Connect with us

Hi, what are you looking for?

Drag Race UK

DRUK S3 | RuView do 5º episódio

Duas performances medíocres levam a um necessário puxão de orelha que a temporada precisava! Confira a resenha do quinto episódio de RuPaul’s Drag Race UK 3.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 9 min de leitura

Na esteira do desafio de girl groups da semana anterior, que empalidece em comparação com as duas primeiras temporadas de RuPaul’s Drag Race UK, os sussurros entre a base de fãs aumentaram para um timbre mais alto: A 3ª temporada do Reino Unido é ruim? Ou, de forma menos severa: é uma queda significativa em relação às temporadas passadas?

Não estou curtindo esta temporada tanto quanto as duas primeiras iterações do Reino Unido, mas estava disposto a continuar dando o benefício da dúvida. Ainda era divertido o suficiente, certo? Em seguida, a segunda temporada de Canada’s Drag Race estreou, e parecia uma lufada de ar fresco em comparação. De repente, o que parecia “divertido o suficiente” do Reino Unido se tornou insuficiente, e a única coisa que ainda me mantinha preso como o ponto mais forte dessa 3ª temporada – o gato dela ainda ser uma novidade – não se sustentou.

Parte do problema foi que, até este ponto, Drag Race UK se contentou em continuar em seu caminho atual. A saída de Victoria Scone foi um golpe enorme, mas não demoraram um segundo para reconhecer a perda de tal front runner. (E Ru não ter feito nenhuma promessa explícita de trazê-la de volta também frustrou os fãs.)

Veronica Green, uma grande força narrativa na primeira metade da segunda temporada, foi igualmente despachada com pouca fanfarra. E então houve uma salvaguarda dupla no episódio quatro, pela qual Ru mal arrumou uma desculpa, o que parecia incongruente com a qualidade real da dublagem. Kitty Scott-Claus dizendo a Scarlett Harlett e Charity Kase que foi “incrível” no início deste episódio pareceu tão falso, e há uma preocupação de que vamos continuar assim.

Mas vou dar crédito à equipe de produção, porque isso acaba sendo uma “falsidade” muito inteligente. Depois de um desafio principal em que as rainhas fazem propaganadas para o assistente de casa “Draglexa”, os resultados são medíocres. Frustrada e desapontada, Ru declara que não haverá vencedor esta semana e que alguém irá para casa.

É um momento de sacudir a mesa semelhante ao monólogo “porra de H&M” da S2, embora não seja tão memorável. Mas, ao contrário daquilo, que foi controverso por seu momento (logo após a pausa forçada pela pandemia), esta chamada de atenção é muito mais eficaz em realmente alertar para o que tem sido uma temporada sem brilho. E se o drama resultante no mini-Untucked e a dublagem forem qualquer indicação, é apenas o que a temporada precisa para se redefinir e aumentar a aposta.

>  DRUK S2 | Rumor | Spoilers do episódio 2
>  CDR S1 | RuView do 7º episódio

Estamos de volta com as equipes para o desafio principal, elaborado pelas vencedoras do mini-desafio, Scarlett e Krystal Versace. Scarlett vai com Kitty, Choriza May e Ella Vaday, enquanto Krystal escolhe River Medway, Vanity Milan e Charity. Isso significa que as equipes serão duas de cada uma das equipes do girls group da semana passada, então novas dinâmicas de grupo se formarão rapidamente. O mais interessante é que Scarlett se recusa veementemente a escolher Charity depois que Charity rejeitou Scarlett no mini-desafio para trabalhar com Kitty. (Mais sobre o mini-desafio nas reflexões finais.)

Advertisement. Scroll to continue reading.

O que fica claro é que esse elenco realmente carece de química. Alguns criaram laços individuais, mas quando chega a hora de trabalhar em grupo, elas têm ideias discordantes e nenhum entendimento real de como trabalhar com as diferenças. Scarlett sugere uma piada de Joan Crawford para sua Draglexa, mas as outras rainhas não respondem imediatamente a ela, e Scarlett entende isso como uma rejeição. Ela traz isso à tona mais tarde no palco como sendo rejeitada por suas companheiras de equipe, mas Choriza diz que o problema é que ela não lutou por isso.

A equipe de Krystal está ainda mais bagunçada. Charity e Krystal têm ideias muito diferentes sobre o que é engraçado e, embora eu admire a dedicação de Charity às suas próprias ideias, também acho que ela precisa diminuir o zoom e ter alguma perspectiva. Charity fica duas vezes no grupo de pior pontuação, e nada do que ela faz parece se conectar com os jurados – e com Ru, em particular. Krystal tem duas vitórias e normalmente parece saber o que vai atrair Ru. Por que Charity insiste tanto que sabe melhor? E pior, por que Krystal deixou Charity assumir efetivamente como capitão do time?

Você pode ver escrito nas estrelas durante as sessões de gravação, enquanto Michelle Visage franze os lábios e a testa durante os comerciais de ambos os grupos. Quando vemos os produtos finais, fica claro o quão ruim ambos são. Acho que ri apenas uma vez em ambos os comerciais, e foi na função “beat” de Draglexa que a Vanity mostrou. Ru então chama atenção das bonecas:

“Esses comerciais desta semana não eram coesos. Todo mundo estava gritando, e não havia originalidade nisso. Foi tudo o que vimos antes. Então, estou desapontada. Estou muito, muito desapontada. Vocês estão jogando muito seguro. Não é assim que você se torna a próxima Drag Superstar do Reino Unido!”

E então ela anuncia que não haverá vencedora e que todos estão aptas para a eliminação. (No entanto, ela diz explicitamente que haverá apenas duas rainhas dublando, descartando uma situação de dublagem sêxtupla.)

O que acontece no palco é muito fascinante e extremamente brutal. Além de Kitty e River, que recebem ótimas críticas, todas os outras recebem críticas substanciais. A ideia do grupo de Ella de usar vozes diferentes para Draglexa é um erro fatal, e suas escolhas de perucas na passarela as envelheceram. O look de Choriza não parece caro, e é exatamente isso que a categoria exige. A passarela de Krystal é muito parecida com roupa de boate, apesar de uma peruca longa verdadeiramente impressionante, e ela vai para uma piada banal do tipo “mamar… seco” que atrai a ira de Alan Carr. Vanity está disposta a realmente se entregar no comercial, mas ela ainda não está no nível que precisa para estar na competição.

>  DRUK S1 | Top 3: The Vivienne, a embaixadora que tinha muito a provar
>  DRUK S2 | RuView do 5º episódio

As críticas mais duras são reservadas a Scarlett, que é muito previsível como locutora do comercial de sua equipe, e Charity, que Krystal totalmente debaixo do ônibus or ter assumido a liderança. Michelle faz a crítica que eu tenho desejado ouvir de Charity durante toda a temporada: que, embora sua drag de alto conceito e muito trabalhada seja válida e incrivelmente artística, ela continua entregando a mesma proposta em vez de fazer algo surpreendente.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Charity teve um grande apoio dos fãs nesta temporada, e por um bom motivo. Seus looks são realmente diferentes de qualquer outra coisa. Mas já vimos muitas temporadas para uma rainha não perceber que ela terá que mostrar um lado versátil na competição. O glamouroso look laranja que ela tirou no Episódio 2 foi apenas um pontinho em sua produção de passarela até agora nesta temporada.

Mas ainda não terminamos a passarela – oh, não. Ru puxa a temida pergunta “Quem deve ir para casa esta noite e por quê?” para as rainhas e o babado fica tenso. Ella diz que a negatividade de Charity torna difícil trabalhar com ela, e Scarlett da mesma forma critica Charity por sua atitude. Kitty na verdade diz Vanity, citando seu histórico inferior na competição.

E então todo mundo – cada uma das últimas cinco rainhas – cita Scarlett. Choriza diz que ela falhou como líder da equipe, o que Scarlett repudia sem grande efeito. Krystal e River citam que Scarlett não se recuperou muito de sua queda no episódio da semana passada. Charity critica seu visual na passarela, um cafetão misturado com Miranda Priestly, por não ter joias suficientes, e Vanity a critica por dar desculpas por estar cansada.

Toda a situação nos prepara para o que é talvez o mini-Untucked mais intenso que vimos em toda a temporada. Scarlett se recusa a falar a princípio, irritada com suas sisters por jogá-la embaixo do ônibus. Ella tenta justificar ter citado Charity como um desejo de que ela saísse de sua própria cabeça, ao que Charity observa corretamente: “Dizer que eu deveria ir para casa não é uma maneira de me fazer ter fé em mim mesma, amor”.

Depois que Scarlett finalmente fala, ela corta as outras rainhas, e tanto River quanto Ella a responsabilizam por não ter realmente se envolvido em um diálogo. Isso faz com que Scarlett saia andando, e ela se esconda nas sombras dos bastidores por um tempo.

O que é tão eficaz em tudo isso é que finalmente dá ao que parecia uma temporada sem forma alguma estrutura. Mesmo depois que Harlett volta e fala com as meninas, não há resolução entre Scarlett e suas colegas de elenco. Ela acha que, ao jogar seu nome fora, as meninas provaram que suas amizades com ela não são genuínas. E embora as rainhas insistem que não é o caso, ela não está em condições de ouvir ainda. Ela só quer provar, muito claramente, que tem de lutar para ficar.

Então, depois de dar a Vanity um pequeno susto de que ela poderia ter que dublar, Ru declara uma revanche: Charity e Scarlett devem se enfrentar mais uma vez. Na semana passada, Charity foi a vencedora sem dúvidas de um shantay duplo não merecido, mas Scarlett acabou de ter um fogo tremendo aceso sob sua bunda. Ela absolutamente arrasa na dublagem de “Big Spender”, trazendo a teatralidade e a precisão necessárias para a música de Shirley Bassey. Charity vai para uma abordagem mais ousada, mas não pode evitar sofrer ao lado de Scarlett. Ela fica, enquanto Charity perde a revanche e se afasta.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Indo para o Snatch Game da próxima semana e os desafios Reading Is Fundamental, temos Scarlett que está muito furiosa com suas colegas de elenco, e um grupo de rainhas que disseram que é hora de colocar suas bundas em ação.

Honestamente, apesar do par de comerciais medíocres e não vencedores, estou mais animado do que nunca para ver o que acontecerá com o avanço de Drag Race UK. Temos conflito, temos azarões lutando pela redenção e temos um elenco que pode não ser o mais dinâmico, mas pelo menos está pronto para enfrentar o desafio. Se esta semana é o necessário para salvar a temporada, estou totalmente a bordo.

>  AS6 | Ruview do 3º episódio
>  DRUK S1 | RuView do 6º episódio

DESAQUENDANDO AS CONSIDERAÇÕES FINAIS

Com a saída de Charity, Kitty é a única rainha dos top 7 que ainda não tem um emblema RuPeter. “Aproveite seus emblemas, porque eu vou ganhar o resto deles”, ela diz às outras garotas no início do episódio. Na verdade, ela provavelmente teria vencido este se houvesse uma vitória para distribuir, mas, infelizmente, ela terá que esperar até a próxima semana para começar a ganhar.

Leigh-Anne Pinnock de Little Mix é uma jurada convidada bonita, embora às vezes ela pareça um pouco desconfortável com o quão negativa a sessão de crítica se desenrola. Ela realmente brinca muito com Ru quando mama pergunta se ela tem uma assistente: “Tenho sim! Elas se chamam Jade e Perrie!”

“RuPaul’s Dog Race” é o mini-desafio e exige que as meninas, em pares, se apresentem em uma exposição temporária de cães como adestradoras e cachorros. Kitty e Charity são minhas favoritas, mas são Krystal e Scarlett que ganham, com a comédia de Krystal sendo claramente o que mais atrai Ru. (Novamente, Charity provavelmente deveria ter prestado atenção a isso.)

Antes da passarela, Scarlett se abre para Kitty sobre sua mãe que está morrendo em uma cena de partir o coração. Kitty parece ser a caixa de ressonância emocional da temporada – ela também foi quem falou com Charity sobre conviver com HIV algumas semanas atrás. Parabéns a ela por ser uma amiga tão solidária com essas rainhas, e meu coração está com Scarlett. Como uma pessoa que perdeu um dos pais mais ou menos na idade que Scarlett tem agora, eu sei o quão doloroso isso pode ser.

“Caro” é uma categoria de passarela estranha, não? Como você quantifica isso? Michelle até observa que não tem certeza se o que River usa é realmente caro, mas parece. Falando nisso: River parece incrível na passarela em uma roupa do sudeste asiático. É o melhor look que ela usou até aqui, e pode ser minha passarela favorita da 3ª temporada do Reino Unido até agora.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Muito interessante ouvir Ru assumir a responsabilidade pelas performances decepcionantes. Ele observa que não repassou os rascunhos com as garotas, e isso é culpa dela. Isso também ajuda a cortar o fator “porra de H&M” deste discurso: ele assume sua responsabilidade nisso.

O corte para Ru e Michelle sentados em um silêncio frio de pedra após o comercial da equipe de Scarlett? CAMP.

Este episódio merece 2 coroas, tudo muito ruim, mas a runway foi legalzinha!

Veja os looks individuais do episódio aqui:

>  DRUK | S03E05 | Runway: Expenny Henny

Recap por Kevin O’Keeffe no Xtra. Leia mais notícias de Drag Race UK S3 aqui.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Click to comment

Deixe uma resposta

Veja Também

Canada's Drag Race

Um inesquecível baile de formatura resulta numa das melhores dublagens da temporada. Confira a resenha do oitavo episódio de Canada's Drag Race S2.

Canada's Drag Race

Depois de um “assado” [roast] vemos uma rainha ressurgir das cinzas como uma fênix! Confira a resenha do sétimo episódio de Canada's Drag Race...

Drag Queens

“Eu nunca teria imaginado que levaria a coroa” revela Krystal ao falar sobre sua vitoriosa participação em RuPaul’s Drag Race UK 3, confira a...

Drag Race UK

E temos um nova Drag Superstar no Reino Unido! Confira a resenha da grande final de RuPaul’s Drag Race UK 3.

Advertisement

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.