Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

S12 | Entrevista: Brita

A Brita não está nem aí se você está cansado de ouvir que ela é de Nova York e fala muito mais sobre sua passagem em RuPaul’s Drag Race.

Compartilhe!
🕓 6 min de leitura

Caso você não saiba, Brita Filter é de Nova York. Na verdade, ela não é apenas de Nova York, ela é a própria Nova York quando se trata da vida noturna gay. Brita, como era chamada em RuPaul’s Drag Race, é um elemento básico na cena de drag da cidade há anos, tendo participado da série de 2017 da Fusion Shade: Queens of NYC e até se apresentado ao lado de Katy Perry no sagrado Saturday Night Live. Então, quando ela finalmente entrou na werkroom, houve muita pressão sobre a rainha polinésia.

Apesar de servir looks memoráveis ​​(para não esquecermos o vestido de chá de abacaxi feito à mão) e performances bagunçadas, como a Dra. Sandra Okurrr em “Gay’s Anatomy” ou sua visão exagerada da garota dos sonhos Jennifer Holiday no Snatch Game, a competição foi difícil. A rainha experiente Brita discutiu constantemente com Aiden Zhane, até mandando a frenemie para casa, mas depois de sua terceira vezdublando por sua vida, Brita foi enviada de volta para a Grande Maçã.

Ser uma das rainhas mais populares de Nova York adicionou pressão ao desempenho de Brita? Ela e Aiden fizeram as pazes? E exatamente como ela trouxe a pirotecnia para o palco principal da Drag Race? Descubra em sua entrevista à MTV News a seguir.

Qualquer um que vai a shows drag em Nova York sabe quem é Brita Filter. Você acha que essa pressão afetou seu desempenho na competição?

Ah, com certeza. Eu realmente queria deixar Nova York orgulhosa. Porque Drag Race é como futebol. No futebol, as pessoas têm tanto orgulho de seu estado e seu time, e eu estava no time de Nova York. Existem tantos ícones da cidade de Nova York que passaram em Drag Race. Bob foi bem, Bianca foi bem, você tem Peppermint. Todas essas garotas arrasaram por nós e eu senti que só precisava me vestir e ir representar a minha cidade. A razão de eu fazer drag é a minha cidade. Faço isso para ajudar as pessoas a escaparem de todas as besteiras que estão enfrentando em suas vidas. Eu senti que devia isso a eles.

>  S11 | Prévia do 10º episódio
>  S11 | O que é a doença rara que Yvie Oddly sofre, Ehlers Danlos?

Foi útil ou estressante ter suas irmãs de Nova York com você?

Foi muito útil. Era como ter um pedaço de casa. Porque estamos nessas circunstâncias, que definitivamente não são normais, e é uma corrida. Então, olhar para as meninas que vêm de Nova York e dizer: “Ok, é apenas um rosto amigável de casa” e irmãs, que podemos contar uma com a outra – honestamente, se elas não estivessem lá, eu provavelmente teria sido a primeira eliminada.

Advertisement. Scroll to continue reading.

E assim você está sempre com agenda cheia demais para ser incomodada em Nova York. Você conseguiu fazer uma pausa depois da sua passagem em Drag Race?

Sim, quando fui eliminada, tive que ficar muito quieta. Eu definitivamente tirei uma folga e vim para a casa dos meus pais no Maine, e depois tirei mais uma semana depois que fomos liberadas inicialmente, para a natureza. É a coisa mais difícil que já fiz na minha vida e definitivamente afeta você. Eu sai de uma rotina de fazer 42 dias de shows seguidos durante o Mês do Orgulho LGBT para me preparar para Drag Race e depois apenas participar de Drag Race.

Isso é loucura.

Eu estava tão cansada no final que literalmente dormi por duas semanas.

Você aprendeu coisas sobre si mesmo enquanto assistia a 12ª temporada?

Oh meu Deus, você não tem ideia. Não gostei da pessoa que vi às vezes. Quando eu estava lá, eu estava tão empolgado e era algo que eu queria tanto que, às vezes, me perdi de vista. Eu definitivamente deixei minha tristeza e insegurança tirar o melhor de mim, em vez de abraçar meus defeitos, especialmente com Aiden. Fiquei super confiante e agressiva, e não estou necessariamente orgulhosa disso. E nunca deveria derrubar alguém porque estava me sentindo de uma certa maneira.

Todas nós, meninas, somos tão íntimas e excelente irmãs, e às vezes, como irmãs reais, as garras podem surgir. Mas no final do dia, todos nós nos amamos e somos todas amigas. Sou amiga de Aiden e fizemos as pazes logo depois disso. Mas os fãs ficam loucos, especialmente quando estão vivendo sob essa perspectiva que não saber o que acontece longe das câmeras. Espero que essas pessoas possam realmente ver a luz, o amor e a Brita que as pessoas em Nova York conhecem, em oposição a esse grande cara marrom que faz bullying o qual as pessoas me associam no programa.

Advertisement. Scroll to continue reading.

>  S12 | Prévia do 6º episódio
>  Entenda o porquê do "Miss Vanjie! Miss Vanjie! Miss Vanjie!"

Perguntei a Aiden e ela disse que vocês estão totalmente numa boa.

Sim, sim. Não, estamos bem. Conversei com ela outro dia, somos boas irmãs. Acho que preciso ir ao vivo no Instagram para dizer às pessoas: “Estamos bem, mana. Estamos bem”. Às vezes as irmãs brigam. Está bem. E você aprende com o seu erro. Definitivamente aprendi muito e cresci com isso, mas é definitivamente uma panela de pressão enquanto você está lá.

Então, como você fez esse truque de mágica “Let It Go”?

É um truque de dedo que eu comprei na [loja de mágica de Nova York] Abracadabra. Escondi-o no meu peito e, quando voltei para a passarela, você pode me ver tentando tirá-lo do meu peito, e eu o coloquei de volta. Às vezes, ele não dispara quando você o toca. Graças a Deus isso aconteceu no momento perfeito. Quando você está no bottom, você tem que fazer o que for preciso para ficar, mas vadia eu não faço acrobacias usando um vestido longo. Eu não posso nem fazer espacates, então é isso.

Você ficou a Madonna com sutiã cônico no Madonna Rusical, mas qual é a sua era favorita da Madonna?

Eu conheci Madonna através da Evita quando criança. Eu era um garoto de teatro musical. Na verdade, eu meio que queria ser a Evita, porque era menos dança e eu sabia que iria estragar tudo, mas isso não aconteceu.

Mas você escolheu a do sutiã cônico?

Advertisement. Scroll to continue reading.

O jeito que eu decidi é por causa do registro vocal, como a música foi escrita. Na Madonna de sutiã cônico [roteiro], existem aquelas notas realmente baixas, como “Deus abençoe os gays” e eu sou um barítono baixo. Eu fiquei tipo, “Oh, deixe-me impressioná-los com essas notas baixas. Vai ser muito engraçado”. Eu pensei que, do jeito que estava escrito, seria hilário. Eu não necessariamente acho que sou a imagem cuspida de uma Madonna de sutiã cônico, mas achei que a faixa vocal em si seria bem engraçada.

>  S12E05 | Runway | Planet Of The Capes
>  S10 | RuPaul dá tapa de verdade na cara de Asia O'Hara

Se você pudesse escolher a música da Madonna para o lipsync, qual música dela você escolheria?

“Vogue”. É tão icônica e eu simplesmente amo demais.

Como você está se sentindo com a pandemia de coronavírus em Nova York agora?

No momento, nossa cidade está passando por uma das piores coisas de todas, e acho que é realmente importante que todos fiquem dentro de casa. Sou muito grata por todos os profissionais de saúde e mercearias que estão nos ajudando a superar isso. Eles estão na linha de frente de tudo isso. Eu digo que sou de Nova York no programa, mas estou muito orgulhosa da nossa cidade porque podemos superar qualquer coisa. Somos resilientes. Então, se as pessoas querem me atacar, elas podem me atacar. Mas caramba, você não fode com uma nova-iorquina. Nós já passamos por tantas outras coisas e podemos superar isso.

Que conselho você daria para alguma de suas irmãs de Nova York que querem participar de Drag Race?

Você apenas tem que ser você mesma. Eu acho que há muitas vezes que drag queens tendem a confiar nos personagens que retratamos. O que Drag Race quer ver é, eu acho, uma história humana, você como ser humano, a pessoa que faz seu personagem drag. Eu acho que é o que é mais interessante. Você vê todas essas histórias e essas histórias que vêm à frente desses seres humanos incríveis que estão por trás de sua personalidade e que influenciaram sua personalidade drag. Então, seja você mesma e mostre quem você é.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Para ler mais entrevistas clique aqui. Para ler mais notícias da S12 clique aqui.

Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

RPDR

Em entrevista recente, os produtores executivos de RuPaul’s Drag Race deixaram em aberto a possibilidade do show em aceitar drag kings e artistas trans...

Barracos Drag

Rainhas de RuPaul’s Drag Race e Dragula trocam shades devido ao especial de Halloween, Bring Back My Ghouls.

Moda

Bring Back My Ghouls será um especial de Halloween com as rainhas da S12 de RuPaul's Drag Race e terá dublagens, gorjetas do público...

RPDR

Confira o compilado da entrada de todas as Miss Simpatia de RuPaul’s Drag Race, da S1 à S12. Qual sua favorita?

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.