Connect with us

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

RPDR 16 | Amanda Tori Meeting se revela pessoa trans

Amanda Tori Meeting conta como participar de RuPaul’s Drag Race 16 e sair de uma relação ruim a ajudaram em sua transição: “Vou me defender”. Leia completo a seguir.

Compartilhe!
🕓 4 min de leitura

Por favor, vá para a sala de conferências, porque a rainha da sala de reuniões tem uma mensagem especial para toda a empresa: Amanda Tori Meating, uma das rainhas fan-favorite da 16ª temporada de RuPaul’s Drag Race, se revelou trans!

Em uma entrevista ao podcast Quick Drag da EW (abaixo), a rainha de Nova York se abre sobre seus destaques no programa até agora – e, ao refletir sobre a tensão com sua colega de elenco, Plane Jane, revela como um momento de libertação de um divórcio doloroso (bem como a experiência de fazer parte da família Drag Race) a ajudou em sua jornada de identidade.

“Quando estávamos filmando Drag Race, eu tinha cerca de cinco meses recém-saído do divórcio”, Amanda lembra das filmagens do programa em 2023, explicando que a experiência de ser “intimidada” por seu ex-cônjuge acabou retraindo seu foco em se colocar em primeiro lugar. – inclusive enquanto ela navegava pelo drama drag da 16ª temporada. “Acho que [Plane] me pegou no ponto ideal da minha jornada de cura”, ela continua. “Não estou lhe dando a resposta que você está procurando, seja lá o que for. Estou sentado aqui como uma pessoa de verdade e estou lhe dizendo: ‘Eu não gosto disso, por favor, pare’”.

Ela também lembra que seu divórcio resultou em parte da relutância de seu então marido em estar com ela por causa de sua “jornada de exploração de gênero”, como Amanda descreve.

Amanda – que se junta a várias outras RuGirls que se revelaram trans nos últimos meses, incluindo Adore Delano, Jade Jolie, Farrah Moan e Madame LaQueer – diz que se considerou não-binária por cerca de quatro anos antes de competir em Drag Race, mas no final das contas não me senti bem em me identificar como tal e continuei “descobrindo onde exatamente eu me sento no espectro trans”, explica ela, que continua:

“Não fui nada apoiada pelo meu parceiro e acabou sendo uma grande parte do motivo pelo qual tive que ir embora, porque ele não queria ficar com uma pessoa trans. Fiquei mal por um tempo, mas você chega a um ponto em que pensa, eu tenho que fazer o que é certo para mim, e isso envolve sair dessa. Eu apareci em Drag Race neste ambiente de, vou me defender, vou me defender, não vou me permitir ser vitimizada da maneira que sinto que fui no passado, antes de Drag Race. [Eu estava] neste ambiente pela primeira vez onde todos me chamavam de Amanda e não do meu nome de registro, e percebi como isso era bom, e comecei a me sentir um pouco mais confortável na transformação da minha identidade”.

Advertisement. Scroll to continue reading.

item image #67

>  Shangela declara: “Eu não preciso de uma coroa”
>  Asia O’Hara desabafa sobre ameaça racista de agressão que sofreu recentemente

Ela observa que tais sentimentos provavelmente exacerbaram sua reação às críticas de Plane sobre sua aparência na Werk Room e no Untucked, o que resultou em algumas farpas no set – e trocas mais intensas entre as duas nas redes sociais nas últimas semanas (leia aqui e aqui).

Ainda assim, Amanda diz que o processo geral de filmagem de RuPaul’s Drag Race com suas irmãs ampliou seus sentimentos de autoaceitação.

“Foi meio chocante passar daquele ambiente onde todo mundo me chama de Amanda e ela/dela, para ser chamada pelo meu nome de registro novamente, e ele/dele”, diz ela sobre voltar para casa após sua participação. “Eu pensei, isso não está certo para mim. Essa experiência ajudou a me tirar um pouco do ninho e quebrar o ovo”.

Hoje, com o programa entrando em seu quinto episódio nesta sexta-feira, Amanda diz que confortavelmente “chegou a um ponto em que sinto que estou em transição”, embora ela não saiba se está pronta para se chamar de mulher trans ainda.

“Sinto que é uma conquista que ainda não consegui, mas me refiro a mim mesma como uma t-girl [garota-t] no momento”, diz ela.

Esse conforto recém-descoberto em sua pele fica claro quando ela avalia o que poderia, em outro caso, ter representado um problema para ela, enquanto ela ignora uma onda recente de postagens na Internet circulando imagens dela desmontada de vários anos atrás – que não irei compartilhar aqui.

item image #96

>  DragCon 2018 | Destaques do 3º Dia
>  S13E12 | Runway | Looks do Roast

“Haverá muita merda vindo em minha direção com toda a experiência trans, e isso é algo que posso escolher deixar me chatear ou deixar que seja água nas costas de um pato [water off a duck’s back]. Se as pessoas estão interessadas nas minhas fotos e como eu era antes da transição, então tudo bem, isso é bacana para eles, eu acho. Não estou realmente interessada em ficar com alguém que se sinta mais atraído por quem eu era há quatro ou cinco anos. Se você quiser se divertir com isso? Claro”.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Bem, você ouviu a chefe: reunião encerrada, para que Amanda Tori Meating possa florescer.

Leia mais notícias de Drag Race 16 aqui.

Compartilhe!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Click to comment

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Race

Confira os looks que as rainhas desfilaram na categoria “Dancing Queen” do episódio 8 de RuPaul’s Drag Race 16. Quem merece Toot e Boot?

Drag Race

É hora de abrir a biblioteca e de jogar o Snatch Game! Confira a resenha do episódio 8 de RuPaul’s Drag Race 16 a...

Drag Race

Assista à prévia do episódio 8 de RuPaul’s Drag Race 16.

Drag Race

Saiba como será o episódio 8 de RuPaul’s Drag Race 16, quem vence e quem leva sashay away.

Advertisement

Portal de notícias sobre arte drag, RuPaul's Drag Race e suas rainhas.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2024 © Todos os direitos reservados.