada. Gia foi convidada do talkshow de Monét e abriu seu coração para a sister, as duas se acertaram num programa engraçado e emocionante.

Modo Escuro

Depois de protagonizarem barracos épicos pelas redes sociais, as participantes de RuPaul’s Drag Race All Stars 4, Gia Gunn e Monét X Change, finalmente colocaram suas diferenças de lado e fizeram as pazes.

Para quem está por fora do babado, tudo começou com Gia desmerecendo a vitória de Monét no AS4 (leia aqui). Depois de aguentar vários ataques de Gunn, X Change usou seu talkshow, The X Change Rate, para responder aos disparates da sister (leia aqui).

Contudo, essa contenda finalmente chegou ao fim. Aproveitando o espaço e visibilidade de seu programa, Monét convidou Gia para participar da edição mais recente de The X Change Rate e assim as duas puderam colocar de lado suas desavenças. O programa foi um diálogo franco e crítico entre as duas, um perfeito episódio de talkshow que teve drama, choro, perdão, interação com o público, todos se divertindo e muitos babados e shades. Gia até revelou que está “sóbria” há dois anos, não consumindo bebidas alcoólicas desde então.

Na primeira parte do programa, Monét fez um giro de notícias falando dos assuntos principais das últimas semanas, prisão de R. Kelly, as atrizes negras que interpretaram o 007 e a Pequena Sereia versão live action, política…

ACERTO DE CONTAS

>  Gia Gunn faz revelações bombásticas para Perez Hilton
>  Drag Queen do Ano | 2019 | Elenco

O segmento começa com uma coletânea de entrevistas de Gia falando mal de Monét. E por fim um curto vídeo da apresentadora retrucando o desafeto.

Então Monét recebe Gia no palco e para começar o bate-papo de forma descontraída, Monét propõe um jogo em que imagens delas apareceram no telão e elas terão que tentar elogiar uma a outra, sem shade, apenas comentários positivos, Gia está tão acostumada a ser shady que comenta:

“Ah, você disse comentários positivos, estou tão acostumada a gongar que faço isso até mesmo comigo”.

A química entre as duas é tão boa que elas proporcionam muitas risadas nos espectadores.

Monét revela então para Gia que depois de toda treta entre as duas ela se sentiu incomodada pelo rumo que as coisas tomaram, então pediu a uma das suas sisters, que não quer ser revelada, o número de Gunn para as duas poderem se acertar. Daí que X Change fez o convite para a rainha comparecer em seu programa e conversarem francamente, já que até então elas tinham exposto toda “merda” nas redes sociais.

Então Monét comenta que durante as gravações do All Stars 4, Gia e ela se davam bem, mas depois de um tempo que as gravações tinham terminado e as rainhas foram filmar o material promocional da temporada em Nova York a postura de Gunn havia mudado e ela passaram a tratar Monét com frieza. Então a asiática disse que a resposta era simples, em um determinado momento Monét tuitou que a primeira mulher abertamente trans a participar de Drag Race não foi Gia, mas Peppermint. E Gia se sentiu diretamente ofendida por isso, querendo entender porque uma Drag que ela sequer conhecia pessoalmente a estava atacando daquela forma gratuita. Logo, no reencontro para filmar a promo do AS4 o ranço já estava instalado.

E para Gia a declaração de Monét foi problemática pois antes de Peppermint (S9) teve outras mulheres trans e Drag Race como Sonique (S2), Carmen (S3), Jiggly (S4) e ela. Então mesmo entendendo que Monét estivesse falando aquilo a favor de sua irmã de NY, foi uma tremenda palhaçada sua declaração.

>  AS4 | Monét X Change está pronta para dominar a indústria da música
>  DRUK S1 | Divina de Campo está trazendo "muita palhaçada” para o show
>  Aquaria é vaiada em boate de Londres e xinga muito no Twitter

Já Monét afirmou que sua declaração não foi para diminuir Gia, ou as demais drags mulheres trans, mas para contestar a mídia que vinha fazendo matérias afirmando que Gunn era a primeira mulher abertamente trans a participar do show (no caso o AS4), quando todos sabiam que Peppermint é uma mulher trans e havia estado em Drag Race previamente. E o problema maior era o fato da mídia não ver Peppermint como mulher trans por ela não se apresentar extremante feminina, como Gia por exemplo, e isso é muito errado. Aqui vale uma ressalva, pois as outras rainha trans de RPDR participaram da competição no primeiro momento como “homens cis” e revelaram durante ou após o show serem mulheres trans, o que foi o caso de Gia na S6 também, porém Peppermint já entrou na S9 abertamente como mulher trans.

Depois de ouvir X Change, Gia então falou sobre sua experiência no All Stars 4 e abriu seu coração sobre o que sentia quando fez os ataques negativos contra Monét, pois ela teve uma experiência negativa com a temporada e isso a afetou interna e externamente, embora seu objetivo fosse se divertir participando do programa. E talvez por isso ela acabou descontando suas frustrações em Monét. Gia completou:

“No fim das contas eu percebi que a vida é muito curta para nós Drag Queens, ficarmos brigando e discutindo e criando negatividade para nossos fãs que nos olham em busca de inspiração e positividade, apenas por diversão”.

Monét ainda continuou questionando Gia porque depois de declarar em suas redes que não iria mais atacá-la, uma semana depois apareceu num programa fazendo novas declarações negativas sobre ela. Gunn revelou que ela o fez por implicância não apenas com Monét, mas com o momento que estavam vivendo, especialmente a decepção com a edição que recebeu no All Stars 4.

>  Descubra os votos de cada queen para o Miss Simpatia da S10 de RuPaul's Drag Race
>  Penelopy Jean estreia como jurada de reality musical na Record TV

Gia confessa que foi venenosa, mas também engraçada, vulnerável, chorou, brincou com as sisters, compartilhou sua história de vida, mas no fim a edição escolheu mostrar apenas seu lado bitch e isso a incomodou bastante. Gia como mulher trans queria contar sua história de vida e jornada no show e isso não foi mostrado no programa. O que a deixou muito chateada, então a rainha asiática acabou odiando a tudo e a todos e como resultado saiu atacando a tudo e a todos que aparentemente a perseguiram seja online ou em qualquer lugar, mesmo que não fosse uma perseguição real.

Tudo isso deixou Gia muito vulnerável e ainda deixa, pois para ela ser uma mulher trans e fazer drag é algo ainda muito confuso. Por isso ela tem trabalhado muito suas questões pessoais para se sentir confortável com quem ela é neste momento de sua vida. Por fim Gia conclui:

“Em todos os aspectos aprendi a me aceitar como uma mulher trans que faz drag. E eu estou buscando entendimento em relação a isso. O que não me dá permissão para o comportamento que eu tive e por isso eu gostaria de pedir desculpas a você. Eu sinto muito de verdade, porque como eu disse, a vida é muito curta”.

Em seu depoimento sincero Gia acaba chorando e revelando que descobriu que sua mãe tem câncer e que seria bom ter o apoio de suas irmãs de Drag Race, pois elas deveriam ser mais unidas e se ajudarem. E devido a isso ela não quer mais jogar negatividade no mundo. Gunn reiterou também seu pedido de desculpas aos fãs de Monét ressaltando que seu comportamento não é aceitável e há coisas que ela precisa melhorar.

Monét por fim aceitou o pedido de desculpas de sua sister e declarou que acredita na sinceridade dela e reconhece que Gunn não está se desculpando apenas para aparecer na televisão ou para o público.

>  #StillDrag, Derrick Barry discute o que é ser drag
>  AS4 | Gia Gunn revela o momento de Drag Race em que mais se sentiu ofendida

CONCLUSÃO

O programa continuou com Monét e Gia conversando sobre assuntos diversos e finalizando com um jogo, sempre nos causando muitas risadas.

Com certeza, a parte mais importante que merece destaque foi o acerto de conta entre as duas, agindo como adultas e seguindo a vida daqui em diante de forma madura e saudável. A postura de Gia em reconhecer seus erros e mostrar que está trabalhando para ser alguém melhor é inspiradora. Já Monét se mostrou nobre em não guardar rancor e ainda desculpar a sister sem ressalvas. Outro destaque positivo que merece ser pontuado é o imenso carisma de Monét no comando de seu talkshow. A queen está na sua zona de conforto a frente deste show e torço para que ela vá longe com seu programa, que merece estar numa grande emissora.

Leia outros destaques desta entrevista clicando aqui.

Confira a seguir o programa completo de Monét com a participação especial de Gia Gunn, que começa a partir dos 15min.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here