Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

S12 | Entrevista: Aiden Zhane

Aiden Zhane fala sobre sua passagem por RuPaul’s Drag Race, como se sentiu perseguida desde o primeiro dia de gravação, conta como conheceu Patricia Quinn e muito mais. Confira a seguir!

Compartilhe!
🕓 7 min de leitura

Durante sua passagem por RuPaul’s Drag Race, Aiden Zhane sempre se destacou das outras garotas. Ela não só saiu “do meio do nada“, na Geórgia, mas antes de ser escalada para a 12ª temporada, ela não estava fazendo drag regularmente para o público. Ao contrário de suas concorrentes, muitas das quais são profissionais experientes das grandes cidades, ela ainda trabalhava como na linha de produção da IHOP.

Em várias ocasiões, a Brita de Nova York discutiu com Aiden, que ficou perplexa com o fato de Aiden nunca estar no bottom 2. Mesmo que as meninas se unissem consistentemente contra Zhane, a spooky queen provou ser uma competição forte. Ru e os jurados viram algo especial em Aiden: ela sobreviveu aos desafios de atuação, serviu looks esquisitos na passarela, eventualmente chegando ao Snatch Game. Mas foi sua personificação da estrela do Rocky Horror Picture Show, Patricia Quinn, e seu visual sem graça na passarela Frozen Eleganza, que finalmente causaram seu sashay way.

Após sua eliminação, Aiden conversou com a MTV News sobre as lições que aprendeu enquanto competia em Drag Race, qual era sua opção reserva para o Snatch Game e se ela ainda está cozinhando panquecas [na IHOP].

>  AS5 | Prévia do 6º episódio
>  Sherry Pie é acusada de assédio sexual

Ei, Aiden! Então você chegou ao Snatch Game. Como foi isso?

Sim, foi legal. Eu acho que o Snatch Game é o ponto de toda temporada que todo mundo sabe que está chegando. É um momento icônico. Então, chegar tão longe é uma ótima sensação. Obviamente, teria sido uma sensação ainda maior passar pelo Snatch Game.

Depois, de volta à sala de trabalhos, Heidi disse que o Snatch Game era diferente do que ela pensava que seria. Você concorda com aquilo?

Quero dizer, todo o programa é diferente do que você pensa que será.

Advertisement. Scroll to continue reading.

MTV News: Como assim?

Ver como espectador e fazê-lo são duas coisas completamente diferentes. Você pode sentar em casa e julgar essas rainhas e dizer: “Oh, isso é o que eu teria feito”. Mas estar presente no momento e sentir o estresse da competição é uma situação completamente diferente. Você pode tentar se preparar para isso e se preparar mentalmente, mas quando chegar lá, é uma aventura selvagem.

Sim. Eu acho que sentar naquele set de Snatch Game tentando encontrar respostas espirituosas seria bastante estressante.

Sim. E Snatch Game é tudo sobre improvisação. Não há script. Você tem que reagir ao momento, por isso é um desafio difícil.

E você se arrepende de ter escolhido Patricia Quinn?

Sim, o fato de eu ter sido eliminada com ela. Ninguém vai a esta competição não querendo chegar ao fim. Então, é claro, olhando para trás e assistindo o programa agora, você não pode deixar de refletir coisas do tipo: “Oh, eu gostaria de ter mudado isso ou teria feito isso melhor”. Obviamente, escolher Patricia Quinn, e onde estava minha mente durante esse episódio, eu falhei. Então, em retrospectiva, eu gostaria de poder voltar e talvez escolher alguém diferente ou escolher uma das outras opções que tinha. E talvez eu tivesse me saído melhor, mas quem sabe.

>  Shangela, Shea e Aja falam sobre racismo na fanbase de Drag Race
>  Campeãs e Miss Simpatia de RuPaul’s Drag Race

Qual era uma das suas alternativas?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Uma das minhas alternativas era Aileen Wournos.

Ah, o serial killer.

Aiden Zhane: Sim, a serial killer. Eu a tinha escolhido apenas porque ela encaixa totalmente no meu lado sombrio e no meu amor pelo horror e por coisas assustadoras. Mas ela também é uma personagem. Ela é tão caipira. E acho que ela seria uma pessoa louca e divertida de interpretar no Snatch Game.

Você entrou em contato com Patricia Quinn ou você acha que vai?

Eu não entrei. Quem sabe? Talvez eu a marque em algo. Mas, não, além disso, provavelmente não. Quero dizer, eu não fiz o melhor no episódio, então já teremos o mundo inteiro me julgando. Também não precisamos da Patricia me julgando.

(Pois é, mas Patricia julgou e não curtiu o que Aiden Zhane fez, confira o que a atriz achou da sua personificação no Snatch Game aqui)

Por que você escolheu Patricia Quinn como primeira opção?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Como eu disse no show, eu conheci Patricia Quinn e tive um pouco da experiência em saber que mulher louca e excêntrica ela é, em primeira mão. Ela é muito aberta sobre o uso de drogas no passado e como isso a afetou, e ela é tão divertida e excêntrica. Ela é uma velha louca. E não apenas Rocky Horror sendo uma das minhas primeiras exposições ao drag, em geral, mas sabendo disso, eu pensei que ela seria uma pessoa divertida de se interpretar.

Como você acabou almoçando com ela?

Anos e anos atrás, havia um elenco aqui na Geórgia que fazia uma exibição de Rocky Horror toda sexta-feira à noite. E ela veio da Dragon Con para Atlanta um ano, para abrir o Rocky Horror Picture Show. Então, fomos almoçar com ela e conversar com ela e tudo mais.

>  Ilustrador transforma campeãs do All Stars em Pokémon
>  S11 | Soju desabafa sobre fandom de Drag Race

Pareceu algo recorrente no Untucked, as garotas se juntando contra você. Você sentiu isso?

Sim, para ser sincera, desde o primeiro dia de competição. Entrei me sentindo insegura, só porque sabia que haveriam garotas nessa competição que vieram de Nova York, ou que usavam looks chamativos, ou que tinham anos de experiência em estar no palco e na frente de platéias e que tinham essa confiança. E eu não tinha nada disso. E imediatamente ser escolhido naquele primeiro mini-desafio como o mais fraco do meu grupo validou o que eu já sentia. E foi tipo uma bola de neve dali em diante com pequenas coisas aqui e ali, comentários, coisas diferentes que acabaram se somando.

Você e Brita fizeram as pazes desde as filmagens?

Sim, nós fizemos. Todos nós, todo o elenco, conversamos desde que filmamos o programa quase todos os dias. Então todos nós somos amigos.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Com quem você se aproximou mais no elenco? Parecia que Heidi e você tinha um vínculo.

Enquanto filmava, sim, Heidi era definitivamente alguém com quem eu me relacionei um pouco. Eu acho que nós duas compartilhamos a história mútua de ser meninas de cidades pequenas. E também fomos escolhidas como o elo mais fraco naquele primeiro mini-desafio. Então ela, dentre todas, [Heidi] era alguém que sabia como eu me sentia naquela situação mais do que qualquer outra pessoa. Então quem sabe? Talvez seja isso que desencadeou seu momento no Untucked dela saindo em minha defesa.

Falando em cidades pequenas, como é sua vida agora após Drag Race? Você ainda vive no meio do nada? Você conseguiu sair do emprego na IHOP? O que está acontecendo?

Bem, eu definitivamente larguei meu emprego na IHOP [risos]. Mas agora eu ainda moro na mesma cidade pequena. Mas meu plano é me mudar para Nova York. Estou apenas seguindo o fluxo e enfrentando essa situação louca do COVID-19 que todos estamos tentando superar juntos e apenas vendo aonde isso nos leva.

Onde os fãs podem encontrar você, já que tudo foi cancelado? Você está fazendo algum show digital de drag ou você tem outros planos?

Definitivamente minhas mídias sociais, e eu tenho algumas coisas rolando. Ainda não me inscrevi especificamente para nenhum show digital de drag. Ainda não publiquei ou anunciei nada sobre isso, mas quero fazer uma espécie de momento online de “Histórias Assustadoras com Aiden”, onde me sento e leio uma pequena história para vocês fãs.

>  Finalistas dublarão virtualmente na grande final da S12
>  S12 | Prévia do 2º episódio

Ah, eu amo isso. Eu também amo como você abraçou essa questão de uma ‘única peruca’. Você está vendendo produtos inspirados nessa única peruca. Eu amei como [a lendária drag] Coco Peru saiu em sua defesa. O que você tem a dizer para todos os que odeiam sua única peruca por aí?

Advertisement. Scroll to continue reading.

É engraçado porque, mesmo antes de filmar o programa, eu brinquei sobre como isso se tornaria algo. Sim, eu tenho outras perucas. Sim, posso comprar outras perucas. Puta merda. Mas se você não gosta, que pena, essa é minha drag. Para mim, é uma das minhas peças básicas. E no final do dia eu queria que fosse algo que, depois que eu deixasse o show, quando alguém pensasse em Aiden Zhane, eu queria que eles pensassem nela da mesma maneira que eu. Eu sempre a imagino com esse cabelo. Portanto, não acho que exista uma única pessoa que, quando pensar em mim, pense em mim de maneira diferente. E sabe de uma coisa? Ótimo.

Qual a grande lição que o Drag Race lhe ensinou?

Meu grande aprendizado, eu diria, é definitivamente ter confiança em si mesmo. Apenas saiba quem você é e permaneça fiel a isso o tempo todo. Sempre haverá pessoas que querem derrubá-la ou pessoas que não conseguem [fazer] o que você faz. Mas essas pessoas sempre existirão, não importa em que nível esteja sua drag. E não preste atenção. Apenas faça o que você ama, saiba o que você ama e permaneça fiel a ele.


Para ler mais entrevistas clique aqui. Para ler mais notícias da S12 clique aqui.

Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Queens

Brita revelou que quase sofreu uma overdose fatal após não aguentar mais os ataques online dos “fãs” de Drag Race.

RPDR

Em entrevista recente, os produtores executivos de RuPaul’s Drag Race deixaram em aberto a possibilidade do show em aceitar drag kings e artistas trans...

Barracos Drag

Rainhas de RuPaul’s Drag Race e Dragula trocam shades devido ao especial de Halloween, Bring Back My Ghouls.

Moda

Bring Back My Ghouls será um especial de Halloween com as rainhas da S12 de RuPaul's Drag Race e terá dublagens, gorjetas do público...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.