Connect with us

Hi, what are you looking for?

All Stars

RPDR AS7 | RuView do episódio 1

A estréia do All Stars 7 foi um dos melhores episódios da história do show, me emocionei, ri, quase chorei… Este All Winners promete muito! Confira minha resenha a seguir.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 7 min de leitura

Foi ao ar um novo episódio de RuPaul’s Drag Race All Stars 7, o All Winners! Leia a seguir minha resenha. Contém spoilers daqui em diante.

Finalmente estreou a tão aguardada RuPaul’s Drag Race All Stars 7, a primeira temporada All Winners do show, que reúne apenas campeãs de temporadas regulares ou All Stars. E o início não poderia ter sido melhor. Shea Coulée (AS5) foi a primeira entrar e então de forma decrescente de exibição de temporada, as demais campeãs foram chegando: Jaida Essence Hall (S12), Yvie Oddly (S11), Trinity The Tuck (AS4), Monét X Change (AS4), Jinkx Monsoon (S5), Raja (S3) e The Vivienne (UK1).

O clima era de muita festa carregado de admiração e shade entre as sisters. Até que uma drag “surpresa” apareceu e era Raven, a qual se referiram como a “primeira substituta” oficial das campeãs da S2 e AS1. Como reclamar não adianta mais, agora levo tudo na zueira. E por isso estou IMPRESSIONADO como Raven está cada dia mais neigra… WAKANDA FOREVER!!!

Tudo não passou de uma brincadeira, afinal Raven continua sem coroa, a para-sempre segundo lugar foi embora e deixou as drags com RuPaul que explicou as novas regras do jogo.

Primeiramente, não teremos eliminação no All Winners, as oito queens irão competir juntas até o penúltimo episódio. Em cada episódio Ru irá escolher o top 2 que dublará por seu legado e pela medalha/broche/emblema (você escolhe a melhor designação) chamada “legendary Legend Star”. Aquela que vencer a dublagem ganha sua medalha e o poder de BLOQUEAR qualquer rainha, exceto a outra do top 2, de receber uma “legendary Legend Star” na semana seguinte caso vença o desafio principal. No fim, o top 4 que tiver colecionado mais “legendary Legend Star” irá para a final disputar uma batalha de dublagens pela coroa e título de “Queen of all Queens”. E apenas uma sairá dali coroada e com 200 mil dólares em dinheiro. E assim temos a estrutura desta temporada que promete muito drama e desempenhos históricos.

Na sequência a “biblioteca” foi aberta oficialmente, e as rainhas se gongaram sem nenhum arrependimento. Raja mostrou que continua com a mesma língua ferina que a vimos usar muitas vezes na S3, ele todas as manas de uma única vez e encerrou chamando-as de BOOGERS. Aiai, voltei lá pros embates da terceira temporada entre Heathers e Boogers, que saudades. Mas no fim quem venceu o mini-desafio foi Jinkx.

Com a biblioteca fechada, Ru apresentou o desafio da semana: criar versos e fazer uma coreografia para sua nova música Legend. Mas antes disso o elenco teve uma masterclass de desfile com a primeira e única Naomi Campbell.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A lendária modelo britânica deu dicas sobre como desfilar e dominar o palco e fez Shea chorar de emoção ao classificar seu catwalk como “perfeito”. 

>  S11 | Comentários do 6º episódio
>  Uma Década de Drag Race | AS2 | Roxxxy Andrews

Voltando ao desafio principal, foi maravilhoso ver as rainhas em completa sintonia na hora de se prepararem. Colocaram Shea no comando da coreografia e a rainha montou um número digno de campeãs. Aqui vale ressaltar a postura madura delas, não tinha uma estrela querendo brilhar mais que as outras, o objetivo delas era apenas entregar a melhor performance feita no curto espaço de tempo que a produção dá.

Agora vamos para o momento mais importante da noite, o desafio principal. Os trabalhos são abertos por Mama Ru que recebe os jurados fixos, Michelle Visage e Carson Kressley, e depois dá boas-vindas à Cameron Diaz, jurada convidada super fã do show que disse amar as músicas de RuPaul. Óbvio que Mama não ia perder a deixa e se apresentou no palco principal, com direito a dançarinos de apoio e um pouco de vogue. Por mais “mecânica” que Ru pareça, EU AMO quando ela performa, fico batendo palmas e gritando “werk” até cansar!

Advertisement. Scroll to continue reading.

E então as rainhas debutaram o desafio principal do AS7. A música Legend é uma das melhores que as Rugirls já fizeram. Um som ótimo pra dançar na boate até enjoar. O autotune foi muito bem usado, pois a “voz” de todas ficaram ótimas, diferentemente do que costumamos ver nas temporadas regulares em desafios do tipo. Claro que nem todas ali são exímias dançarinas, mas elas serviram tanto carão e presença de palco que uma coreografia perfeita não fez falta, pelo contrário, cada uma se destacou explorando suas peculiaridades, seja Jinkx na teatralidade, Yvie na esquisitice, Jaida, TTT e Viv no carão, Raja no catwalk, Monét e Shea na performance de tirar o fôlego.

>  Ranking das rainhas que os fãs mais querem rever em RuPaul's Drag Race All Stars 6
>  DRUK S1 | Entrevista: Blu Hydrangea

E claro que a cereja do bolo ficou para o desfile. Com o tema “I’m Crowning”, cada rainha desfilou em sua melhor forma drag e foi lindo de ver. E aqui fica meu SHOOT especial para Raja que fez um look do qual ela se referiu como seria uma “realeza gay” que para mim foi a evolução de seu lendário look de Maria Antonieta.

A cerca das críticas dos jurados nesta estréia, elas foram dignas de uma final de temporada. As rainhas foram tão incríveis que os jurados fizeram apenas elogios para suas performances e looks. E não poderia ser diferente. Esta é uma grande competição em que não há espaço para desempenho medíocre, todas as rainhas estão dando o seu melhor, servindo tudo que merecemos e mais um pouco!

Minha única observaçao nesse sentido é sobre The Vivienne e Jaida. As duas se saíram bem, mas me pareciam um pouco intimidadas pela grande concorrência. Acredito que elas vão se soltar cada vez mais a cada novo episódio. E será lindo ver o desabrochar das lendas.

A Jaida explicou sua situação no início do episódio, venceu o show durante a pandemia com todos presos em casa. Não teve interações pessoais com fãs que validassem sua coroa, então rola uma certa insegurança. Mas espero que esse AS7 a faça perceber como ela é tão incrível como as demais do elenco e fique com a confiança inabalável daqui em diante.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Então vamos para o top 2 da noite e não poderia ser outro, Monét e Shea, cada uma ganhando sua medalha “legendary legend star”. Ambas tiveram que dublar por seus legados e simplesmente serviram muito com a música “Old MacDonald” de Ella Fitzgerald. No fim Shea Coulée venceu, e além da gorjeta de 10 mil dólares ela pôde bloquear uma rainha de receber a medalha caso vença o desafio da semana seguinte. Depois de um pouco de drama Trinity the Tuck foi sua escolha. Achei a decisão acertada, pelas críticas dos jurados, Trinity foi um dos destaques positivos deste primeiro desafio, então sendo uma competidora tão feroz, nada mais justo que dificultar suas chances de acumular medalhas de estrelas.

O pontapé inicial do AS7 foi dado com muita carisma, originalidade, coragem e talento e tenho certeza que isso foi apenas um aperitivo do que as rainhas tem a nos oferecer nas próximas semanas e eu confesso que estou faminto por muito mais!

>  Trailer de RuPaul's Drag Race All Stars 7
>  S12 | RuView do terceiro episódio

DESAQUENDANDO AS CONSIDERAÇÕES FINAIS

Como se desenrolará essa “aliança secreta” entre Monét X Change e Trinity? Confesso que fui pego de surpresa pela manobra, mas amei. No fim do dia, isso continua sendo uma competição e as rainhas precisam fazer o que acharem melhor para chegar ao top 4 e ter a chance de virar a Rainha das Rainhas.

Eu amei rever todas rainhas. Mas rever as antigas tem um sabor especial. Pois elas ajudaram a pavimentar o império de RuPaul. Raja me ensinou que Drag pode ser um ícone fashion por sua própria conta e Jinkx que Drag pode atuar como uma verdadeira vencedora de Oscar. E aqui ainda acrescento que meu coração esquentava a cada vez que as drags elogiavam Raja e como suas passarelas na S3 as inspiraram tanto.

Contudo, se tem uma coisinha negativa que posso falar desse maravilhoso episódio é que não aguentava mais ouvir Mama Ru falar “legendary legend star”, como isso pelo visto vai ser um dos bordões da temporada eu que lute!!

Se Cameron esteve apagadinha na bancada de jurados, a atriz brilhou mesmo foi na interação com as rainhas no Untucked, ali ela se revelou uma verdadeira fã do show comentando seus momentos favoritos de cada campeã e ainda revelando como o show foi um porto seguro para ela durante a Era-Trump.

No mais só tenho a agradecer RuPaul e a sua produção por ter nos proporcionado o que já antecipo como uma das maiores e neurose temporadas em Drag Race Herstory. Vê rainhas tão lendárias e icônicas lutando com toda garra pelo título de “Queen of all Queens” e, acima de tudo, abertas a criar bons laços umas com as outras, gurl, isso simplesmente me lembrou porque me apaixonei por este show lá em 2013.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Quando comecei a acompanhar Drag Race mais do que pelas maquiagens e looks lindos, foi pelo lado humano, carisma e humor das drags que me fez apaixonar de vez. Raja foi a primeira campeã que torci muito pela vitória e no fim ela venceu. Então sigo muito grato por esse All Winners, que vai nos levar em direção ao futuro da arte Drag com um gostinho de nostalgia que a gente precisa!

Esta estréia merece 5 coroas, simplesmente perfeita!

Leia mais notícias do AS7 aqui.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

2 Comments

2 Comments

  1. Wanessamatriz

    21 de maio de 2022 at 07:34

    Por onde eu assisto aqui no Brasil?
    Assinei a paramout+ só pra isso e não saiu na plataforma!

Deixe uma resposta

Veja Também

RPDR

Saiba quais são as temporadas de Drag Race que ainda estrearão neste ano de 2022, são pelo menos cinco novas temporadas!

All Stars

Assista à prévia do sétimo episódio de RuPaul’s Drag Race All Stars 7.

All Stars

Confira os looks que as rainhas desfilaram na runway “Night of 1000 Dolly Parton’s” do episódio 6 de RuPaul's Drag Race All Stars 7....

All Stars

Dois girls groups precisam provar qual serve mais anos 2000 realness no desafio da semana! Leia minha resenha do episódio 6 de RuPaul’s Drag...

Advertisement

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2022 © Todos os direitos reservados.