Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

Especial Lady Bunny | Pt4: Reaproximando de RuPaul

🕓 3 min de leitura

Discotecando em Hamptons na Tea Dance 2016.

O Wigstock inaugural ocorreu em 1985, na concha do parque (agora demolida), onde ela apresentou uma versão semi-ensaiada de “I Feel the Earth Move”. John Epperson, que atuou como Lypsinka, disse:

Foi uma platéia desorganizada. Mas estávamos ansiosos para estar em drag e desfilar diante do público.

O festival decolou assim como a epidemia de AIDS estava dizimando a comunidade gay de Nova York, mas Bunny não se sentia à vontade com a turma do Act Up.

Eu pensei: ‘O que posso fazer?’. Eu posso ser bobo. Eu posso ser um palhaço. Eu posso fazer as pessoas se divertirem e talvez aliviar o fardo de uma praga.

>  Shea Couleé dedica sua vitória no All Stars 5 às mulheres pretas
>  Feliz dia dos Pais, Tyra e Jeremiah

Wigstock cresceu com o passar dos anos, eventualmente se mudando para os pilares ao longo da West Side Highway. O perfil de Lady Bunny e seus cabelos cresceram com isso. Entre ocasionais empregos diurnos (sorveteira, representante de clientes da editora de erotismo Ralph Ginzburg), ela fundou a D.J.ing, lançou singles de discoteca e apareceu na comédia drag de 1995 “To Wong Foo, Obrigado por tudo, Julie Newmar”.

Michael Alig, o promotor da vida noturna que mais tarde foi preso por homicídio culposo em primeiro grau, a manteve ocupada em shows de clubes. “Michael pagou meu aluguel por 10 anos”, disse ela.

RuPaul, entretanto, mudou-se para Hollywood e tornou-se um superstar. Ele agora tem um show de sucesso, vários Emmys e um marido com uma fazenda de 60.000 acres em Wyoming. Inevitavelmente, a fama colocou uma certa distância entre ele e Lady Bunny, cuja crítica aberta à rainha reinante da TV levou à percepção de uma rivalidade.

“Se é uma rivalidade, ele está ganhando e eu assumo” disse ela, rindo. (RuPaul, através de um porta-voz, se recusou a ser entrevistado.)

>  Especial Lady Bunny | Pt1: Ela ainda é a rainha mais shady
>  Wigstock: o festival drag de New York está de volta

Eu não tenho várias casas. Eu não tenho namorado. Eu não tenho uma estrela na Calçada da Fama. Então, se você medir o sucesso nesses termos, ele vencerá a rivalidade. Mas isso não significa que eu goste de tudo o que ele faz e eu gosto do que faço. Nós apenas temos caminhos diferentes.

Embora seja possível vê-las como rainhas de esferas separadas – o mainstream (popular) e a contracultura – suas carreiras permaneceram interligadas. Lady Bunny presidiu como Dean of Drag no spinoff RuPaul’s Drag U e RuPaul era uma artista regular na Wigstock, mesmo no auge da fama da música pop dos anos 1990, destacando-se no documentário de 1995 Wigstock: The Movie.

Poster de Wigstock: The Movie.

Bunny diz que eles se reconectaram no set do filme de 2008 “Another Gay Sequel” e agora se comunicam esporadicamente por e-mail.

Algumas pessoas que amam a ideia de que drag queens são mal-intencionadas, porque é visto através do prisma dos reality shows, gostam de imaginar que há mais tensão entre Ru e eu do que realmente existe.

Continua aqui.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Especial Lady Bunny

Pt1: Ela ainda é a rainha mais shady

Pt2: Conheça seu “gêmeo mau”

Pt3: Go-Go Boy por 40 dólares

Pt4: Reaproximando de RuPaul

Pt5: Eu sou o Wigstock

Wigstock: o festival drag de New York está de volta

Advertisement. Scroll to continue reading.
Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Babados

 Entre para nosso canal do Telegram! A icônica drag queen dos EUA Lady Bunny defendeu Taylor Swift após reações negativas à sua nova música,...

Drag Queens

 Entre para nosso canal do Telegram! Quando a noite caiu em Wigstock, Bunny estava segurando adiante sua sétima hora. “Agora estou brincando com a...

Drag Queens

 Entre para nosso canal do Telegram! Uma semana depois, um imperceptível homem de 56 anos se materializou em um café West Village e disse:...

Drag Queens

 Entre para nosso canal do Telegram! A New York Times fez uma matéria especial sobre a Lady Bunny ano passado e a postarei traduzida...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.