S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?

De queridinha da temporada antes da estréia da S11, Silky Ganache Em poucos episódios se tornou a “insuportável” de Drag Race.

Modo Escuro

Quando rolou o anúncio oficial da décima primeira temporada de RuPaul’s Drag Race pelo canal do YouTube da VH1, o desânimo abateu o fandom do show, pois o que vimos ali eram drags, aparentemente, fracas, pouco polidas e com um semblante de derrota que nos fez imaginar que a S11 seria a pior temporada até então, superando até mesmo a chatice da S7.

Contudo, se teve uma drag que nos deu um pingo de esperança para acompanhar a nova temporada foi Silky Nutmeg Ganache com sua personalidade barulhenta e carisma arrebatador, todos nós vibramos ao conhecê-la, a taxando imediatamente de Miss Simpatia da temporada. Então a S11 estreou e tudo mudou…

As drags que até então julgamos, precipitadamente, de fracas e preguiçosas mostraram ter personalidades fortes e uma baita vontade de vencer, Silky não foi diferente, mas aí veio a surpresa, a rainha é talentosa e está sedenta pela coroa, mas atrelado a isso temos uma persona drag muito barulhenta que em poucos episódios conseguiu se tornar uma das participantes mais insuportáveis e irritantes da história do show, jogando por terra a legião de fãs que conquistou na fatídica entrevista da VH1.

Já tivemos todo tipo de drag chata a passar pelo programa: Phi Phi barraqueira; Mimi iludida que acha que drag é esporte de contato; Eureka barulhenta; Tyra is a complete bitch (ao lado de Raven) e por aí vai… Mas não me levem a mal, Silky é outro patamar de chatice e insanidade.

>  AS4 | Billboard entrevista: Valentina
>  AS4 | Estilista acusa Gia Gunn de ter lhe dado golpe (pt3)
>  S11 | Por que Silky escolheu Brooke Lynn e não Yvie no lipsync for the crown?

Oh Miley!

Se no primeiro episódio Ganache irritou vários fãs do programa ao revelar ser muito escandalosa e fazer com que Miley Cyrus desse atenção quase que exclusivamente para ela, nos episódios seguintes a situação não melhorou muito. Já no segundo episódio a queen comprou briga com o grupo rival, pelas queens terem falado mal dela para Ru, o que a deixou zangada (com razão) e pronta para mostrar que ela era melhor que suas “rivais” e iria vencer. A vitória não veio, mas ao menos foi salva e com destaque melhor que o outro time, que teve que engolir suas palavras, de que a queen era irritante, mas elas estavam erradas?

O ápice, até agora, foi o surto de Silky no Untucked do terceiro episódio, quando foi confrontada por Yvie querendo saber porque ela estava fora de sintonia com seu time não colaborando com o trabalho em equipe. A rainha veio com uma desculpa esfarrapada de que aquele desafio iria contra suas crenças religiosas, até assumir que seu problema foi a escolha de Britney Spears como diva da Igreja, já que Ganache não é fã da cantora, por isso preferia “homenagear” Whitney Houston…

Isso por si só foi motivo para Ganache ter surtado e dado um show digno de pena, que me faz questionar até agora qual o intuito da rainha com sua passagem por Drag Race? Porque essas atitudes mimadas, em que não aceita ser contrariada e sempre faz algo polêmico atrás de tempo de tela mais prejudicam que ajudam sua imagem aqui fora.

Como se não bastasse monopolizar a atenção de todos os jurados convidados que pisam no Untucked, Silky sempre protagoniza algum barraco, inventando algum drama para aparecer. Isso com certeza rende tempo de tela, mas também fragiliza cada vez mais as impressões que a queen deixa para o grande público.

>  Uma Década de Drag Race | AS3 | Aja
>  S11 | Comentários do 12º episódio
>  S11 | MTV entrevista: Silky Nutmeg Ganache

Nós, fãs de Drag Race, nos tornamos exigentes com o show e suas rainhas. Queremos sim, que as drags nos proporcionem muito shade, confusão e diversão, mas também ansiamos por bons desempenhos nos desafios semanais e desfiles memoráveis no palco principal. E até o momento Silky só tem servido o primeiro: barraco e confusão. E até mesmo seus fãs mais ferrenhos, estão pulando fora de sua fã base. Então a pergunta que ressoa no fandom de Drag race é:

Até quando suportaremos Silky e sua personalidade?

Porque se ela continuar fazendo apenas a louca irritante, torceremos para que seu sashay away seja em breve. Pois Ganache, por mais que aja como a estrela máxima da temporada, não é a única drag do elenco da S11. E pelo que vimos até agora dessa temporada, ali há drags talentosíssimas que nos trarão muito divertimento, que a sede de atenção de Silky nos impede se assistir: Yvie e suas esquisitices; o casal Broojie; a comédia de Nina West; o meme ambulante que é Vanessa Vanjie; a perfeição de Plastique; a elegância de Akeria… Fato é, drags com enredos maravilhosos que merecem tempo de tela não falta, mas ter que suportar Silky e sua personalidade, até aqui, irritante, tem testado e muito a paciência do fandom que quer outros enredos para acompanhar.

>  S11 | Silky responde aos ataques que tem sofrido
>  Hurricane Bianca Nunca Teve a Pretensão de Ganhar Um Oscar

E para piorar fora de Drag Race, Silky acumula mais polêmicas, seja fazendo piada xenofóbica com Mercedes, seja sendo acusada de assédio sexual (leia aqui).

Portanto, a não ser que a história de Silky enverede pelo caminho de sua redenção na temporada, daquela drag chata para a drag humilde, que aprendeu a controlar sua necessidade de ser os centros das atenções e evoluiu com as críticas dos jurados, mesmo que Ganache chegue à final, só acumulará antipatia e perseguição. Afinal, sabemos como o fandom de Drag Race adora destilar ódio e Silky com o material que forneceu para a edição e seu comportamento problemático aqui fora plantou um alvo bem grande na própria testa. Por isso ao fim da temporada ela apenas vai conseguir que o público a deteste.

Eu, particularmente, torço de verdade para que uma redenção de Silky esteja à caminho, afinal é inegável que a queen traz bom entretenimento para Drag Race. Mas seu “entretenimento” vem às custas, até o momento, de uma personalidade barulhenta e irritante, que no fim da S11 pode até garantir mais tempo de tela para ela do que para qualquer outra drag. Contudo, ninguém vai querer saber dela no pós-show por conta da impressão que deixou, o que prejudicará e muito sua carreira drag.

Lembre-se sempre: Drag Race é um programa de TV para nos entreter, logo drag queen nenhuma merece receber ódio ou qualquer tipo de ataque/ameaça nas redes sociais ou mesmo pessoalmente. Sejamos fãs melhores!

Para ler mais notícias sobre a S11 clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here