Uma Década de Drag Race | S2 | Tatianna

Modo Escuro

Como parte de seu especial Uma Década de Drag Race, a Billboard encontrou com uma rainha de cada temporada para relembrar a jornada da série, compartilhar algumas lembranças nunca antes vistas e jogar shade onde o shade é requisitado.

A representante da segunda temporada é a rainha das Choices (escolhas) de Drag Race: Tatianna.

Há algo que aconteceu nos bastidores ou longe das câmeras que você ficou surpresa de não ir ao ar?

Eu acho que o melhor momento que eu queria que fosse mostrado um pouco mais foi quando nós todas tivemos que cantar ao vivo. Nós estávamos todas muito nervosas sobre isso, então pedimos que, enquanto estivéssemos nos preparando, pudéssemos beber. Tenho certeza que todos, exceto uma ou duas pessoas, estavam completamente bêbadas. Estávamos todas bêbadas cantando Ladyboy. Houve conversas muito mais bêbadas no Untucked e havia muito mais tropeços e desequilíbrio de bêbadas no palco do que o mostrado.

>  S11 | Billboard entrevista: Plastique Tiara
>  Chá com a Tati - Iniamigas

Desde que sua temporada foi ao ar, o que você mais se cansou dos fãs abordarem?

Eu não diria que me canso disso, mas as pessoas ficam tipo “Fala ‘thank you’”. E então eu falo: “Thank You”. E os fãs ficam tipo: “Não foi assim que você disse antes . Você tem que dizer isso assim”. E eu fico tipo: ”Bem, eu sou aquela que falou isso, então eu vou dizer como eu quero dizer isso. Mas, sim, thank you”. [Risos] Querem exigir a mesma dicção que eu tinha nove anos atrás e, tipo, isso não rola mais, mas eu respeito.

Houve algum momento marcante desde que a sua temporada foi ao ar?

Ter a oportunidade de lançar um perfume, um álbum e coisas do tipo. É tipo, NOSSA, eu fiz algo legal. Ser capaz de fazer coisas que você nunca pensou que seria capaz de fazer quando criança, especialmente álbuns e perfumes. Isso é muito parecido com o movimento 2003-Britney-Spears que eu fiz em 2018 e eu me sinto muito bem com isso.

Qual rainha você ficou mais próxima desde a sua temporada?

É um empate entre Jujubee e Morgan, porque eu sinto que eu as vejo mais que qualquer outra rainha da segunda temporada. Eu e Morgan não fomos as mais próximos no show. Nossa amizade cresceu depois, mas ela é definitivamente uma das minhas pessoas mais importantes. Eu fiquei na casa dela várias vezes. Ela é super legal. E eu e Jujubee sempre fomos amigas. Essas são as minhas garotas.

>  Pabllo Vittar se desculpa por tweet em apoio a campanha #MinhaÚltimaMúsica da rádio Jovem Pan
>  Ncuti Gatwa, de Sex Education: "A experiência negra e gay nem sempre é contada"

Qual foi o look desfilado mais superestimado da sua temporada?

Eu não entendi porque foi tão legal que Tyra que estava de joelhos e de repente ficou de pé virou um momento mágico. Foi algo no desafio do Dia do Casamento que nenhuma de nós entendeu direito. Nós todas ficamos tipo: “Ela simplesmente pulou dos joelhos para os pés. OK. O que mais?” Não era nem o olhar. Foi apenas Ru engasgando naquele único movimento. E eu fiquei tipo “Oh, tudo bem. Work”.

A rainha certa venceu?

Ah não! Não, e eu não estou dizendo só por ser uma vadia ou por causa de situações recentes entre eu e minha conterrânea – nada a ver com isso. E se alguém da segunda temporada age como se não concordasse, está mentindo. Todos conversamos dizendo que provavelmente deveria ter sido Raven. Isso não é uma coisa nova. Esse é um processo de pensamento que existe desde 2009. Eu saí tipo, dois dias antes deles coroarem a vencedora e eu liguei para Jujubee no dia em que todas foram liberados e eu fiquei tipo “Então? Quem ganhou?” Ela me disse. Eu fiquei tipo, “Hum…” E ela estava tipo, “Sim, deveria ter sido a Raven”.

Via Billboard.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here