Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

Who’s That Queen? The Macarena

“Esse dia foi incrivelmente estressante, foi muito ruim, foi como ir para a guerra”, diz The Macarena sobre ser a primeira eliminada de Drag Race Espanha.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 8 min de leitura

Alguém por aí quer se servir com torresmo? Caso você seja vegetariano, ela também trouxe húmus, uma opção alternativa. Para facilitar a digestão, aquele rebujito, mas será que é só isto que ela tem a oferecer?

Alçada a fama mundial desde domingo, 30 de maio, com a estreia da primeira temporada de Drag Race España, exibida pela Atresmedia Televisión com a Buendía Estudios e WOW Presents Plus internacional, The Macarena é uma das dez drag queens na disputa pelo cheque de 30 mil euros, além, é claro, do título de primeira drag superstar da Espanha. Pelo menos era, como veremos a seguir.

Neste spin-off espanhol, apresentado por Supremme de Luxe ao lado dos jurados fixos Ana Locking, Javier Ambrossi e Javier Calvo, The Macarena, a rainha que dança, canta e entretém, não teve tempo hábil de mostrar seu pacote de habilidades, porém, o que foi visto na tela é suficiente para manter o seu interesse.

Em “¡Bienvenidas a España!”, primeiro episódio, The Macarena é a última a entrar na sala de trabalho. Na vestimenta de entrada, uma estética garota mágica com toques de flamenco. Lembre que ela está sempre pronta para salvar a galáxia e servir um rebujito na sua taça. Em seguida, as drags precisam encarar o clássico mini desafio, mas desta vez a sessão de fotos será feita em cima de um touro mecânico.

Na sequência, o público descobre que esta rainha tem 29 anos, nasceu no município de San Fernando, em Cádis (Espanha), e se identifica como uma pessoa não binária atualmente radicada em Santa María de la Isla.

Indo mais a fundo, ela relata, no programa, sua insegurança com seu corpo e a relação delicada que mantém com a própria autoestima, um gatilho que está empenhada em superar. No passado, The Macarena lamenta a falta de apoio que teve. A ausência de pessoas que a incentivassem tornou sua jornada mais difícil, porém, com terapia, pôde, por exemplo, ficar seminua na televisão, em frente a muitas pessoas. Esta mesma coragem seria vista mais adiante.

Para o desafio principal, as rainhas foram incumbidas de criarem looks feitos com itens disponíveis em caixas. O resultado seria apresentado na passarela, dentro da categoria “De Mercadillo” (Rummage Sale). E é aqui que, parafraseando a música do grupo Los Del Río, a alegria do corpo de Macarena começa a diminuir…

Advertisement. Scroll to continue reading.

Classificada por ela mesma como uma “fantasia de banho”, a roupa feita para esta tarefa, infelizmente, acabou sendo marcada pelo acabamento duvidoso, com um alfinete e etiqueta sendo vistos onde não deviam e, obviamente, reconhecidos pelos jurados. Jon Kortajarena, modelo e ator espanhol, convidado especial deste episódio, disse: “Você fez uma aposta corajosa e com certeza há muito trabalho no seu visual, mas acho que não funcionou. Não parece sofisticado, não acho que seja polido”.

Javier Calvo, diretor da aclamada série Veneno, reforçou as críticas acima e pontuou a bainha mal costurada. Por fim, o corpo de Macarena, feito para dar alegria e coisas boas, se viu obrigado a dublar pela vida contra Dovima Nurmi, ao som do hit Sobreviviré, de Mónica Naranjo.

Estranhamente eliminada após um lip sync enérgico com, pausa para o spoiler, peruca voando longe, The Macarena encerrou sua participação em Drag Race España com a seguinte mensagem no espelho: “Se lembre de tudo o que eu lhe disse, vocês são estrelas. Todas dão alegria ao seu corpo. A Macarena”.

E que assim seja, afinal, depois de um processo longo e interessante para entrar nesta competição, e de ter tido mais empregos que a Barbie, indo de faxineiro a recepcionista, a Macarena de hoje já vive apenas de drag, não qualquer uma, a sua drag:

“Meu estilo de drag é… É como se você colocasse uma Barbie, alguns peitos de plástico e um Teletubbie na máquina de lavar e, quando terminar, sou eu. Sou como um arco-íris que sai da bunda de uma garota machona”, afirma no Meet The Queens, que a introduziu a uma nova família.

>  Bianca Del Rio faz homenagem a Laurence Fishburne
>  Who's That Queen? Madame LaQueer

Agora Rugirl e disponível para cair nos braços de uma audiência mundial, Isaac Garabito, nascido no dia 25 de maio de 1991, não precisa mais duvidar de suas escolhas. Tudo o que fez até aqui colaborou para a drag que é hoje, desde a faculdade na Charm School e sempre investir em seu lado trabalhador, até perceber que, de verdade, ele é fã das pessoas que se levantam pela manhã e fazem o que amam.

Conhecer-se lhe trouxe o esclarecimento necessário para vencer as drogas, ficar limpo e lapidar, com empenho e atenção, a The Macarena que fora batizada com este nome aos seus 29 anos, enquanto vivia na Inglaterra, afinal, quer forma melhor de deixar claro para as pessoas quais são as suas origens?

Advertisement. Scroll to continue reading.

“Este ano tive a grande sorte de poder desenvolver minha profissão, refletir e aprender muito sobre o processo criativo envolvido na criação e desenvolvimento de um personagem drag. Sempre vi minhas carreiras como ilustradora/criativa e performer como duas feras diferentes, mas este ano sinto que é o momento certo para concentrar todos os meus esforços em Macarena e desenvolver através dela minha visão artística”, pondera, em postagem nas redes sociais.

Ciente disto, fui atrás da Macarena no dia dois de junho para fazermos uma entrevista. O relógio me indicava que era final da tarde, por volta de seis e meia. Até este momento, eu não sabia da diferença de cinco horas causada pelo fuso-horário entre Brasil e Espanha, ou seja, quando contatei esta rainha pela primeira vez, já era quase meia-noite.

De repente, recebo uma mensagem: “Sim, vamos fazer isso”. O que começou como uma conversa informal transformou-se em um agendamento de entrevista que, minutos depois, virou a entrevista em si, a qual lhe disponibilizo logo abaixo, na íntegra. Confira!

Você canta e o próximo episódio é musical. Você chegou a escrever versos para a música?

Oh meu Deus, eu nunca consegui escrever um verso para isso. Eu ouvi a música, obviamente, mas nunca tive a chance de escrever nada para ela e eu não queria fazer isso como a minha própria versão, você sabe, às vezes, no Drag Race, quando você ouve uma música, na sua mente, você escreve um verso para ela, como eu fiz com “I’m In Love”, do All Stars 5.

Eu sei bem como é isto. Sou apaixonado pela cultura musical criada pelo programa.

Eu tenho meu próprio verso para isso, mas eu não queria fazer com este porque é meio difícil, mas eu teria matado esse desafio. Elas são tão sortudas, elas são tão sortudas de eu não estar lá.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Haha, imagino! Aproveitando o assunto: se você pudesse formar um grupo pop de garotas com mais quatro drag queens, quem você escolheria e por que motivo?

Se eu pudesse formar um grupo pop de garotas com mais quatro drag queens?

>  Conheça os jurados fixos de Drag Race España
>  Drag Race España S1 lança trailers novos

Exatamente.

Essa é uma ótima pergunta! Eu vou com… Ok, tentarei ser justa. Eu tenho que ir com Divina de Campo, Jujubee, Jan e Rosé.

Você levou este desafio a sério. Amei.

Acho que será um ótimo grupo feminino e eu penso que seria ótimo se todas essas vozes se juntassem. Adorável!

Já se passaram três dias desde que você foi eliminada de Drag Race Espanha. Quando lhe pergunto sobre este dia, que sentimento é despertado em você?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Esse dia foi incrivelmente estressante, foi muito ruim, foi como ir para a guerra, mas quando eu penso sobre aquela data agora eu sinto empatia e compaixão pela pessoa que eu era naquele momento.

Entendo. Ninguém quer ir embora primeiro.

Eu sabia quando você estava assistindo o episódio que eu ia me sentir mal por isso, por eles, porque sei que elas estão passando por um momento difícil, mas pensei que seria pior quando me vi na tela.

Adorei a sua participação e acho que você rendeu bons momentos.

Eu não conseguia ver todos aqueles sentimentos terríveis que eu estava sentindo por dentro, então, agora que eu penso nisso, eu sinto orgulho, me sinto muito orgulhosa de mim mesma por tudo que dei e sinto, como eu disse, compaixão e empatia, e sinto alívio que as pessoas viram o que era realmente medo de me ver. O resultado tem sido muito bom e muito amor. As pessoas tiveram a oportunidade de conhecer meu coração e minha parte na pessoa que sou em uma vida tão boa, então, a resposta curta seria: sinto alegria e compaixão e orgulho, desculpe, isso foi muito longo!

Tudo bem, Macarena. Me diga: o que o Drag Race Espanha vai mostrar sobre a cena drag espanhola que o público brasileiro ainda não conhece?

Deus, essa é uma pergunta tão complicada! Eu sei que há um monte de drags na cultura brasileira e eu sei que é uma coisa tão grande aí, mas eu acho que para o Brasil e para o mundo inteiro, realmente mostrará como as rainhas da Espanha são, porque eu acho que é muito diferente do resto do mundo. Exibirá o quanto talento e uma capacidade artística há na Espanha quando se trata de drag e provará a verdadeira diferença de caráter que temos, drag queens espanholas, de outras rainhas de diferentes países. Eu acho que temos uma abordagem muito única para ouvir de forma simples e eu penso que será muito interessante assistir.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O tema da não binaridade é exposto na maior competição de drag do mundo. Que mensagem isto envia?

Eu acho que isso envia uma mensagem de comunidade e uma mensagem de ensino e aprendizagem como o quão importante é ensinar e mostrar a diversidade para que isso possa ser normalizado, consequentemente, eu acho que está enviando uma mensagem muito positiva do nosso discurso e aquilo em que acreditamos.

E este tipo de discussão atinge pessoas que precisam dessas referências.

Você está sendo exibido na mídia convencional para que as pessoas possam basicamente se acostumar e aprender, porque na maioria das vezes as pessoas não odeiam, simplesmente não conhecem, então, é muito importante para pessoas de todas as esferas da vida conhecerem e compreenderem não apenas realidades não binárias, mas também transrealidades, como se diz na diversidade sexual, e apenas diferentes tipos de pessoas.

Você pode trocar de corpo com uma drag queen por um dia, esteja ela viva ou não. Quem você escolhe e qual é a primeira coisa que você fará neste corpo?

Jesus, direi Roxy Andrews e vou apenas me tocar.

Aqui no Brasil algumas pessoas reclamaram na internet sobre a falta de representatividade no elenco da primeira temporada do Drag Race Espanha. Segundo eles, há um “excesso” de pessoas brancas no elenco. Qual é a sua opinião?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Existem tantos tipos de pessoas no mundo que são humanos, portanto, eu realmente acho que é muito importante celebrarmos que há diversidade e a diversidade não é apenas tolerada, mas celebrada, acho isso muito importante.

>  AS6 | Rumor | Spoilers da temporada
>  The Vixen | Os dois pesos e duas medidas do racismo em Drag Race

Não acredito em nada que seja apenas tolerado também.

 Eu penso que para o bem e para o mal essa é a primeira temporada e tem sido uma curva de aprendizado para todos os envolvidos nela e acredito que no futuro haverá mais representação porque a Espanha é um elenco muito diversificado, é um país muito diversificado, com todos os tipos de culturas diferentes, pessoas da multidão e pessoas que são racializadas de diferentes países morando na Espanha, então, eu acho que à medida que o show progride e como temos mais temporadas, terá mais diversidade e isso é algo que eu estou ansioso para.

Concordo com você, mas infelizmente, chegamos ao fim do nosso tempo, rainha. E nos prolongamos, haha!

Ainda não fui para a cama, mas senti vontade de falar. Você gostou das minhas respostas?

Sim e tenho certeza que conseguimos criar um belo conteúdo juntos. Obrigado pelo seu carinho e disponibilidade.

Ok, baby. Obrigada a você, querido! Eu amo falar, hahaha!

Advertisement. Scroll to continue reading.

Siga The Macarena no Instagram, Facebook, e Twitter.

Para ler outras entrevistas exclusivas do Who’s That Queen clique aqui.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Race España

Confira todos os looks que as rainhas desfilaram no “Ball” do quarto episódio de Drag Race Espanha. Quem merece Toot e Boot?

Drag Race España

Confira os looks que as rainhas desfilaram na runway “Mis Raíces” do terceiro episódio de Drag Race Espanha. Quem merece Toot e Boot?

Drag Queens

"As pessoas são ricas aqui em Munique, porém, não querem nos pagar, drag queens, de maneira adequada", diz Janisha Jones, de Queen of Drags,...

Drag Race España

Confira os looks que as rainhas desfilaram na runway “Tributo a La Veneno” do segundo episódio de Drag Race Espanha. Quem merece Toot e...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.