Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Entrevistas

Who’s That Queen? Juice Boxx

“Eu amei o Canada’s Drag Race. O único erro que cometeram foi eliminar a garota mais bonita da temporada primeiro”, conta Juice Boxx nesta entrevista exclusiva.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 6 min de leitura

Garota gaymer queridinha do Canadá ou Princesa do Crossfit, não importa: você sempre a assistirá na primeira temporada de Canada’s Drag Race, afinal, sabemos que toda unanimidade é burra, como diria Nelson Rodrigues, no entanto, todo mundo assiste ao primeiro episódio, e assim é com Juice Boxx.

E para entender esta Rugirl, uma espécie de prima de primeiro grau de Victoria Porkchop Parker, nós temos que começar com um nome específico e ele é o de Jo Primeau, nascido no dia 20 de setembro de 1988, em Essex, Ontário, no Canadá.

Atualmente radicado em Toronto, este virginiano, apesar de mostrar ser uma criança criativa desde sempre, não alimentava sonhos grandiosos com palcos iluminados e plateias fervorosas. Durante sua infância e adolescência, Jo pensou que apenas viveria sossegado em Essex a pintar seus quadros, mas o destino já estava alinhando o que seria seu futuro.

Ainda no colégio, interessado por teatro, naturalmente fora atraído para o mundo da maquiagem e suas variadas possibilidades e caminhos. Sua engenhosidade lhe ajudou a chegar na University of Windsor, da qual saiu com, obviamente, novos conhecimentos e um diploma em artes plásticas.

Não satisfeito, Jo também estudou na CMU (College of Makeup Art & Design), uma instituição privada na qual os alunos podem fazer um programa de oito meses que vai de maquiagem de moda à design protético, passando por projeção de criaturas, entre outros não menos interessantes.

Este tipo de habilidade fora seu passaporte para trabalhar como maquiador, por mais ou menos três anos, no cinema e televisão, ambientes que o permitiram conhecer um número expressivo de celebridades e artistas.

>  Who's That Queen? Janey Jacké
>  Ilona Verley revela tentativa de suicídio após ataques de ódio

Em seguida, no ano de 2013, Jo muda os ares, profissionalmente falando, e passa a ser funcionário da MAC Cosmetics, em Toronto. Dois anos depois, em 2015, junto a seus amigos, ele resolve participar do concurso anual Crews & Tangos Drag Race, realizado nas noites de domingo no decorrer de oito semanas. Nesta tentativa o desfecho resultou em um quarto lugar, entretanto, algo mais importante havia acontecido, a introdução ao mundo da arte drag.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Na sequência, Jo sai da MAC Cosmetics em 2018, o ano da grande virada, quando assume integralmente sua drag queen, Juice Boxx. O nome é uma homenagem a caixa de suco e acabou sendo escolhido numa fase anterior, quando ele achava que não faria uma carreira como drag. Bom, não é o caso, não é mesmo?

Atualmente são seis anos como rainha. O princípio, marcado pela divisão entre drag e hostess, contou com a ajuda de seu marido, com quem mantém um relacionamento por 18 anos. Ele o encorajou e o apoia na lida profissional que é montar-se em Toronto, uma cidade cara. Esta base de apoio seria fundamental para o que viria a seguir.

Estreada em dois de julho de 2020 com Eh-Leganza Eh-Xtravaganza, a primeira temporada de Canada’s Drag Race é o veículo responsável por levar Juice Boxx ao estrelato internacional. Ao lado de 11 Rugirls canadenses, ela realmente pode dizer que tem um episódio para chamar de seu, mesmo que tenha sido rápido. Para nós, o público, que não estamos no estúdio gravando, claro.

Na ocasião, Juice falhou no desafio principal, a saber: a criação de uma roupa de alta costura com materiais recolhidos de uma caixa. Ao lado de Lemon no lip sync pela vida, ela abandonou o programa ao som de I Really Like You, da cantora e compositora Carly Rae Jepsen.

Findada sua participação na competição com o título de primeira eliminada, Juice protagonizou momentos que fizeram valer o tempo de tela, como sua entrada, o infeliz ataque de pânico no palco principal e até Shea Couleé defendendo, na época, que ela tinha matado na dublagem e não deveria ter sido mandada para casa.

De qualquer forma, é aqui no mundo real que a verdadeira corrida inicia, sendo assim, Juice começara a fazer streaming em março de 2021, uma ferramenta a mais para comunicar-se com sua base de fãs, além de aderir ao cosplay em sua drag.

Ansiosa para debutar no mundo das turnês, esta Rugirl segue com o objetivo de trabalhar e colher os frutos por seu esforço. Como ninguém é de ferro, entre uma partida e outra de Dead by Daylight e Dream Daddy, ela me concedeu uma entrevista exclusiva que você lê agora mesmo, logo abaixo. Confira!

Advertisement. Scroll to continue reading.

>  S12 | Entrevista: Heidi N Closet
>  Rainhas celebram vitória de Priyanka em Canada’s Drag Race

No último dia dois de julho a primeira temporada de Canada’s Drag Race completou um ano. Que análise você faz disto? Quais foram os erros e acertos como um reality show?

Eu amei o Canada’s Drag Race enquanto eu tive uma grande experiência. O único erro que cometeram foi eliminar a garota mais bonita da temporada primeiro, haha!!

Você é de Essex, mas atualmente vive em Toronto.  Como você apresentaria a cena drag da sua cidade atual para quem não a conhece ainda?

Não há nenhuma cena de drag na minha cidade natal, é super pequena e eu não moro lá há mais de dez anos. Eu comecei minha carreira de drag em Toronto porque havia uma enorme cena incrível e eu adoro isso.

Confesso que já imaginei algumas vezes uma turnê conjunta com todas as primeiras eliminadas das franquias de RuPaul’s Drag Race ao redor do mundo.  Você concordaria em fazer parte? 

É claro! Eu concordaria com qualquer turnê neste momento, mas uma primeira turnê seria tão icônica.

Infelizmente você não participou do episódio dos grupos pop de meninas, mas independente disto, uma curiosidade: Juice chegou a compor versos para o desafio?  Foi sua primeira vez escrevendo letras?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Eu fiz! Eu acho que é um verso bem fofo, mas toda vez que eu tento gravar ele eu odeio a minha voz e jogo fora… Foi a primeira vez que escrevi letras, então talvez seja por isso.

Se você pudesse formar um grupo pop de garotas com quatro drag queens, quem você escolheria e por quê? 

Na verdade, já faço parte de um grupo drag! Priyanka e eu estamos em um grupo chamado Spice Queens (junto com Baby Bel Bel, Imarra e Lucy Flawless). Nós basicamente temos uma extravagância de duas horas de show das Spice Girls! Cheio de coreografia, imitações e vídeo. É realmente um dos meus shows favoritos para fazer e adoraria realizar uma turnê em breve.

A segunda temporada de Canada’s Drag Race estreará no próximo dia 14 de outubro deste ano. Se você pudesse indicar rainhas para o elenco, quem faria parte do programa com certeza?

Se eu pudesse escolher o elenco, escolheria Carlotta Carlisle e Jada Shada Hudson de Toronto com certeza! Mas então vou encontrar algum talento legal não descoberto de partes menores do Canadá que não recebem muita atenção.

Muitas pessoas alimentam um preconceito ridículo com as drags que são eliminadas cedo de RuPaul’s Drag Race.  Alguns dizem que não têm curiosidade em pesquisar as rainhas porque elas não tiveram tempo suficiente na televisão.  O que você acha disto?

Se alguém não gosta de mim pela simples noção de que eu saí cedo, então estou melhor sem eles como fãs. Meus fãs não são chatos e superficiais assim, eles são pessoas atenciosas, lindas e maravilhosas e eu os amo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Chile, Tailândia, Reino Unido, Canadá, Austrália/Nova Zelândia, Espanha e Holanda também tem suas versões de RuPaul’s Drag Race. Por que o público deveria assistir à primeira temporada de Canada’s Drag Race?

Porque é a melhor temporada de spin-off de todas! Ponto.

>  Shangela declara: “Eu não preciso de uma coroa”
>  Who's That Queen? BOA

Eu gostaria que você nos dissesse um erro que cometeu quando começou a fazer drag e, com a experiência ao longo dos anos, você aprendeu e nunca mais vai repeti-lo novamente. Qual é?

Eu era cruel quando bebia. Eu sempre digo que a bondade vai levá-lo mais longe do que qualquer coisa. Eu prefiro trabalhar com alguém gentil e divertido e semi talentoso do que com alguém que é incrivelmente talentoso e rude.

Durante sua participação no programa você revelou estar sóbria há dois anos.  Para os jovens LGBTQIA+ que estão lutando contra o alcoolismo, qual mensagem você tem para passar?

Sobriedade não é uma linha reta, faça o que puder, construa um sistema de apoio e perdoe a si mesmo.

Siga Juice Boxx no Twitter, YouTube, TikTok e Instagram.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Para ler outras entrevistas exclusivas da Who’s That Queen clique aqui.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Queens

“Pangina me disse pra usar uma boa peruca no 1° dia do reality. Em 2021, minha peruca ainda parece um chihuahua molhado”, conta Amadiva,...

Mundo

Uma maldição silenciosa e sedutora ronda as franquias do Ruverso: a do primeiro win. Entenda como ela age e quem são as suas vítimas.

Canada's Drag Race

Confira os looks que as rainhas desfilaram na runway “Circus Berserkus” do segundo episódio de Canada’s Drag Race S2. Quem merece Toot e Boot?

Drag Queens

“Bem, você pode ver o crescimento do programa e agora os fãs estão ficando cada vez mais jovens, é realmente incrível”, diz Mystique Summers...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.