Conecte-se conosco

Entrevistas

Segredos dos primeiros 10 anos de Drag Race, pt1

Publicado

on

🕓 4 min de leitura

A DIREÇÃO ERRADA

Quando Campbell se juntou a Barbato e seu parceiro Fenton Bailey na produtora World of Wonder, a empresa estava fora dos negócios de RuPaul desde que o The RuPaul Show foi cancelado pela VH1 em 1998. Campbell explicou:

“Eles ainda tinham uma relação amigável, aí resolvemos fazer um show com RuPaul. Então nós o trouxemos e RuPaul disse: ’Eu farei qualquer show, exceto um show de competição e eliminação’. Naquela época, eles eram um pouco malvados, havia a natureza sacana de alguns desses shows. Então nós fomos para um canto e desenvolvemos outra coisa, foi meio que um show do tipo Strangers With Candy.

Ele acrescentou, referindo-se a Amy Sedaris e ao clássico programa de humor da Comedy Central de Stephen Colbert, que durou três temporadas entre 1999 e 2000.

Nós nos apresentamos um ao outro, na sala em que estamos sentados agora no Hollywood Boulevard, e rimos, rimos e rimos, e Ru recuperou o fôlego e disse: ‘Você sabe o que devemos fazer, um show de competição e eliminação’. Então trocamos de marcha, e naquele momento, ao redor da mesa, eu diria que 90% da de RuPaul’s Drag Race nasceu. Nós pensamos no nome RuPaul’s Drags Race, nós rimos. Nós ficamos tipo ‘O que as drag queens fazem?’ Então de repente eu soltei ‘Elas dublam – eles fazem dublagens por suas vidas’. E o resto é história.

>  Ranking | Das 13 temporadas de RuPaul’s Drag Race
>  #25 | Processo seletivo de RuPaul's Drag Race

ORIGENS HUMILDES

Então, eles tinham o conceito, agora precisavam vendê-lo. O único problema? “Ninguém levou a sério”, explicou Barbato. Ninguém que seja exceto uma pequena rede iniciante com o nome de Logo, lançada especificamente para atender a comunidade gay. “Logo era a única emissora que estava interessada”, admitiu ele. Campbell acrescentou:

E nós pensamos com certeza, agora, em 2008, drag é popular. Parte da nossa inspiração seria Tootsie, e todos os filmes, e Uma Babá Quase Perfeita e Boy George, e a qualquer momento que esse tipo de coisa viesse à tona, sempre seria fascinante. E para nós – com todo o respeito aos nossos compradores em outras redes de TV a cabo – eles diziam ‘Oh meu Deus, nós amamos isso, nós amamos esse time’, e então nos enviavam e-mail – ‘Não podemos fazer isso ainda é muito ousado.

Mas Brian Graden, então presidente de programação da MTV, VH1, Logo e CMT, adquiriu instantaneamente e comprou a ideia. “Você sabe, as idéias eram sólidas. O orçamento, nem tanto, inicialmente”, disse Barbato, com ele e Campbell concordando que essa primeira temporada inovadora era algo mais parecido com o “projeto” para a série, ao invés da coisa totalmente realizada.

>  Hurricane Bianca: From Russia With Hate (trailer legendado)
>  DRUK S1 | Entrevista: Cheryl Hole

Filmando em um minúsculo estúdio chamado Redemption Stages, perto do aeroporto de Burbank, ao norte de Los Angeles, a sala de controle não era maior que um armário de vassouras. “Estávamos tão perto do set que não podíamos conversar ou rir quando estávamos gravando, porque podiam nos ouvir diante das câmeras”, Campbell admitiu com uma risada. Barbato complementou:

Estávamos incubando, digamos assim, e foi um pouco sofrido, porque inicialmente era um orçamento muito baixo. Mas acho que você teve a idéia instantaneamente, e há fãs do programa que estão por aí desde a primeira temporada, e eles entenderam completamente do que se tratava desde o começo.

PROCURANDO RAINHAS, ANTES E AGORA

Enquanto os orçamentos eram baixos, o interesse das drag queens ao redor do país não era. Barbato disse:

Drag queens existem desde o início dos tempos e existem tantos artistas maravilhosas que não têm a oportunidade de trabalhar para ganhar mais que os $50 ou $100 dólares que elas recebem no bar local, então enquanto o programa não era conhecido, as rainhas estavam sempre procurando por um evento. Escolher elenco agora é muito diferente, porque o show é tão popular e há muitos mais inscrições, mas não foi difícil conseguir grandes rainhas. Houve grandes drags na primeira temporada.

>  S10 | Comentários do 9º Episódio
>  #15 | Drag Race S10E06: DragCon Panel Extravaganza

Campbell acrescentou:

E elas foram corajosas, porque as outras rainhas pelo menos tinham uma ideia do que estavam fazendo. Essas primeiras rainhas não faziam ideia, e são nossas heroínas por isso. Não poderíamos ter feito isso sem elas.

Como o interesse na série cresceu exponencialmente, com algumas rainhas, como a ganhadora da 10ª temporada, Aquaria, literalmente crescendo assistindo ao show, as inscrições que Ru e os produtores recebem ficaram muito mais intensas. Barbato revelou:

Como esse show evoluiu, algumas rainhas produzem esses vídeos épicos de inscrição, e às vezes funciona e às vezes… RuPaul, que está muito envolvida na seleção do elenco – ele assiste cada vídeo, nós temos reuniões, falamos comm profundidade sobre todas as rainhas – não é o valor de produção de suas fitas de elenco, é realmente esse nível de autenticidade, aquele algo extra especial que é o fator decisivo de quem nós escolhemos. Mas desde a 1ª temporada até agora, é incrível assistir alguns deles. É como ‘E o Vento Levou’, a forma como eles produzem esses vídeos de inscrição.

Em breve postaremos a segunda parte.

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2019 © Todos os direitos reservados.