Modo Noturno

Desde sua estréia na 7ª temporada do RuPaul’s Drag Race, Trixie Mattel se tornou um fenômeno internacional. Ela estrelou sua própria web-série “UNHhhh” com sua colega Katya, também de Drag Race, que mais tarde se tornou seu programa de televisão The Trixie & Katya Show. Ela lançou dois álbuns de sucesso, Two Birds e One Stone, e ela ainda mais famosa levou para casa a coroa de RuPaul’s Drag Race All Stars 3.

Então, quando Trixie se sentou com o jornalista mundialmente famoso Larry King para sua série de entrevistas Larry King Now, os dois tiveram muito que conversar. King perguntou a Trixie sobre como ela começou sua carreira drag, em seu relacionamento com RuPaul, sobre sucesso que conquistou nos últimos anos e o atual estado da arte drag.

Com dois ícones sentados para uma conversa, novas informações foram reveladas naturalmente. Aqui estão cinco coisas que aprendemos da entrevista da Trixie Mattel com Larry King no Larry King Now.

1. Trixie acha que nosso discurso político atual fez com que a arte drag tivesse mais sucesso.

É evidente que a arte drag experimentou uma grande atualização na forma como as pessoas interagem com ele na última década, e a Trixie tem uma teoria do porquê. A rainha explicou que ela realmente sentiu que a presidência de Donald Trump e coisas como essa estão ajudando drag acontecer, dizendo que enquanto o discurso político no país está em um nível baixo, o desejo de escapar e encontrar algo puramente divertido está atingindo um pico. Ela comparou o sucesso do drag a um fenômeno da indústria de maquiagem conhecido como o efeito do batom. “Sempre que há uma recessão econômica ou conflitos políticos, as vendas de batom disparam”, disse ela. “Se você tiver um dia difícil, essa coisa de 14 dólares eleva o seu dia. Eu acho que o drag tem o mesmo efeito de batom”.

>  Entrevista Exclusiva: Bruno Alcântara, pitcrew de Drag Race
2. Trixie pode ter mais em comum com Trump do que você pensa.

Enquanto os dois estavam no assunto da política, King perguntou a Trixie o que ela acha do presidente. Trixie respondeu com uma comparação improvável, dizendo que ela pode ter muito mais em comum com Trump do que a maioria das pessoas pensa: “Bem, nós ambos somos caras com perucas que usam muito bronzeamento”. “Nós provavelmente temos muito mais em comum”. Ela acrescentou que acredita que a crueldade dele vem de um lugar de ignorância, e não de um mal absoluto: “Eu não acho que ele tenha se colocado nos sapatos de ninguém”.

>  Uma Década de Drag Race | S9 | Nina Bonina Brown
3. Trixie revelou que nunca aquendou a neca.

Um aspecto freqüentemente discutido do drag é a arte de aquendar – ou uma drag queen pegando seus órgãos sexuais masculinos (pênis e bolas) e dobrando-os para criar a ilusão da feminilidade. Mas Trixie disse que ela nunca aquendou e que ela evita isso usando roupas que não precisam da ilusão. “Eu sou uma campeã de Drag Race e nunca fiz isso. Eu nunca uso nada que seja muito alto”. Trixie disse, apontando o fato de estar vestindo uma saia. “Não há quantidade de dinheiro no mundo que poderia me levar a fazê-lo”.

4. Os fãs da Trixie costumam ficar pessoais demais muito rapidamente

A rainha explicou a King que ela tem uma grande base de fãs até mesmo fora da comunidade gay, especialmente com mulheres jovens. Mas, mais tarde, na entrevista, Trixie também revelou que muitas vezes fica muito sobrecarregada por fãs que revelam muita informação muito rapidamente. “As pessoas diariamente se aproximam de mim, entram em pânico e me dizem algo extremamente explícito e violento sobre sua vida. As pessoas vem até mim e soltam ‘Trixie, eu fui abusada!’ E eu fico tipo ‘Foi agora?’”.

>  S11 | Billboard entrevista: Shuga Cain
5. Trixie deu uma de nerd com King sobre June Carter Cash

No final da entrevista, King repetiu uma pergunta de um fã no Twitter, perguntando quem Trixie iria querer fazer cover de uma de suas músicas, viva ou morta. Sem hesitar, Trixie nomeou June Carter Cash, a cantora country compositora e esposa de Johnny Cash. Quando King disse que conhecia June e Johnny, Trixie ficou chocado. “Você conheceu?!” ela gritou. “Ela era tão engraçada? Ela era tão engraçada e uma compositora incrível – ela é meu Elvis”.

A entrevista completa da Trixie Mattel no Larry King Now está disponível no Hulu e Ora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here