Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drags

The Boulet Brothers, Dragula: Falam sobre como se sentem sobre o show ser comparado com RuPaul’s Drag Race

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 3 min de leitura

Se você ainda não está sintonizado com Dragula, então espere uma nevasca de glamour, horror e sujeira julgados e apresentados pela lendária dupla The Boulet Brothers.

O reality show tem como objetivo encontrar a próxima super monstro drag do mundo, com rainhas (literalmente) batalhando pela coroa, enfrentando desafios de eliminação chocantes, do tipo: como se tatuar, comer cérebros e lutar entre si para evitar ser eliminado, e uma morte arrepiante.

Apesar dos formatos muito diferentes e estilos de drag queen, o show ainda é comparado à RuPaul’s Drag Race, que está prestes a lançar sua décima primeira temporada.

Falando exclusivamente para o Digital Spy, The Boulet Brothers contam sobre sua criação [Dragula] e como eles se sentem sobre tais comparações. Dracmorda declara que…

“[Isso me irrita] um pouco porque o que estamos fazendo, pode ser sim comparado com Drag Race, assim como você pode compará-lo ao Fear Factor com a mesma facilidade.

Eu fico um pouco irritada, porque Drag Race foi muito pioneiro para a arte drag, mas mesmo que sem intenção também exclui outros tipos de drag. Eles estão fazendo drag que pode ser mostrado para as massas, então quase que atrapalham a cultura de drag, para mim. Nós seremos sempre comparados com eles, mas minha intenção era realmente abrir um caminho diferente para o nosso show para provar que existem outras vias de drags e outras maneiras de ter sucesso.

Nossa turnê desta vez é muito diferente de qualquer outra turnê de Drag Race. Quase todos os locais que estivemos são boates de rock que tem bandas, heavy metal e muita gente hetero. Estamos os dominando e é divertido”.

>  Aquaria denuncia transfobia na capa de Astroworld, novo álbum de Travis Scott
>  Erramos com o post sobre Gia Gunn, nos desculpe!
>  S13 | Rumor | Spoilers do quarto episódio

Falando sobre como programas como Dragula e Drag Race abriram a cultura queer para as massas, a dupla continuou:

“Isso depende de como você faz isso. Eu acho que a visibilidade é importante então sim, ser visível ensina as pessoas sobre isso. Muito pode ser dito sobre não higienizarem tudo porque você está perdendo a cultura em si. Há muita rebelião, política, grosseria, atitude punk e performance que surgem do drag que você não vê em Drag Race, nesse sentido ele quase tira a cultura queer, porque eles são como ‘Ei, somos como vocês. Nós não somos tão diferentes , somos apenas garotas bonitas e meia-calça’, enquanto nós estamos tipo ‘Não, é disso que estamos falando. Pegue ou largue’.”

>  Laganja Estranja revela porque nunca participou do All Stars
>  Naomi Smalls não se arrepende de ter eliminado Manila Luzon do All Stars 4
>  S13 | Quem é Kandy Muse?

Discutindo algumas das decisões conscientes que foram tomadas para distanciar o programa de Drag Race, Drac continuou:

“Inicialmente, nós estávamos hesitantes em mostrá-las desmontadas, e isso é algo que o Drag Race faz muito. Eu estava hesitante, principalmente, porque nós temos nossas vidas privadas e então nós temos personagens drag, eu queria que elas tivessem a oportunidade de fazer isso também, se é isso que elas queriam fazer. Quando estava mais próximo do fim, chegando ao Top 4, então começamos a mostrar um pouco mais daquilo por trás do monstro”.

Elenco das primeira e segunda temporadas de Dragula.

>  S11E08 | Runway | Sequins on the Runway
>  Revista faz ranking de drag queens e causa indignação

Os Boulet Boulet e o elenco de Dragula estão atualmente em turnê no Reino Unido, com Drac revelando o que o público pode esperar.

“É selvagem, é rock and roll, é alto, é perigoso, é sujo e sexy, muito punk rock. É divertido, não é assustador ou intimidador. É divertido – é como uma celebração de desajustados. Se você sente que não não se encaixa em tudo, este é o show para você”.

Você pode assistir à série (sem legenda) aqui.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Rumores

Saiba como será a grande final da S13 de RuPaul’s Drag Race e o suposto top 2.

Drag Queens

É chegada a hora de avaliarmos o desempenho das rainhas finalistas. E aí, Gottmik merece vencer RuPaul’s Drag Race S13? Confira nessa análise final!

RuView

Confira os comentários e análise crítica da Reunião da S13 de RuPaul's Drag Race.

Drag Queens

É chegada a hora de avaliarmos o desempenho das rainhas finalistas. E aí, Symone merece vencer RuPaul’s Drag Race S13? Confira nessa análise final!

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.