S11 | Silky é vilã, protagonista ou ambos?

Silky roubou as atenções durante a S11, para o bem ou para o mal, muitos a julgam de vilã, mas há também quem a veja como protagonista. Qual o real papel de Ganache na temporada?

Modo Escuro

O episódio do Snatch Game da décima primeira temporada de RuPaul’s Drag Race deixou uma coisa clara: Silky Nutmeg Ganache é uma participante fascinante e talentosa, mas o show nos deixa confuso sobre torcemos por ela ou a desprezarmos, porque Drag Race está nos servindo simultaneamente duas mensagens muito diferentes.

Depois do Snatch Game, que foi renomeado para Snatch Game at Sea para que rolasse uma integração com o patrocinador do episódio, os jurados aclamaram Silky. Mama Ru declarou:

“Você quer falar sobre a qualidade de estrela? Aquela criança tem isso. Toda vez que o Snatch Game acontece, fico ansiosa para ter aquele tipo de entrega e desempenho de alguém, e consegui ter isso com a nossa Silky Ganache”.

No entanto, a edição não tratou-a como Nossa Silky Ganache. A queen foi constantemente retratada como agressiva, ressentida e rancorosa.

Vamos falar primeiro sobre a resposta deles ao desempenho da SilKy no Snatch Game. Os jurados criticaram Vanjie por ser ela mesma em vez de sua personagem, Danielle Bregoli, embora os jurados convidados também tivessem achado Vanjie hilária.

Eu acho que a mesma crítica deveria se aplicar a Silky, que tirou mais proveito da oportunidade, mas estava apenas interpretando a si mesma.

>  RuGirls se envolvem em polêmica de transfobia
>  Os Simpsons | Tudo sobre a participação de Raja e RuPaul na série

Os jurados, porém, com Silky agiram de forma contrária, adorando-a. Seu desempenho como T.S. Madison era certamente divertido e cheio de energia, e fez RuPaul rir com suas respostas espirituosas. Ainda assim era apenas Silky, não uma representação ou personagem reconhecível.

Eu posso entender porque os jurados convidados, as estrelas de Veep Tony Hale e Clea DuVall, acharam sua performance cativante: Silky foi engraçada, e ela brilha em improvisar e responder no momento ao que quer que esteja acontecendo.

Mas a T.S. Madisonde Silky não era Little Edie de Jinx Monsoon ou BenDeLaCreme como Maggie Smith. Não passou nem perto.

Tanto que a revelação na passarela de Brooke Lynn Hytes, assim como sua performance e de Yvie no lipsync for your life que são as partes desse episódio que serão lembradas por anos.

Mas é Silky quem esteve constantemente e repetidamente no centro das atenções.

>  AS4 | Estilista acusa Gia Gunn de ter lhe dado golpe (pt1)
>  Quem é o suposto amigo em comum que causou a briga entre Willam e RuPaul?

A CONFUSA EDIÇÃO DE SILKY EM DRAG RACE

Não há diferença perceptível entre Silky no Snatch Game, na passarela ou nos depoimentos e entrevistas. No entanto, há uma diferença na forma como o show e os jurados estão respondendo a ela.

Durante as críticas do episódio oito (Snatch Game at Sea), enquanto os jurados elogiavam outras drags, a edição continuava mostrando Ganache com olhar de desdém em seu rosto. Os editores de reality shows usam rotineiramente tomadas de reação que são de momentos completamente diferentes para reforçar a narrativa que estão criando.

Mas se essas eram as reações reais de Silky ao elogio de suas manas drags ou se elas foram tiradas de contexto, o resultado na tela foi claro: Drag Race estava dizendo aos espectadores que Silky não estava feliz com suas colegas rainhas sendo elogiadas. Olhem como ela parece desapontada que alguém sendo celebrado!

Era tão óbvio e havia tantos cortes para ela que fomos convencidos de que ela não ganharia o Snatch Game, que a edição estava preparando a bomba para tornar a sua decepção mais difícil. Mas não, Silky ganhou.

E então a edição forçou ainda mais Sua vitória foi imediatamente seguida de um corte para seu depoimento, onde não obtivemos uma reação de comemoração, mas uma réplica amarga:

“Estou passando por cima de Miss Yvie Oddly com meus 5 mil dólares. Como vai você?”

Claro, isso resolveu o conflito Silky Vs. Yvie existente durante o episódio, mas aquela cena aparecendo imediatamente teve o efeito de diminuir sua vitória, e fazê-la parecer transparentemente amarga mesmo apesar de sua vitória.

“Arrasando contigo como uma bola de demolição”. Silky carregando Miley Cyrus no primeiro episódio da S11.

Quando a 11ª temporada de RuPaul’s Drag Race começou, fiquei imediatamente encantada com Silky e sua inteligência, e a achei uma das melhores personagens de uma temporada que parecia não ter muitas concorrentes que ficaram ofuscadas ao fundo.

Silky imediatamente declarou sua intenção de fazer seu próprio show no primeiro episódio, um bordão que usou repetidamente, e a força de sua personalidade sugere que esse é um resultado provável.

“Estou cansada da falsidade. Estou cansada da palhaçada”.
>  Hurricane Bianca 2
>  Adore Delano reclama da produção de seu show no Brasil

Mas com o passar dos episódios, os comentários de Silky nos depoimentos foram ficando mais agressivos. Claro, o que estamos vendo é o que a edição está compartilhando conosco, mas o tempo de suas entrevista foi usado cada vez mais para menosprezar outras rainhas.

Houve alguma ironia em sua reação ao comentário de Yvie durante o Untucked, quando Oddly insinuou que Silky não tinha talento de verdade: ela foi magoada por tal julgamento áspero, e ela respondeu com mais julgamento áspero.

Silky não está sozinha em julgar suas colegas concorrentes, é óbvio. E os shades podem ser muito divertidas se houver a sensação de que a pessoa que está o fazendo também está disposta a ser gongada pelas demais drags.

Mas Drag Race não está nos dando nada que se assemelhe à autodepreciação de Silky. O episódio do Snatch Game começou com o oposto: um foco na auto-absorção de Silky. Segundos no episódio, a primeira entrevista foi para Silky, que disse: “Ra’Jah foi eliminada, e eu me sinto tão mal, mas eu tenho minhas próprias lutas agora”, e depois passou a detalhar suas queixas e conflitos .

“Não é bom me ver?” Silky fazendo a Oprah no musical do Trump.
>  S11 | Nina West conta sobre homofobia sofrida na faculdade
>  DragCon 2018 | Destaques do 3º Dia
>  Drag queens compartilham mensagens de apoio após Bolsonaro ser eleito presidente

Talvez Silky usou intencionalmente esses depoimentos para fazer audições e apresentações, não para ser introspectiva ou para tentar se humanizar. Essa parece ser uma estratégia que você pode usar se seu objetivo for fazer seu próprio programa.

Talvez este seja apenas o personagem que foi construído pela edição. Mas por que, se os jurados a amaram tanto, o programa faria hora extra para transformá-la em uma vilã nada amável? Os jurados amam Silky e a produção não a suporta, então eles a estão punindo na edição?

Como Drag Race da RuPaul está tentando nos apresentar Silky Nutmeg Ganache? O programa está intencionalmente tentando minar as respostas dos jurados a ela com a edição? Ou acha que suas performances no palco e nas entrevistas são igualmente divertidas?

Ela deveria ser alguém que amamos, alguém por quem estamos incomodados ou alguém que amamos ser incomodado? Será que tudo isso é para vermos a possível queda de Ganache na grande final da S11?

“Eu estava tentando ser a porra de uma integrante da equipe”.

Fato é, durante o episódio 12 da S11 assistimos a uma Silky agradável de conviver que não vimos nos 11 episódios anteriores, se essa foi a tentativa da edição de fazer a redenção da queen chegou muito tarde, pois infelizmente o “ranço” contra ela já estava instalado e um episódio não seria suficiente para redimi-la. Agora nos resta esperar ver como Silky será pintada no Reunited, pois essa será sua última chance de redenção na temporada, pois a final é tão corrida que não há espaço para tal.

Então respondendo ao título: Silky é vilã, protagonista ou ambos? Acredito que os dois, pois a rainha conseguiu para si o máximo de atenção da S11, seja dos jurados, que a veneraram, seja dos editores que fizeram de tudo para pintá-la como desagradável e encrenqueira. Para o bem ou para o mal, Silky foi a vilã protagonista da temporada e estou no aguardo para ver o que sua personalidade cativante vai lhe reservar de trabalhos futuros. Espero que seu possível programa solo se realize, pois quanto mais drags no mundo do entretenimento melhor!

>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?
>  S11 | Rainhas visitam universidade que ministra curso sobre Drag Race

Obs: Gostando ou não de Silk, ela assim como qualquer drag não merece ataques de ódio, se não curte a rainha a ignore!

Artigo escrito originalmente por Andy Dehnart para o portal Reality Blurred e adapatado para a Draglicious.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here