Mimi Imfurst é a 1º Drag Queen dos EUA a se Apresentar em Cuba

Modo Noturno

Mimi performou “Express Yourself” de Madonna na véspera de Ano Novo em Havana, depois de coordenar com a organização LGBT do governo cubano, El Proyecto Divino.

Deixando de lado a política, o evento não foi fácil: havia a barreira da língua, uns breves 90 minutos para ensaiar e o fato de que muitos de seus dançarinos nunca haviam ouvido a música. (Muita cultura pop americana está embargada na ilha.)

Ainda assim, ela diz que estava emocionada em fazer parte de evolução na relação entre os EUA e Cuba. “O momento foi esmagador – a idéia de que podemos nos unir para criar uma peça de arte, para nos reunirmos para ‘expressar-nos’ e encorajarmos outros a pensar sobre as possibilidades que temos diante de nós quando tentamos superar as divisões que estão entre nos.”

>  The Vixen fala com Shea Coulée sobre os fãs racistas de Drag Race e a vida na América de Trump

Mimi elogiou o povo cubano por ter prosperado “com nada mais do que a tenacidade do espírito humano”.

Este ano, ela está produzindo o primeiro Drag Stars at Sea Cruise Cuba, com mais de 20 RuGirls, bem como outras estrelas drag internacionais, envolvendo uma maciça presença de gala de drags em Havana.

>  Dragula | Boulet Brothers anunciam terceira temporada e mês de estreia

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here