Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

Who’s That Queen? Juicy Kutoure

“Também as rainhas tiveram que nomear uma pessoa que tinha que voltar para casa”, diz Juicy Kutoure, sobre cenas excluídas da 2° temporada de Drag Race Holland.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 6 min de leitura

Um rapaz afeminado, na companhia de sua melhor amiga, em meio a uma pandemia, se aproveita do ócio para experimentar algo que as pessoas lhe diziam há tempos. Elas o queriam ver em drag. Ele fez o quê? Maquiou-se. Aliás, maquiaram-se.

Não, você não acabou de ler a sinopse de uma nova série gay teen da Netflix. Essa é a história de Mishel Bronx, ou pelo menos uma parte dela. De qualquer forma, tudo começa no próximo parágrafo. Veja só.

Nascido no dia 24 de janeiro de 1997, na cidade de ‘s-Hertogenbosch (NB), na Holanda, este aquariano, atualmente radicado em Amsterdã, viu sua vida virar do avesso quando, movido pelo desejo de desafiar-se, enviou uma fita de audição para Drag Race Holland, no qual permaneceu ‘apenas’ por um episódio, no entanto, que leva dias para ser gravado.

Ciente disso, corta para o dia seis de agosto de 2021, data que marca a estreia da segunda temporada dessa franquia. O episódio inaugural chama, veja só, caro leitor, Who’s That Queen?, e a terceira Rugirl a entrar na sala de trabalho é justamente a convidada de hoje da minha coluna. “Olá, olá, é a Juicy Kutoure, sua prostituta favorita!”

Após sua apresentação inicial, ela logo complementa: “As pessoas sempre pensam que rainhas da rede social não são talentosas, que elas são chatas e que não tem nada a dizer. Estou aqui para provar que isso não é verdade”.

Em seguida, enquanto Juicy busca demarcar seu espaço dentro da competição, Ivy-Elyse Monroe e Reggy B questionam sua presença nela pela falta de experiência e maturidade da mesma, todavia, isso não impede a curiosidade de Fred que, ao conversar com as rainhas, pergunta à Juicy a origem do nome dela.

Seu nome drag é uma homenagem à empresa Juicy Couture, marca famosa pelos agasalhos luxuosos, itens fashion usados por Britney Spears, Paris Hilton, Kim Kardashian e um número infindável de celebridades e artistas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Na sequência, ela tenta definir-se: “Mas eu sou uma garota holandesa, então eu sou uma puta boceta suculenta”, afirma, no programa, ao que Fred rebate: “Uma prostituta?” Juicy finaliza: “Sim, uma prostituta suculenta”. Incansável, o apresentador manda mais uma: “Qual é o seu talento?”

A única coisa que sou capaz de fazer é ser linda, logo, é exatamente o que eu vou fazer. Vou te ensinar como ser linda”. Expectativas à parte para o The Juicy Show, chegamos ao segundo dia de gravações desse primeiro episódio.

Eu nunca me apresentei ao vivo e você saiba disso. Não tenho certeza de mim mesma, está tenso. Mas estou muito interessada em mostrar o que posso fazer, coisas que ninguém viu, exceto em uma foto no Instagram”. E prossegue: “Espero mostrar minha personalidade no show de talentos e que meus nervos aguentem, e espero que alguém caia e quebre o pescoço porque, de outra forma, não tenho chance”.

>  Who's That Queen? Anastarzia Anaquway
>  Nem no dia dos pais deixam Tyra em paz

Depois desses relatos sinceros, Keta Minaj e My Little Puny fofocam sobre Juicy poder se dar mal no desafio principal, ao que ela vai falar com Vivaldi e Love Masisi, e reforça que performará pela primeira vez e que é conhecida como a menina do Instagram. Vivaldi diz o seguinte: “Você é famosa?” Juicy: “Sou conhecida por posar, então é isso que vou fazer”.

Durante sua apresentação, descrita como ‘Spoken Word’, Juicy lançou seu primeiro single, Poseren teef. E foi engraçado vê-la no palco falando sobre posar e Fred a gritar: “Faça uma pose”. Quem sabe desfilando em Nightlife Extravaganza? Nela Juicy surgiu como a Showgirl Butterfly: “Como a vida noturna está em espera por um ano, eu ganho vida na passarela como uma borboleta”.

Será que os jurados apreciaram o esforço de Juicy? Para Carlo Boszhard: “Você é muito bonita, você tem que realmente aproveitar o momento. Não pense: ‘Sou jovem, vou fazer isso mais tarde’. Não, é sobre o agora”. Fred seguiu outro pensamento: “No show de talentos, quando você disse ‘pose’, teria sido bom se você realmente tivesse feito isso, mas no geral foi muito legal”.

Complementando essas críticas, outras vieram reforçando que Juicy, por ser muito jovem e inexperiente, acaba sendo devorada pelas outras e, além do mais, segundo Fred, ‘se você não pode andar em saltos de três polegadas, você acabou’.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Pelo tom das palavras acima, já deve estar claro que o bottom dois viria, não é? E assim foi, com Juicy versus Reggy B, ao som de Physical, de Dua Lipa. Mesmo com o joelho machucado e dando tudo de si, o Sashay Away veio e o bonjour fora trocado por au revoir.

Sim, a trajetória de Juicy em Drag Race Holland pode ter acabado por aqui, mas a experiência agregou bastante para uma drag acostumada apenas ao mundo virtual e das redes sociais, que saiu da sua caixa para ver o que poderia fazer, como a sua personificação de Martien Meiland, apresentador de TV holandês, que ela faria no Snatch Game e que, por ora, ficou somente no campo da imaginação com sua eliminação.

Nesse contexto, duas drag queens em especial foram e são importantes em sua corrida no programa: Miss Abby OMG e Megan Schonbrood, da primeira temporada de Drag Race Holland. Ambas são suas mães drag e lhe deram um conselho precioso para viver essa competição: ser autêntica, focar em ser você mesma.

Da mesma forma que Abby fez quando Juicy a procurou pela primeira vez, interessada em fazer drag: “Vamos ser boas amigas e você será a minha filha drag”. E essa mesma Rugirl brasileira ajudou Juicy a responder, em português, o primeiro e-mail que enviei com o objetivo de entrevistá-la: “Oi, tudo bem? Obrigada por seu email! Eu amaria fazer uma entrevista com você”.

Sendo assim, logo abaixo você consegue ler, na íntegra, o resultado do nosso encontro. Confira!

>  Kandy Muse quase não dublou contra Olivia Lux em Drag Race
>  Who's That Queen? Jessica Wild

Quais são suas memórias de infância mais antigas em ‘s-Hertogenbosch?

Brincando com minha irmã e meu irmão, com nossas bonecas Barbie. Dançando na sala de estar!

Advertisement. Scroll to continue reading.

RuPaul’s Drag Race é o sonho de muitas drag queens. Como entrar no programa?

Eu só fiz o teste e esperei o melhor! Eu mandei minha fita de audição e fui convidada para um teste na vida real.

O que você melhorou como drag depois que começou a assistir seu trabalho na televisão?

Melhorei os meus movimentos, a minha confiança, a forma como me vejo, a minha visão, o meu estilo, tudo!

Como você conheceu a Miss. Abby OMG e Megan Schonbrood, suas duas mães drags?

Pedi à Abby para estilizar uma peruca para mim e nos tornamos muito próximas. Megan eu conheci anos antes. Em que ano isso aconteceu? Quase dois anos atrás, eu acho.

É verdade que você jogou um copo de coquetel na Fred durante o seu lip sync?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Sim. Eu não pretendia que caísse na mesa dos jurados, mas acabou acontecendo isso. Foi editado porque não foi bem capturado pela câmera. E também ficou meio violento. Essa não era minha intenção.

O que mais foi cortado da sua participação em Drag Race Holland?

Alguns comentários do júri que não foram agradáveis. E também as rainhas tiveram que nomear uma pessoa que tinha que voltar para casa. E algumas pessoas chamaram meu nome. Então eu fiquei um pouco louca. Eu disse que merecia estar naquele palco.

Mesmo que eles compartilhem o mesmo corpo, em que o Mishel é diferente da Juicy?

Não há diferença. Juicy é como seria minha personalidade.

>  Plastique Tiara defende Yvie Oddly de ataques de fãs
>  Who's That Queen? Vinegar Strokes

Quando você teve a ideia do single Poseren Teef? Como foi a gravação?

Recebemos a pergunta para nos prepararmos para um show de talentos. Eu não sabia o que fazer. Então, eu só queria fazer uma música sobre ser bonita e não ter talento. Eu colaborei com a Nina de Koning, ela produziu a música.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Se você pudesse formar um grupo pop de garotas com mais três drag queens, quem você escolheria e por que motivo?

The Countess, Tabitha e Vanessa Van Cartier! Qual será o nome do grupo? The Everythings, porque somos tão diferentes, mas todas tão engraçadas e lindas!

O ser humano é feito da educação que recebeu dos pais, da escola e dos amigos, então, o que você acha que foi fundamental para você ser o que é hoje?

Não pense no que as pessoas acham de você. Seja gentil consigo mesmo. Esteja aberto para feedback. Seja respeitoso e não deixe ninguém falar merda sobre você!

Siga Juicy Kutoure no Instagram e Spotify.

Para ler outras entrevistas exclusivas da Who’s That Queen clique aqui.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Queens

“Pangina me disse pra usar uma boa peruca no 1° dia do reality. Em 2021, minha peruca ainda parece um chihuahua molhado”, conta Amadiva,...

Mundo

Uma maldição silenciosa e sedutora ronda as franquias do Ruverso: a do primeiro win. Entenda como ela age e quem são as suas vítimas.

Drag Queens

“Bem, você pode ver o crescimento do programa e agora os fãs estão ficando cada vez mais jovens, é realmente incrível”, diz Mystique Summers...

Drag Queens

“Também aprendi que posso ficar apertada no meu espartilho por até 16 horas!”, diz Louisianna Purchase, nesta entrevista exclusiva, sobre participar da 3° temporada...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.