Conecte-se conosco

LGBTQ+

Evento sobre orgulho LGBT acontece em campo de refugiados

Publicado

on

🕓 3 min de leitura

Ativistas LGBT comemoram no campo (Refugee Flag Kakuma).

Um evento sobre o Orgulho LGBT, o primeiro desse tipo, aconteceu dentro do campo de refugiados de Kakuma, no Quênia – que abriga muitos LGBTs que fugiram de seus países de origem devido ao medo de perseguição homofóbica.

Os refugiados que organizaram o evento são da Refugee Flag Kakuma, e tiveram o auxílio principalmente de pessoas LGBT que fugiram da vizinha Uganda.

A homossexualidade carrega uma sentença de prisão perpétua em Uganda e as pessoas LGBT freqüentemente enfrentam violência e perseguição. Também é ilegal ser gay no Quênia, mas muitos no acampamento esperam por reassentamento em um terceiro país onde a homossexualidade é legal.

Ativistas LGBT comemoram no campo (Refugee Flag Kakuma).

Bandeiras de arco-íris foram colocadas no acampamento, enquanto a comunidade LGBT saía para celebrar suas identidades.

>  Naya Rivera | Carta de amor para a comunidade LGBTQ

Rlwage Eibusone, um refugiado transgênero de Uganda, disse à AFP: “Estou muito feliz. Eu sinto que estou com minha família e estou muito feliz por isso”.

O organizador do evento, Wamalabashier Gibson, explicou: “Essas pessoas estão tão presas no armário que não querem aparecer por razões de segurança e proteção. Então, quando eu digo que somos a voz dos sem voz, quero dizer que nós saímos para dizer às pessoas que não vamos prejudicá-las e que somos seres humanos”. Refugee Flag Kakuma disse: “O primeiro evento de orgulho no campo de refugiados de Kakuma foi fabuloso… com o slogan ‘chega de homofobia’”.

Ativistas LGBT comemoram no campo (Refugee Flag Kakuma).

“O evento foi tão colorido, com amigos LGBTIQ e camaradas dos EUA e da Inglaterra.”

>  Tragédia Contra LGBTs em 2016

“Obrigado por todo amor e pelas doações de nossos amados patronos, defensores e todos os outros simpatizantes que garantiram o sucesso do evento através de doações on-line.”

>  The Bi Life | Reality show de Courtney Act chega ao Brasil

“Obrigado a todos os LGBTIQ que participaram das atividades de conscientização sobre não sermos prejudiciais e sim humanos. Apesar de nossa orientação de gênero, nossos direitos devem ser respeitados.”

Ativistas LGBT comemoram no campo (Refugee Flag Kakuma).

“Nós amamos vocês e agradecemos por entender nossas situações, em grande parte aos nossos amigos da comunidade internacional.”

“Agradecemos a todos que colaboraram para tornar nosso evento um sucesso. Que o todo-poderoso Deus abençoe a todos vocês, nós amamos todos vocês, obrigado por seu bom coração e apoio.”

O grupo arrecadou milhares de dólares para custear o evento graças ao crowdfunding.

Texto original: clique aqui.

Compartilhe!

Giulianna Palumbo tem 25 anos, três livros publicados e uma paixão imensa por cultura pop. Escreve porque sente que se não tirar as palavras de si, elas a sufocarão. Ama literatura nacional e pode ser facilmente encontrada em festas drag ou comendo coxinha em bares do centro.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2019 © Todos os direitos reservados.