Conecte-se conosco

Babados

Ra’Jah O’Hara expõe racismo sofrido em turnê de Drag Race

Ra’Jah O’Hara comentou sobre rejeição e racismo que sofreu de fãs em turnê da S11 de Drag Race com conivência de uma rainha branca.

Compartilhe!

Publicado

on

🕓 2 min de leitura

Após Asia O’Hara desabafar sobre a rejeição que sofre nos Meet & Greet da turnê Werq The World (leia aqui), Ra’Jah O’Hara aproveitou a oportunidade para relatar sobre rejeição e racismo sofridos durante a turnê realizada pelo elenco da S11 de RuPaul’s Drag Race.

“Aconteceu comigo na Flórida com duas de minhas irmãs (uma preta e uma branca) e a multidão ignorou descaradamente e passou por mim e minha irmã negra para tirar fotos com a outra. Doeu tanto que eu mal conseguia conter minha emoção e depois não ter o apoio de minha irmã branca nos magoou ainda mais”.

>  Tyra fala sobre racismo no fandom de Drag Race
>  Aquaria encerra apoio a Jeffree Star

Embora Ra’Jah não tenha revelado quais drags estiverem presente neste triste episódio, um seguidor respondeu a rainha com uma foto que nos mostrou quais eram as outras rainhas: Silky e Nina West.

“Eu estava lá (sou do Reino Unido)! Foi adorável conhecer e poder conversar com você! Beijos”.

>  AS5 | Show de Mariah Paris foi uma declaração contra o racismo
>  Cardi B patenteia “okurrr” e gera revolta

É triste e revoltante ver que este comportamento racista do fandom de Drag Race, ao rejeitar tirar fotos com as rainhas pretas em Meet & Greet, é super comum e acontece com qualquer rainha negra. E a conivência de rainhas brancas com este comportamento racista dos fãs é decepcionante. Ser antirracista é muito mais que escrever #BlackLivesMatter nas redes sociais. O combate ao racismo se faz com ações, se você presencia comportamento intolerante e não faz nada contra, isso o torna cúmplice de quem foi preconceituoso. As rainhas brancas de Drag Race precisam melhorar muito neste sentido, afinal de contas, elas são as que mais se beneficiam com o comportamento tóxico e racista deste fandom que sempre persegue e acaba com carreira de drags pretas que passam pelo show.

Para ler mais notícias sobre o racismo no fandom de Drag Race clique aqui.

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.