Connect with us

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

Por onde anda Katy Killer?

Participante da 2° temporada de Drag Race Thailand, Katy Killer é outra pessoa hoje em dia e você pode conferir o que ela anda fazendo agora mesmo, Dragliciosa.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 9 min de leitura

Neste artigo você encontra:

Introdução: Brasil feat Tailândia
Procurada e encontrada: Katy Killer
O que aconteceu antes da rainha nascer?
Transexualidade
Drag Race Thailand temporada 2
Episódio 1: Re-Born This Way
Episódio 2: Under The Rainbow
Episódio 3: Thai Beauty
Conclusão: um pouco mais de Katy Killer

Introdução: Brasil feat Tailândia

No último dia 21 de dezembro de 2021, por meio do bate-papo do Instagram, mandei, em inglês, a seguinte mensagem para ela: “Sawatdi, Katy Killer. Como você está hoje? Boa tarde!”

Também me apresentei, falei da Draglicious e que estava produzindo um artigo especial. Para tal, precisava falar com ela para a feitura do mesmo.

As mensagens acima representam o começo de uma jornada na qual o objetivo final é reapresentar determinada drag queen para a base de fãs brasileira.

Outras tentativas de contato foram feitas no dia 23 do mesmo mês, assim como em 4 de janeiro deste ano; e nos dias 18, 19 e 25 de abril, quando finalmente consegui o sim que eu queria.

E é aqui que tudo começa.

Procurada e encontrada: Katy Killer

Antes que eu terminasse de fazer a minha primeira pergunta, Katy Killer me informou que estava a caminho do hospital: “Hoje eu vou para a cirurgia nos peitos“, conta.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A mamoplastia, que consiste também na colocação de próteses de silicone nos seios, é um processo recorrente na comunidade transexual, a qual Katy, atualmente, faz parte. Antes, na época da 2° temporada de Drag Race Thailand, ela era o G de LGBTQIAP+.

E já que estamos falando do spin-off tailandês de RuPaul’s Drag Race, indaguei Katy sobre o retorno da franquia em 2022, curioso para saber suas expectativas e se ela gostaria de ver alguém em especial no elenco da 3° edição.

Em seguida, recebi a seguinte resposta de Katy: “Acho que não tem a temporada 3 de Drag Race Thailand”. Depois do espanto, me recompus e afirmei que fora anunciado na imprensa que o programa retornaria no primeiro semestre deste ano.

Katy reforçou sua fala e acrescentou: “Porque ainda não ouvi a notícia”. Lamentei e fiquei de verificar novamente, mas antes perguntei sobre a vida depois do show, se estava melhor ou pior.

Penso que depois do fim da temporada 2 não tem nenhum efeito porque na Tailândia não há muito apoio da mídia. E as pessoas ainda não entendem o suficiente sobre ser drag queen“, diz.

Então, Dragliciosa, agora você já sabe que precisamos ir a fundo na biografia de Katy para descobrirmos melhor quem ela é como pessoa e artista, certo?

O que aconteceu antes da rainha nascer?

Aos 27 anos, Katy nasceu em 11 de setembro de 1994 com o nome de batismo Apidech Rachchompu.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Nascida e criada em Bancoque, ela estudou na maior universidade pública da Tailândia, a Ramkhamhaeng University. Dentro da instituição ela debruçou-se na Faculdade de Belas Artes e Artes Aplicadas.

Tia de Posawat Jirawutworanat, Katy também trabalhou, em 2016, como cabelereira, no Woo K Hair Salon, um salão reconhecido internacionalmente em concursos, com prêmios na Espanha, por exemplo.

No mesmo ano Katy viaja para a Coreia do Sul em 17 de outubro. Alguns anos depois, ela arruma as malas em direção ao Japão, sem prever, obviamente, que logo, logo sua resiliência seria severamente testada.

O pai de Katy, Rajchomphu, enfrentou uma batalha contra o câncer no fígado, que incluía um tratamento caro e muitos remédios, mas infelizmente faleceu em 15 de fevereiro de 2020, aos 61 anos.

Ainda em 2020, porém em agosto, Katy, uma amante da natureza, vale lembrar, montou a própria mãe em drag. O esclarecimento dela combina com o pensamento da filha sobre um assunto pertinente na comunidade LGBTQIAP+:

“O casamento entre pessoas do mesmo sexo é algo que todos os gêneros merecem e são iguais, porque somos as mesmas pessoas. Nenhum gênero é maior. Não há tom de pele inferior e nenhuma religião é melhor do que qualquer outra religião porque tudo, tudo é igual“, compartilhou no Twitter.

Mesmo assim, compartilhando o milagre da montação em dupla, já faz 2 anos que mãe e filha não se falam. O namorado de Katy, com quem ela está há 7 anos, representa uma base de apoio, até mesmo porque seria importante demais em seu próximo passo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Transexualidade

Em 29 de janeiro deste ano Katy revelou que tinha começado suas cirurgias de feminização facial. Mais tarde, em 18 de fevereiro, compartilhou no Facebook sobre outra intervenção:

Vou para a cama para uma cirurgia nos olhos amanhã. Estou secretamente com medo“.

Seguindo em frente, no dia 12 de março ela anunciou sua identificação como mulher transexual. A mudança trouxe desconfortos causados pelas alterações corporais, afetando inclusive a qualidade do seu sono.

O efeito colateral, no entanto, não é suficiente para barrar a mulher que Katy é. Para os seios ela ficou em dúvida entre 275cc e 300cc de silicone. Sua vontade era optar pela última opção, mas…

O médico confirmou que problemas surgiriam no futuro, então, vamos de 275cc de silicone e Kandy Zyanide, da 2° temporada de Drag Race Thailand, aconselhando que a irmã tome bastante suco de uva depois do implante.

Aliás, vamos falar do programa que elas viveram juntas?

>  S12 | Rumor | Gigi Goode quase foi desclassificada da grande final
>  Drag Race Tailândia S1 coroa sua campeã

Drag Race Thailand temporada 2

3° a entrar na sala de trabalho, Katy é recebida por Miss GimHuay e Mocha Diva. Após soltar um singelo ‘Hey Guys‘ em sua apresentação, ela emenda assim:

Advertisement. Scroll to continue reading.

Olá, olá, olá. Sou Katy Killer, tenho 24 anos e trabalho na Woo K Hair Salon, campeão mundial de competições de cabelo. Meu estilo é bem colorido, meu cabelo sempre será o maior de todo o show e sou a mais feroz aqui daqui“.

Na sequência, Miss GimHuay fala: “Me perdoe, mas isto aí é uma peruca ou um tsnumai?

Katy retruca: “Isso me deixou chocada“. GimHuay repete a pergunta e a rainha finaliza com: “E esse afronte? Posso te bater com meu cabelo“. Não satisfeita, a outra rebate: “Daí eu vou morrer. Olha o tamanho disso, irmã“.

Maya B’Haro chega e joga um shade para Katy e diz: “Ela não é exatamente bonita, nem fashion. A única coisa que ficou boa nela é aquele cabelão“.

Corta para Katy no confessionário, fora do drag: “Tô nem aí“.

Momentos depois, a participação em vídeo de Art Arya deixa Katy apreensiva: “Tô confusa com a mensagem dela. Renascer? Morrer? Estou perdidinha“.

Episódio 1: Re-Born This Way

No maxi desafio, a sessão de fotos Re-Born This Way, Katy é a antepenúltima a fazê-lo. “É um banquete de Katoeys. Todas as rainhas da 1° temporada estão me jogando coisas. Tô recebendo pétalas de todos os lados“.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Após executar a tarefa, entre comentários que Katy parecia um furby gay, Sura Pui, o fotógrafo, reconheceu o trabalho dela: “É uma das fotos que eu gostei bastante“.

Para Art Arya, o resultado foi incontestável:

“Tenho que comentar esta foto porque Katy Killer foi hábil em compor ela mesma na foto, de forma bem diferente das demais. Consegui sentir que ela de fato saiu de sua cova e sobreviveu“.

Como é previsível, Katy ganhou, mas em companhia de Angele Anang. “Eu arrasei com elas! Ops, com o desafio“. O mesmo aconteceria na passarela? Veremos, Dragliciosa!

Desafiada a servir uma roupa na temática criança de 10 anos e outra como Mama Queen de 60, Katy teve apenas 1 dia para criar dois looks diferentes.

4° a entrar na runway, ela se vendeu de forma curiosa, revelando seu passado: “Meu conceito para o look de uma criança de 10 anos é quando eu costumava visitar festivais no Dia das Crianças e via todas as crianças usando roupas coloridas e de unicórnios que eu jamais pude usar“.

Em uma de suas críticas, Perry Kantana ponderou que: “Normalmente não vou com a cara de coisas coloridas, mas o que vi faz sentido“.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Para o 2° look, Katy explicou que o seu ‘conceito era ser velha sem ser de fato velha, ainda sendo fashion’. Comentários mistos surgiram da bancada de jurados, como: “Ela parecia melhor com a capa”; “Eu não entendi“.

Art Arya também não entendeu a proposta servida e fez questão de deixar bem claro o motivo:

“É difícil de acreditar, Katy Killer, que você esteve no top 2 e agora que você está no bottom 4. Houveram tantas perguntas depois que você entrou com esse look na passarela. Houveram tantas coisas acontecendo que nos perguntamos sobre o nível de gosto da Katy Killer, ou o gosto da Katy Killer é esse, faltando o bom gosto“.

Obviamente, a rainha não reagiu bem: “O que eu vou fazer? Não quero dublar, não posso“.

A própria apresentadora responde: “Não nos desaponte de novo. Você está salva“.

Episódio 2: Under The Rainbow

“Nesta semana ainda me sinto otimista ao entrar na sala de trabalho, ainda sinto como se estivesse no paraíso“, Katy anuncia.

Após lamentar a eliminação de M Stranger Fox, a qual considerava uma candidata forte, uma drag feroz, Katy foi a 9° a fazer o maxi desafio, uma sessão de fotos com pó colorido.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Entrei no local e imediatamente entendi tudo. Ah, as cores, vestido branco. Mas e o meu cabelo? Meu cabelo! Tenho uma cara em cada canto pra jogarem pó em mim“.

Durante o desafio, Katy continuou compartilhando suas impressões: “Não tô sentindo nenhum tipo de pressão, só estou posando das maneiras onde ficarei mais bonita, mas até parece que meu vestido está contra mim. Foi minha culpa, escolhi o vestido errado“.

Instantes depois, em uma conversa na sala de trabalho com Kandy Zyanide e Kana Warrior, Katy levanta uma pauta necessária:

Vocês souberam sobre transgêneros entrando na política este ano? Um deles é a minha amiga, Firsty. Ela está lutando para legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo”.

Angele Anang surge e complementa: “Não só casamento, passaportes também. Passaportes para trans“. Katy comenta que ‘temos que agradecer a todos que vieram antes de nós e lutaram por nós‘.

Na passarela Rainbow After The Rain, Katy preparou algo coerente com seu universo: “O conceito para o meu look é um unicórnio voador. Ela sai da toca após a chuva parar, ela é o símbolo de 2 gêneros em 1“.

Depois de receber críticas a sua maquiagem, entre outras, Katy é declarada sabe o quê? Exatamente, safe. Seria assim na 3° semana competitiva?

Advertisement. Scroll to continue reading.

>  Who's That Queen? Kana Warrior
>  Drag Race Thailand: quem é a rainha do Instagram?

Episódio 3: Thai Beauty

“Nos vestimos daquele jeito porque a gente quis e também pois queríamos ter mais tempo de tela para a gente“. É com essa entrada espirituosa que Katy começa os trabalhos do 3° episódio. Vestida de coreana com Srimala.

9° drag escolhida na dinâmica do mini desafio, Katy ganhou a vez graças a Miss GimHuay, mas não ficou tão contente, não: “Essas vadias não deixaram nadinha para mim“. Ela se refere a ter que criar uma coroa com materiais de sucata. Em seguida a rainha escolhe Kana Warrior.

No mini desafio: “Aí vai ela, uma gayzinha perdida durante o festival de Loi Krathong, nos mostrando uma garrafa”. Pangina Heals reage afirmando que tem uma pergunta para ela: “Você acha que isso está bonito?”

Katy responde que não e Pangina vai direto ao ponto: “Isso está bonito?“. Katy se sai da melhor forma: “Uma bela bosta“.

Para o desafio principal, uma sessão de fotos estilo princesa com príncipe e tudo, Katy chega de forma particular: “Eu sou de Uchara Nakorn e meu nome é Uchara Pen Pit. Não estou nada parecida com uma princesa, tô mais para uma mãe”.

Durante a tarefa, Katy é aconselhada a não esconder o príncipe com seu cabelo, mas ela estava mais interessada em abraçá-lo e aproveitar o momento da melhor forma possível, viu?

Na passarela Sang Thong: Ugly to Pretty, a participação de Katy dividiu as juradas. “Oh, ela veio como Phi Ta Khon“, reconheceu de cara uma das convidadas especiais. Ela se refere ao conceito apresentado, a beleza de Phi Ta Khon, um festival tailandês mediúnico com duração de 3 dias.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Art Arya instaurou tensão com sua fala: “Vocês não estão sentindo que há algo faltando?”. As juradas, Vatanika e Sakuntala Thianphairot, concordaram e foi acrescentado o fato de que o look de Katy era apenas uma fantasia e que faltou uma história sendo contada.

Mesmo assim, críticas positivas aconteceram, como o cabelo combinando com a roupa. Durante seu desfile, Katy disse em alto e bom som: “Meus cumprimentos, senhoras e senhores, estou aqui no Drag Race. Esqueci a letra, até o próximo ano“.

O improviso recebeu um shade daqueles: “Vai ser difícil para você passar nas audições do próximo ano“. Acrescente aí considerações pesadas e chegamos a 1° dublagem pela vida desta drag.

“Katy é uma das drags famosinhas na Tailândia e eu sigo sua carreira. Nós acreditamos uma na outra e ela está dando tudo de si, mas também sou uma rainha do teatro. Vai ser fogo contra fogo, nosso orgulho está em jogo”, relata Kana Warrior.

Elas deveriam dublar toda semana porque são muito boas nisso”, disseram uma das juradas sobre o lip sync de You’re Heart For My Number, de Yinglee Srijumpol.

Sem lamentos, um recado para a irmã: “Kana, continue lutando, você precisa lutar por mim, você precisa se tornar uma superstar, tá bom?

Art Arya declarou o seguinte antes do Sashay Away:

Advertisement. Scroll to continue reading.

“Katy Killer, eu sei que você tem muito mais para oferecer, muito mais para mostrar a todos. Todos sabem agora que você é tão boa quanto qualquer outra. Você está pronta para matar a qualquer momento, assim como o nome que você escolheu para si. Você deve se orgulhar de quem você é, e continue lutando. Boa sorte e se ame muito. Eu te amo, querida”.

Katy, por fim, deixou registrado um último recado: “Amo vocês, amo todas essas bichas, e não chorem, não fiquem tristes porque fui eliminada. Eu não morri. Minhas lágrimas estão caindo pois queria continuar aqui, há tantas outras coisas que eu queria mostrar, mas devo dizer Sashay Away”.

>  Pabllo Vittar se desculpa por tweet em apoio a campanha #MinhaÚltimaMúsica da rádio Jovem Pan
>  Terceira temporada de Drag Race Tailândia é anunciada

Conclusão: um pouco mais de Katy Killer

Katy Killer é a 3° mulher trans egressa da 2° edição de Drag Race Thailand, sendo a 4° da franquia tailandesa. Devido a fama pré-programa, o público local ficou espantado com sua eliminação precoce da competição.

Falando nela: Katy conhecia Petchra antes do reality show, uma irmã dentro da nova irmandade estabelecida a partir da experiência vivida em conjunto.

Fora desse universo, na vida real ela gosta das faixas Move, do musical Dreamgirls, Express, da trilha de Burlesque, com Christina Aguilera, e, claro, Beyoncé!

São alguns dos gostos de Katy Killer, uma rainha tailandesa que anunciou, em postagem do dia 24 de abril deste ano, o retorno de sua drag. O que virá pela frente? Só acompanhando para saber, Dragliciosa!

Siga Katy Killer no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Click to comment

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Queens

“Fui para o programa, foi difícil para mim, mas eu estava tentando”, diz Bunny Be Fly, da 1° temporada de Drag Race Thailand.

Drag Queens

“Pangina me disse pra usar uma boa peruca no 1° dia do reality. Em 2021, minha peruca ainda parece um chihuahua molhado”, conta Amadiva,...

Drag Race Thailand

Elas foram eliminadas, mas não sozinhas. Saiba quem são as seis rainhas tailandesas que ganharam Sashays duplos em Drag Race Thailand.

Drag Queens

“Como uma drag queen tailandesa, quero representar as artes, a cultura tailandesa e nossa identidade através de mim o máximo possível”, diz Tormai, da...

Advertisement

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2022 © Todos os direitos reservados.