POSE | S01E04 | Fever

E A CATEGORIA É VIVA, ARRASE E POSE!

Modo Noturno

Começamos mais um episódio e com eles mais um ball. E sempre vivo por Elektra, mesmo ela sempre rabugenta reclamando da “vulgaridade” que os bailes viraram. Sempre saudosista da “era de ouro” que viveu.

Então vemos Candy, da casa Abundance, adentrar num desfile no qual não se encaixa e ela desafia Pray Tell que aponta que Candy está concorrendo na categoria errada. Candy é magra e a categoria era para mulheres corpulentas.

E Miss Candy com seu desempenho pífio teve a pior nota da história que a Casa Abundanceja recebeu. Deixando Elektra furiosa.

Elektra é uma mãe impiedosa e diferentemente de Blanca não trata suas filhas com “amor de ferro”, só as gonga, humilhando e atacando suas confianças.

Angel segue sua história da mulher trans amada somente entre quatro paredes, mas ignorada por seu homem fora desse espaço sigiloso, pois ele tem sua família tradicional, com esposa e filhos.

Damon segue forte nos ensaios na escola de dança, querendo participar da apresentação de primavera, que é reservada aos dançarinos veteranos e não amadores como ele.

Angel para ajudar Candy em sua jornada para ficar com corpo mais curvilíneo a leva para uma clínica clandestina a fim de injetar silicone. Não é barato, mas é o que podem pagar. QUE PERIGO!

E Damon tão dedicado às aulas para poder participar da audição para a apresentação de primavera pega um gripe forte. E Blanca suspeita que seus sintomas sejam de HIV, pois Damon admitiu que rolou sexo sem proteção com Ricky. O medo de Blanca é a soroconversão de Damon. Pessoas estão bem e do nada pegam uma gripe forte e ficam abatidas de cama. Um dos sintomas iniciais de quem contrai HIV (amo quando a série é didática sem ser pedante).

Finalmente temos um deslumbre da vida amorosa de Elektra com seu amante branco, Dick. Ela quer ajuda para sua operação de redesignação sexual, mas ele não apóia. Pois gosta dela como é, com “algo extra”. Elektra é uma mulher que só se sentirá satisfeita em seu corpo com a cirugia. Mas seu homem faz questão da coisa “a mais”, isso o excita. E assim vemos com a mente de uma pessoa é fascinante com seus desejos e fetiches tão pessoais que podem soar como algo incompreensível para outros. Mas o importante é para quem está vivendo e sentindo os próprios anseios sexuais.

>  POSE | S01E07 | Pink Slip

Dick joga na cara que tirou Elektra de uma vida miserável e lhe deu uma vida digna e ela querer a cirurgia é um ato de traição. E aparentemente Elektra compra o discurso de Dick e antes de entrar no ball confessa a suas filhas que estava louca por querer fazer a cirugia, pois seu homem a ama como ela é, assim como ela se ama da mesma forma.

Para que mexer com a perfeição?

E quando Candy aparece as duas tem um grande embate, pois Elektra não aceita os enchimentos de sua filha. E diz que ela não passa nenhuma verdade, sendo assim se for entrar para ser humilhada de novo que seja como uma Evangelista, pois sua casa só tem vencedoras. Elektra é terrível. Só seu ponto de vista é válido. Cada vez mais entendemos porque Blanca rompeu com a casa Abundance.

E é triste ver que Candy continua não sendo aceita no ball na categoria que ela sonha em fazer parte, corpos curvilíneos, mais uma vez ela vira chacota e tenta avançar no apresentador, Pray Tell, depois de já ter tentado dar na cara de Elektra e de uma mulher na plateia. Por fim Candy confronta Elektra pela última vez, por não entender porque ela é tão amargurada e má e se “demite” da casa Abundance.

O comportamento de Candy é o resultado de não ser aceita pelos seus semelhantes, causando esse tipo de reação, vontade de agir com violência contra aqueles que deveriam apoiá-la.

Elektra depois desfila como se nada tivesse acontecido e é desafiada por Afrodite, que acabou de chegar toda repaginada direto de Bangkok, e tirou o troféu de primeiro lugar das mãos de Elektra na categoria Melhor Realidade Feminina.

Depois num momento de vulnerabilidade raro até então, Elektra vai para um bar com Afrodite e conversa com ela sobre sua transição e confessa “eu não me sinto incompleta [no meu corpo], eu me sinto inconveniente”. Tendo em vista que seu homem não apoia sua cirurgia e Elektra está cansada de viver no meio termo por ele. Isso me lembra as palavras de Blanca para Damon no ep2 “Não deixe ninguém atrapalhar seus sonhos”, homem nenhum, inclusive. Elektra vai fundo em suas emoções e chora sendo consolada por Afrodite que a incentiva em seguir seu sonho de fazer a cirugia de redesignação para se sentir completa.

>  POSE | S01E05 | Mother's Day

E é engraçado Elektra sofrer com isso e ao mesmo tempo não aceitar o sonho de Candy querer ter um corpo curvilíneo.

Voltando a cada dos Evangelista, Damon não melhorou de sua febre e confronta Ricky se ele é HIV+, Ricky não tem certeza e os dois discutem feio. E os barracos continuam quando Blanca vai conversar com Pray Tell sobre a briga do casal e Pray confessa ter parado de fazer os testes de HIV e jogando a grande verdade até então “Eles nos querem mortos”, em referência às pessoas LGBTs abadanadas pela sociedade para morrerem com a epidemia da AIDS, pois isso seria justiça divina em pagamento pela sodomia.

Então Pray convida os garotos da casa Evangelista (Damon, Ricky e Papi) para um lanche e de supresa exige que todos vão com ele fazer o teste de HIV, e não aceita NÃO como resposta. Aí descobrimos que Papi é bissexual e transa mais com mulheres. Nessa época reinava a ideia de que AIDS era doença de gays, homens que transavam com mulheres estavam salvos.

Candy e Angel continuam a saga do silicone, já que a primeira clínica clandestina era cara demais e acabam numa clínica ainda pior com uma “doutora” que é a cara do Ken Humano. E Candy desesperada pelo corpo perfeito se jogou nos procedimentos nada seguros da Ken Humano, corajosa!

>  T03E03 | POSE, S01E03 - Giving and Receiving

Candy finalmente conseguiu competir na passarela de corpos curvilíneos e recebeu 10 de todos jurados. Mas seu momento de glória durou pouco, pois do nada despencou no palco devido a um desmaio súbito, certamente consequência dos procedimentos estéticos.

Você não quer filhos, você quer súditas.

Verdades de Candy na cara de Elektra.

O desespero levou Candy a escolher pelo silicone industrial, “eu odeio o que vejo no espelho”.  E Elektra também, que decidi fazer a cirurgia de redesignação sexual, mesmo que seu homem a abandone, pois ela quer se sentir completa.

E o inferno chegou no ninho de Angel e Stan, pois Angel confronta Stan sobre o que ele quer de verdade com ela, de onde vem seu desejo, e ele confessa que quando criança viu uma revista adulta com travestis e isso o deixou excitado (estar com uma mulher de pênis). Angel revoltada não aceitou ser um experimento de Stan e o expulsou de casa, merecidamente.

As crianças Evangelista recebem os resultados e se descobrem soronegativas para HIV, mas Pray infelizmente se descobre HIV+ e mente para os meninos, para preservá-los de sua dor. Afinal, Pray é tipo um pai para os Evangelista. Contudo ele não esconde de Blanca e ambos sofrem juntos, mas com esperança de seguirem adiante até que as coisas melhorem. Desistir não é uma opção.

Para alegrar um pouco as coisas vimos por fim Damon se apresentar e arrasar, deixando sua casa Evangelista e professora orgulhosos.

Esse foi o episódio que de fato trouxe todo drama mais pesado que a série ainda não tinha explorado e humanizou Elektra mostrando que ela tem coisas a resolver consigo mesma e, mesmo que não aparenta, tem um coração de mãe a ser explorado.

Ouça nosso podcast deste episódio de POSE clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here