Shangela fala sobre ser a primeira drag queen no Oscar

Modo Escuro

Quando Shangela pisou no tapete vermelho do Oscar 2019 (em 24 de fevereiro), ela fez história. Depois de uma aparição no remake premiado de A Star Is Born, estrelar como dubladora no desenho Super Drags da Netflix, e uma participação vocal no single “NASA” de Ariana Grande, Shangela Laquifa Wadley se tornou a primeira drag queen montada a andar no tapete vermelho do Oscar. E pensar que tudo isso começou como uma passagem muito breve na segunda temporada de RuPaul’s Drag Race – embora ela tenha retornado algumas vezes.

“Eu acordei me perguntando: ‘Será que tudo realmente aconteceu?'”, diz Shangela na manhã de segunda-feira após sua grande estréia no Oscar. Ela desfilou pelo tapete ao lado de Jenifer Lewis, que é uma amiga íntima e que certa vez a aceitou como colega de quarto. “Eu não tenho voz agora, depois de gritar e dançar na festa pós premiação”.

>  Uma Década de Drag Race | S1 | Ongina
>  Hurricane Bianca 2 já está disponível na Netflix
>  Em seu facebook, Tyra Sanchez, aparentemente, ameaça participantes do DragCon

A OUT Magazine conversou com a rainha – e Diego Montoya, que desenhou seu vestido – sobre tudo o que aconteceu no grande dia, e o que ela fez logo depois. “Foi um momento que espero que realmente inspire as pessoas a nunca desistirem de seus sonhos”, diz ela. Shangela está atualmente desenvolvendo seu próprio show solo e uma comédia especial intitulada “Shangela is Shook”.

“Eu mesma me maqueio, mas sempre quis trabalhar com a Lipsticknick”, diz Shangela. Nicole Faulkner, também conhecida como Lipsticknick, é uma artista que já trabalhou com Jeffree Star, Michelle Visage e outras celebridades. A rainha continuou:

“Ela é uma artista fantástica e vive literalmente a 12 minutos de mim. Eu queria ter um visual glamuroso suave, porque o cabelo ia ser um aceno para o glamour da Antiga Hollywood, e o vestido era um deslumbrante vestido de festa. Todo esse visual realmente foi um esforço colaborativo. O lindo vestido é de Diego Montoya, que fez o meu vestido que recebeu uma resposta incrível na estreia [de A Star Is Born] em Londres, o lindo cabelo da Gypsy Wigz de Nova York e os brincos da Lollicox”.

Lipsticknick maquiando Shangela antes do Oscar 2019.

“A razão pela qual escolhi Diego [Montoya] não foi apenas por ele ser uma pessoa latina LGBT, mas também porque ele é incrivelmente talentoso!”, declarou Shangela. Montoya também trabalhou com rainhas como Sasha Velour, Aja e Monet X Change no passado, mas o feito de Shangela marcou seu primeiro evento no Oscar. O designer disse:

“Essa abrangência é apenas incrível. Alguns dos melhores talentos do mundo estão dentro da nossa comunidade queer, é claro, mas especialmente quando se trata de moda. Você sabe que Shangela, como ela é, já é realmente linda, então eu só queria enquadrar e fortalecer isso”.

Diego Montoya criou o vestido num ritmo acelerado de apenas 10 dias sem acessórios e uma equipe de quatro pessoas em sua estúdio em Nova York.

“Eu não queria que o vestido a usasse. Nós tínhamos conversado um pouco sobre premiações diferentes, então eu já tinha esboçado cerca de 20 vestidos para as premiações, mas o que acabamos fazendo foi um novo que veio espontaneamente para mim… Nós ficamos colados por cinco dias seguidos por conta desse vestido”.

>  Shangela faz apresentação musical surpresa na Spirit Awards
>  Michelle Visage e Fenton Bailey falam sobre como RuPaul’s  Drag Race mudou o cenário para reality shows
>  Barraco Drag: Tyra Vs. Phi Phi (Vol II)

Shangela contou que:

“Foi realmente sem parar. Jenifer e eu éramos as primeiras pessoas na fila do tapete vermelho, estávamos tão empolgadas que ficamos muito emocionadas. Chegamos lá antes mesmo de abrir o carpete, e eu fiquei complemente montada por nove horas. Você quer falar sobre uma base de cobertura total? Obrigado Dermablend. Depois fomos ao Baile do Governador, que é a festa depois do evento.

“Eu conheci Queen Latifah pela primeira vez. Eu nunca tinha conhecido a Queen antes e por isso fiquei nas alturas, pois ela é uma das minhas favoritas e a da minha mãe também. Ela olhou para mim e ficou tipo ‘Shangela!’ E eu fiquei tipo ‘Queen Latifah sabe meu nome!’. Eu apenas ficava dizendo de ‘Queen para queen!”

>  Alyssa Edwards tem novo projeto vindo aí: diretora de acampamento
>  MOONLIGHT, Melhor Filme do Oscar 2017

“Marc Shaiman convidou Jenifer e eu como seus convidados”, revelou Shangela. Shaiman foi indicado para dois prêmios por seu trabalho em Mary Poppins Returns.

“Foi realmente incrível que ele e Jenifer me apoiaram – não apenas como um amigo, mas também como uma drag queen – e realizaram aquele momento para que a primeira drag queen, montada, andasse no tapete vermelho do Oscar. Então, eu serei eternamente grata a ambos. Jen é uma das minhas pessoas favoritas em todo o mundo… ela era tipo sua mãe no baile de formatura. Ela ficava consertando meu look e eu dizia ‘Pare com isso’, e ela dizia: ‘Não querida, você tem que acertar’.

Jenifer Lewis e Shangela na plateia do Oscar 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here