S11 | MTV entrevista: A’keria C. Davenport

“Eu senti tantas emoções. Eu estava assustada. Eu estava revoltada. Eu estava chateada”, A’Keria fala sobre o lipsync sêxtuplo, do falso caftan, da pressão do jogo e muito mais sobre Drag Race.

Modo Escuro

A décima primeira de RuPaul’s Drag Race começou com 15 rainhas entrando na competição, mas A’Keria C. Davenport provou ser o azarão da temporada. A rainha de Dallas permaneceu estável durante toda a competição, levando-a à Grande Final.

A MTV News conversou com A’Keria sobre ter que se apresentar numa dublagem sêxtupla, o que mais a surpreendeu durante as filmagens, e se ela está pronta para admitir que ela realmente não serviu caftan na passarela.

>  S11 | Rumor | Lipsync histórico na temporada
>  Drag Tots! Conheça os personagens e assista ao trailer

Ei, A’Keria! Eu sei que você acabou de começar a turnê da 11ª temporada. Como tem sido a vida até agora?

Quer saber? Tem sido muito boa, e na verdade é uma boa chance para as garotas [de Drag Race] se unirem fora da competição. Podemos realmente curtir uma à outra, ficar bêbadas, festejar e se divertir.

Você estão juntas em um ônibus?

Bem, nós não estamos em um ônibus neste momento. Nós estamos realmente em aviões. [Risos] Estamos voando.

Você estava na DragCon L.A. Essa foi sua primeira vez? Como foi?

Foi a minha primeira DragCon. Foi emocionante! No começo, foi como, uh, espere um minuto. Tipo, você não percebe realmente o impacto que você tem na vida de outras pessoas. Então, ver algumas das reações que as pessoas estavam me dando – quer dizer, é apenas a velha A’Keria. Eu gosto, uau! Pensar que alguém está animado em te ver – eu adorei. E você tem que ter uma cadeira na DragCon. Levantar-se o dia todo para conhecer e cumprimentar não é fácil.

Como você se sentiu assistindo à Grande Final?

Eu estava animada para ver como tudo aconteceu. É diferente quando você está no momento e vivendo isso versus realmente assistir, então eu estava animada para ver exatamente como ele foi editado e como ficou o resultado final.

Você filmou a temporada há algum tempo, certo? Mas a final foi filmada mais recentemente. Como foi voltar ao ritmo e ver todas as garotas novamente?

Na verdade não foi realmente sobre voltar ao ritmo. Eu tenho entretido por um bom tempo, então quando eu fui para a final, eu ia fazer exatamente aquilo. Não era como se eu fosse sair do teto ou algo assim. Meu objetivo era apenas ir e entreter. Então, meio que foi o mesmo para mim, honestamente.

Você foi chamado de o azarão da 11ª temporada. Você concorda com isso?

Sim, eu definitivamente concordo que eu sou o azarão da 11ª temporada. Eu não sei por que, mas quer saber? Estou feliz. Porque permitiu-me ver o [meu próprio] crescimento. E permitiu que o mundo também visse esse crescimento. Foi uma coisa boa também, porque quando você é subestimada, as garotas não a veem como uma competição ou uma ameaça. Então elas meio que não te transformam em alvo ou armam para você, e você meio que as supera e olha… Isso me levou ao top 4!

Isso como nos sentimos como espectadores – você foi muito consistente e, de repente, você vencia algum desafio. E a gente ficava tipo, “Oh, A’Keria? OK! Eu te notei!”

Aham!

A’Keria Davenport e Vanessa Vanjie Mateo
>  RuPaul e RuGirls aparecem em “You Need to Calm Down” de Taylor Swift
>  S10 | Comentários do 4º Episódio
>  Como RuPaul foi aclamada pelo mundo

No decorrer da competição, você se viu chegando à final?

Durante a competição, sim. Eu me vi. Quando cheguei lá, não. E a razão de eu dizer isso é porque, você sabe, assistir em casa é tipo, “oh, garota, eu poderia fazer isso” ou “oh garota, eu poderia realizar essa coreografia”. Mas uma vez que você está realmente lá e vê o tempo passar, e você sabe a pressão de tudo – quero dizer, você nunca sabe quem é a sua concorrência. Às vezes, isso faz com que você duvide de si mesmo, porque as coisas em que você pensou que era forte, talvez no programa, não são tão fortes. E então você tem meninas que participam, e em sua cidade ou estado, elas são Aquela Garota. Mas neste momento ao participar do programa, você está em pé de igualdade de condições.

Havia muitas garotas ferozes nessa temporada.

Realmente tinha!

Você ganhou dois desafios e, em seguida, no desafio de costura Farm to Runway, você foi direto pro bottom. O que foi essa reviravolta tipo – uma semana vence e na outra dubla?

Foi definitivamente [alucinante.] Quero dizer, o desafio que eu nunca esperaria ganhar, eu venci. Mas o desafio em que eu estaria mais confiante realmente me levou pro bottom. É o tipo de coisa que passa pela sua cabeça quando você está vivendo o momento, porque você nunca sabe o que esperar, o que eles estão esperando, como as coisas estão indo. E eu acho que me magoou um pouco. Você sabe, eu sou de Peixes, então eu analisei muito tudo.

[Durante as filmagens] ficamos trancadas; nós não podemos conversar com ninguém. Então, tudo o que você pode fazer é continuar repetindo essas situações quando realmente não sabe o que a levou ao bottom 2, na maior parte do tempo, além de certas críticas. Você pode nem sempre concordar com certas críticas – como, por que você está no bottom e outras rainhas não estão. Mas você está constantemente pensando sobre isso, de novo e de novo e de novo.

Houve algum outro momento durante a temporada em que você ficou tipo, “oh meu deus, eu posso ser eliminada”?

Ah, eu diria a dublagem das seis drags. Porque para nós o simples fato de seis dublarem… Oh meu Deus. Foi assustador! Você nunca esperava fazer isso porque [o programa] nunca fez uma dublagem sêxtupla. No momento em que [Ru] disse que todos nós seis iríamos dublar, eu estava me olhando negativamente. E eu estava com um acessório de cabeça de strass e um vestido de strass de comprimento total. Eu olhei em volta, e as outras garotas usavam malhas e coisas do tipo. E eu fiquei tipo, eu realmente não vou conseguir me mexer! Elas vão ter que se mover porque, garota, eu tenho todas essas coisas!

Essa dublagem sêxtupla foi insana.

Imagine estar nela. As críticas que eu havia recebido até então – você sabe, dos jurados – não eram críticas ruins. Então, estar presente naquele momento e ter que dublar – eu senti tantas emoções. Eu estava assustada. Eu estava revoltada. Eu estava chateada. Tipo, eram muitas emoções ao mesmo tempo.

A’Keria e Ra’Jah disputando a permanência no show durante um lipsync.
>  Barraco Drag: Phi Phi Vs. uma designer e seguidores do Twitter
>  S11 | Rumor | Miss Vanjie será a vilã da temporada
>  Gloria Groove realiza sonho ao dublar Aladdin da Disney

O que mais te surpreendeu enquanto você filmou Drag Race?

O tempo voa! Ter que aprender uma coreografia em literalmente algumas horas e depois apresentar a coreografia ao vivo de uma só vez, ou ter que fazer a coreografia completa duas vezes, consecutivamente… Os espectadores não vêem tudo isso. Então eu assisti pensando, mana, elas têm uma semana para aprender essa coreografia. Eu definitivamente não pego coreografias tão rapidamente. Então [em Drag Race], você fica no palco por três horas e espera aprender e executar a coreografia… Tipo, garota! Isso é muito. [Risos]

E minha última pergunta: você está pronto para admitir que não era um caftan?

[Risos] Quer saber?! Ok, todos vocês. Todos vocês venceram. Todos venceram. Não era um caftan. Eu cometi um erro. Eu pesquisei algo. Talvez eu tenha pesquisado algo errado no Google. Mas eu estava tão focada em tentar descobrir o que seria diferente. Porque, olha, quando você está se preparando, você pega aquela lista do que você deveria levar [para o show]. E quando você está fazendo as malas, você está procurando por algo diferente, porque você quer estar preparada para qualquer coisa… Você sabe, você quer algo que vai fazer você se destacar. Então, quando eu encontrei qualquer coisa que tinha “caftan” do lado, eu apenas peguei e fui embora com aquilo.

Quer seja um caftan ou não, o visual é fofo, e fico feliz em ver você usando.

Obrigada.

Para ler mais entrevistas clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here