Connect with us

Hi, what are you looking for?

Drag Race

RPDR 16 | RuView do episódio 5

Um grupo de rainhas subestimadas cala suas rivais e mais uma eliminação trágica ocorre! Confira a resenha do episódio 5 de RuPaul’s Drag Race 16 a seguir.

Compartilhe!
🕓 10 min de leitura

Foi ao ar mais um episódio estréia de RuPaul’s Drag Race 16! Leia a seguir a resenha. Contém spoilers daqui em diante.

Dragliciosas, minha dor é colossal. Amanda Tori Meating não está mais entre nós e meu mundo ficou menor por causa disso. Eu não esperava que Amanda saísse tão cedo. Sim, o drag dela não era polido. Sim, ela era a garota mais zoada de lá. Mas também ela tem qualidade de estrela; esse programa adora uma história da Cinderela quando pode, e ela estava entregando os enredos dos produtores a torto e a direito. Amanda parecia uma excelente candidata para ter o tratamento de Heidi N Closet. Agora, Amanda (e Mirage) partiram nas primeiras três semanas, e ficamos com um elenco que inclui mais do que algumas rainhas que estou completamente confiante de que não estarão no top 4 ou mesmo no top 7. Que trágico!

Mesmo assim, não posso reclamar muito esta semana. Embora eu fique triste quando olho para a temporada que temos diante de nós sem Amanda e Mirage, é realmente um bom episódio. Tudo se desenrola como uma tragédia: a edição fortalece Amanda como artista antes que seu calcanhar de Aquiles (caos drag) a derrube. Plane e Amanda se enfrentam, e parece que estamos caminhando para o sucesso de Amanda, apenas para que Plane seja provada como certa, provavelmente levando a um arco de vilania ainda maior (espero que com uma queda icônica) pela frente. No final das contas, o que é ótimo neste episódio é que, após quatro semanas de preparação, é nosso primeiro episódio recompensador, explodindo pequenas partes do barril de pólvora que estava se acumulando.

O episódio encerra duas histórias principais. Um vem através da queda de Amanda, que deixa Plane em apuros, mas as sementes de novas conspirações já estão plantadas através de uma nova rivalidade com Q e uma conversa sobre as possíveis desvantagens de seu comportamento maldoso com Sapphira. O outro termina com o sucesso inesperado das meninas do “bottom” (Mhi’ya, Geneva e Megami), encerrando uma história para cada uma sobre os jurados não responderem ao seu trabalho. Essas rainhas agora têm a chance de traçar um novo caminho ou voltar para casa, tendo completado um arco. Terminar essas histórias foi emocionante – fiquei emocionado durante todo o episódio, primeiro feliz, depois xingando a forma como ele estava desenrolando. Mas ficar triste ou bravo não é uma falha nos reality shows; é um sinal de que a temporada tem membros do elenco que valem o nosso tempo e que estou conectado a eles. Eu queria mais para Amanda, é claro, e estou apreensivo com o resto da temporada por causa da presença contínua de algumas garotas em cujo trabalho estou menos investido.

A outra grande história da semana é todo o negócio de Q, que começa com ela reclamando de estar tanto no top, mas nunca conseguindo uma vitória, e termina com ela indo parar no bottom. É um clássico de Drag Race a esta altura, talvez a ponto de parecer obsoleto, mas assistir ao monólogo de Q no segmento de abertura foi mais divertido do que deveria ter sido, tudo porque Plane estava lá – esse é o valor agregado de uma personagem como ela. Às vezes você pode sentir Plane se mordendo para soltar algum veneno. É delicioso quando encontra o alvo certo, como uma garota reclamando por não ter vencido um desafio apenas três semanas após o início da competição. Ela não é tão espirituosa quanto gostaríamos que ela fosse, mas está tão disposta a ser uma vadia, que isso aumenta o risco em todas as conversas em grupo. Os sentimentos de Q estão feridos, mas para o espectador, ela já chorou sobre o quanto se esforça nas críticas de estreia. Não dá para levar a sério uma rainha que está indo bem, mas vive chorando sobre como foi difícil chegar ali. Plane chegando para dizer: “Não vou reclamar de estar no top. Não vou sentar aqui e chorar e ficar de mau humor o dia todo. Eu me sinto ótima”, deixando Q prontamente em sem rumo, é, em última análise, divertido.

>  A era de Aquaria
>  Entrevista: Gottmik fala sobre Drag Race S13

Depois da conversa no sofá, temos algo que senti muita falta no show – um mini-desafio! É uma sessão de fotos, mas, felizmente, não o minidesafio “photobomb” que eles usaram muitas vezes. Me diverti aqui. A vitória de Sapphira parecia aleatória, mas não tenho escolha melhor. São brincadeiras de carnaval; apenas deixe rolar.

O desafio é o de girls group. Por mim está ótimo! Qualquer semana em que as rainhas não sejam forçadas a ler roteiros é uma vitória para mim. As equipes:

QDSM (nome nada original): Q, Dawn, Sapphira, Morphine
Lovah Girlz (nome ok): Plasma, Jane, Xunami, Amanda
Thicc e Stick (traduzindo: grosso e pegajoso, melhor nome de longe): Nymphia, Geneva, Megami, Mhi’ya

Obviamente, as garotas imediatamente desconsideraram Thicc e Stick, mas não eu, principalmente porque a música designada para elas é “ASMR Lover”, que é de longe a melhor coisa que RuPaul lançou em anos.

>  RPDR 16 | RuView do episódio 6
>  S12 | Entrevista: Gigi Goode

Os ensaios são notáveis principalmente por Amanda Tori Meating ocupar o maldito palco. Acontece que ela é uma ótima dançarina que aprende facilmente a coreografia e trabalhou na turnê internacional de Kinky Boots. Nesse ponto, caí na armação, acreditando profundamente que Amanda estaria no top. Há também Q, que, ao que parece, tem um corpo estranho.

Também temos a continuação de “Nymphia é uma estrategista sigilosa”. Parece provável que ela e Sapphira sejam as duas melhores da temporada, então ter Sapphira narrando esta seção é um enquadramento inteligente.

Foram muitos shades nesse ensaio, ri muito mais que no episódio anterior com seu RDR Live!

Felizmente, estamos privados do Cantinho Traumático da Maquiagem em favor de um Cantinho do Drama da Maquiagem. Muito melhor! Q vai até Plane e diz que acha que Plane foi uma vadia com ela. Plane dá um pedido de desculpas claramente falso e ataca sua companheira de equipe Amanda no processo. Amanda pergunta por que Plane é tão escrota. As apostas! Eles estão tão altas! Sapphira diz a Plane que ela deveria ser menos má; Plane diz que ela é assim. Para isso eu digo: Bom, não deixe que as pessoas maduras te desencoraje, Plane Jane.

>  Reação do top 3 à Grande Final de RuPaul's Drag Race 16
>  Entrada das campeãs de RuPaul's Drag Race

Enfim, vamos ao que realmente importa: as performances. Mais do que qualquer desafio que não seja “Snatch Game”, os grupos femininos criaram tensão porque são performances que os fãs assistem repetidas vezes após o término da temporada. Um verso icônico pode beneficiar enormemente a carreira dessas garotas, fazendo com que elas sejam contratadas em todo Estados Unidos e no mundo para servirem o que mostraram no programa. Essas são as performances citadas com facilidade entre os fãs de Drag Race com quem convivo. Quantas vezes meus amigos disseram as palavras “I’m Roxxxy Andrews and I’m here to make clear” uns para os outros para preencher silêncios, você pergunta? Incontáveis, eu respondo.

QDSM é o primeiro grupo a se formar, e sua capacidade de repetição é severamente prejudicada pela atuação de Q como Slay Frankenstein com uma peruca estilo P!nk. Repito: ela está estranha. Às vezes é um pouco desconfortável assistir. Dawn é ótima. Sapphira também é ótima, mas concordo com TS Madison – você pode vê-la pensando. As letras de Morphine são ótimas e seu fluxo é o melhor da noite, mas sua performance não foi tão marcante quanto suas palavras. QDSM também é prejudicada pela sua música, “Star Baby”, que não tem muita ideia por trás dela. Os outros dois grupos se divertem com os conceitos centrais de suas músicas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

As Lovah Girlz são as próximas. Plasma é boa, mas não ótima, o que parece exatamente certo para uma rainha vintage com uma boa voz em um desafio de girl group. Plane é legitimamente fantástica. Mais do que qualquer outra pessoa em seu grupo, ela está “ligada” em todos os momentos desse desafio. Xunami é a maior surpresa positiva do episódio. Ela tem alguns problemas para aprender a coreografia durante os ensaios, mas isso não aparece durante a apresentação. Além disso, esse visual é espetacular – tão chique e elegante, mas ainda assim absolutamente apropriado. Seu bom gosto fashion está sob controle. Amanda é, devo dizer, uma verdadeira decepção. Sua dança e energia são fantásticas, mas os jurados notam um preenchimento terrível. Ainda assim, o verdadeiro problema é aquele que não foi tão criticado quanto deveria: ela escolheu uma peruca ruim que constantemente batia em seu rosto e prejudicava sua capacidade de se envolver totalmente. Esse é o tipo de erro que ninguém mais comete e mostra exatamente por que sua drag imatura é um problema tão grande para os jurados.

Finalmente, é hora de Thicc & Stick. Ninguém deu muita moral para essas rainhas excluídas e, embora não seja um “Bing Bang Bong”, é certamente o número mais bem coreografado e coeso da noite. Cada rainha traz pelo menos algo para o grupo. Mhi’ya ainda tem problemas para expressar emoções em seu rosto, mas suas cambalhotas são divertidas e seus versos são ferozes. Geneva dá um choque no sistema. Depois de duas semanas no bottom 2, esse desempenho é um lembrete de por que ela esteve no top naquela primeira semana. Megami parece uma mãe suburbana, mas depois de uma semana sendo escolhida em último lugar para os times, chorando por isso e fazendo as tarefas muito lentamente, ela se recupera e se mantém bem. Nymphia continua sendo uma estrela, e sua piscadela no final do verso prova o porquê.

>  Entrevista: Denali fala sobre Drag Race S13
>  Entrevista: June Jambalaya fala sobre Drag Race 14

Críticas da passarela “Pussycat! Wig! Wig!” [peruca de gatinha a mil por hora]: Morphine fica ótima em uma roupa obviamente muito cara. Q fica ótima em uma roupa que ela mesma fez, mas os respingos de sangue em seu peito ficaram ruins. Não podemos ter delicados respingos de sangue? A roupa de Sapphira é da cor errada, mas sua peruca literal de gatinha é engraçada. Dawn não está usando peruca de gatinho e sua roupa parece Dawn no piloto automático. Plasma está mostrando “versatilidade”, mas prefiro que minha Plasma seja mais distinta. Pelo menos Michelle está feliz.

Amanda… não ficou legal. Mesmo assim, aplaudo a ambição! É por isso que ela é divertida! Xunami parece sexy, e ver uma garota usando a experiência de modelo de menino na passarela é divertido. O visual de ficção científica de Plane é divertido. Geneva não ficou bom. Além disso, sua afirmação: “Eu queria mostrar que nem tudo é grande, cabelo texano” é muito engraçada, visto que o desafio exigia explicitamente uma peruca pequena. Mhi’ya continua sua cruzada de simplesmente usar roupas sem conceitos que ela já tinha no armário, e eu apoio. Novamente, engraçado. Também apois a Sininho detonada de Megami. Essa é uma drag persona muito mais interessante do que “cosplayer” ou “rainha da justiça social”, mas o fato de ela vacilar entre os três não é um bom presságio para seu tempo no programa. “Escolha um estilo” é algo canônico em Drag Race. Nimphia é a melhor vestida.

No final das contas, o episódio aumenta a pressão quando Thicc & Stick são declaradas o grupo vencedor, o que significa que seis das nossas sete personagens principais da temporada estão aptas para eliminação (não incluo Morphine ou Xunami nesse pacote ainda). Uma observação sobre Thicc & Stick compartilhando a vitória: prefiro quando eles escolhem um artista de destaque, mas acho que esse destaque provavelmente teria sido Nymphia, e duas vitórias solo tão cedo são demais.

Todo mundo recebe boas críticas, exceto Amanda, que recebe notas por sua bagunça, e Q, a quem dizem que ela não sabe dançar. Tudo isso é preciso, mas quando se solidificou em uma dublagem Q vs. Amanda, minha frequência cardíaca aumentou. Quando Ru pergunta: “Quem deveria ir para casa esta noite e por quê?” as respostas seguem o exemplo, sendo essas duas as únicas respostas dadas além de um voto perdido de Xunami de Q.

Se o episódio tiver um momento brochante, é a dublagem, que não é a batalha que poderia ter sido. Na minha opinião, Amanda faz um trabalho melhor, mas ela é mais caótica e teria que fazer uma performance quase perfeita para eliminar Q. Q é melhor na dublagem do que no desafio, mas a garota simplesmente não consegue dançar. Ela terá um caminho difícil até o final sem nenhuma habilidade para dança.

Advertisement. Scroll to continue reading.

>  RPDR 15 | Rumor | Spoilers do episódio 14
>  S11 | Silky Ganache, por que matastes seu fandom?

DESAQUENDANDO AS CONSIDERAÇÕES FINAIS

Dado o “Quem deveria ir para casa esta noite e por quê?” situação, é uma decepção que o Untucked não tenha servido nenhum drama real. Xunami é uma garota elegante (por quem eu realmente gostei), mas parece muito improvável que ela engula alguém inteiro, como sua mãe Kandy faria. O time vencedor tem bastante tempo de tela. Podemos abolir a coisa do “jurado convidado entrando no Untucked” a qualquer momento, por favor.

Uma coisa de jurado convidado que eu gostei: Icona Pop falando consistentemente como um só. “Nós amamos vocês”, disseram elas.

O top 4 previsto, ainda as mesmas: Nymphia, Sapphira, Plane e Dawn, mas esta é provavelmente a última semana em que posso incluir Dawn sem que ela faça algo notável.

Pensamentos gays de pessoas gays: Quando Plasma estava dando as primeiras instruções às meninas durante a coreografia, eu literalmente pensei que estava assistindo na velocidade 1,5.

Esse episódio merece 4 coroas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Via Vulture. Leia mais notícias de Drag Race 16 aqui.

Compartilhe!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com.

Click to comment

Deixe uma resposta

Veja Também

Babados

"Ela sofreu múltiplos ferimentos, mas está grata por estar viva", postou a equipe de Morphine Love Dion ao contar sobre acidente de carro que...

All Stars

Um episódio que, literalmente, não teve nenhuma disputa fica difícil de comentar, mas vamos tentar. Confira a resenha do episódio 11 de RuPaul’s Drag...

All Stars

Assista à prévia do episódio 11 de RuPaul’s Drag Race All Stars 9.

Drag Race

RuPaul's Drag Race 16 recebeu 10 indicações ao Emmy 2024, incluindo melhor apresentador (RuPaul) e melhor competição. Confira a lista completa à seguir.

Advertisement

Portal de notícias sobre arte drag, RuPaul's Drag Race e suas rainhas.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2024 © Todos os direitos reservados.