Connect with us

Hi, what are you looking for?

Drag Race UK

Quem merece vencer RuPaul’s Drag Race UK S3?

É quase chegada a hora de coroar a terceira super estrela drag do Reino Unido. Quem merece vencer a temporada: Krystal Versace, Ella Vaday ou Kitty Scott-Claus?

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 6 min de leitura

O que Louie Westwood, Luke Fenn e Nicholas Collier tem em comum? Espera aí, você não reconheceu mesmo estas pessoas, não é, Dragliciosa? Deixe-me reapresentá-las, então: Kitty Scott-Claus, Krystal Versace e Ella Vaday, as três finalistas da terceira edição de RuPaul’s Drag Race UK.

Transmitida originalmente pela BBC Three e BBC One no Reino Unido, e com distribuição internacional a cargo da Wow Presents Plus desde o último dia 23 de setembro, a mais recente temporada deste spin-off inglês encerra no próximo dia 25 de novembro, com a exibição do décimo episódio.

Como é de praxe nestas bandas do Ruverso, o desfecho contará com o Rumix como último desafio principal e a passarela Final Three Eleganza Extravaganza. Antes disto, as 12 rainhas do elenco viveram de tudo um pouco, afinal, o que seria do mundo drag sem doses generosas de adrenalina e Déjà Ru?

Sendo assim, fica mais simples entender que estamos falando de um reality show com oito eliminações, dois lip syncs pela vitória, desclassificação por motivo médico, episódio sem vencedora, Sashay, Shantay e vitória duplas, além de Rugirl vencendo o beijo da morte com três dublagens até ser derrotada na quarta delas por Krystal Versace. Vanity Milan chegou longe, porém não o suficiente para ser finalista, o nosso assunto principal de hoje.

KRYSTAL VERSACE

Natural de Royal Tunbridge Wells, uma cidade do distrito de Tunbridge Wells, no condado de Kent, na Inglaterra, ela traz sexo nas pernas apesar de ter nascido em dez de outubro de 2001. Então aos 19 anos de idade, Krystal Versace disputou na corrida drag mais acirrada de todas e, se a primeira impressão é a que fica, ela realmente levou isto a sério em RuPaul’s Drag Race UK.

Penúltima a entrar na sala de trabalho, Krystal mostrou que os últimos serão, de fato, os primeiros. Logo na estreia da temporada, com The Return of Royalty, ela serviu duas roupas na passarela nas categorias Hometown Look e em outra que pedia que as drags homenageassem uma coisa que elas preferem.

Krystal prestou tributo à Kent e aos gatos, como resultado, abocanhou sua primeira vitória, exatamente como aconteceu na semana seguinte, Dragoton. Ao performar como uma instrutora de dança fitness, garantiu sua segunda vitória. Como seria seu desempenho no terceiro episódio?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Entre as três melhores de Great Outdoors, Krystal se mostrou habilidosa em um desafio de costura, entretanto, o mesmo resultado não se repetiria no quarto e quinto episódios, Big Drag Energy e Draglexa, o que nos mostra que, em termos de performance musical, com ênfase em composição, canto e dança, somado a criação do anúncio de uma inteligência artificial, não são seus pontos fortes, pois aqui representam suas colocações apenas como salva.

No sexto episódio, do Snatch Game, fica pela primeira vez entre as três piores para se reerguer na sétima e oitava semanas, Miss Fugly Beauty Pageant e Bra Wars. Nelas participou de um concurso que exigia três looks na passarela e sua porção atriz em um filme chamado Bra Wars – The Fempire Claps Back. Entre as três melhores em ambos os episódios, o mesmo não aconteceria na nona semana, a do Roast. Pela primeira vez entre as duas piores, dubla com Vanity Milan e é a última a chegar no top três.

>  S10 | Comentários do 13º Episódio (REUNION)
>  S13 | RuView do 8º episódio

KITTY SCOTT-CLAUS

Salva quatro vezes, especificamente nos episódios um, três, quatro e cinco, Kitty Scott-Claus começou a mostrar a que veio na segunda semana, com o desafio de dança. Ali deu uma prévia do que poderia render na temporada, mas foi somente a partir do Snatch Game, com sua personificação da empresária inglesa Gemma Collins, que a ‘Kitty Sensation’ passou a ser mais presente no jogo, alcançando posições altas e memoráveis no histórico competitivo.

Vencedora do Concurso de Beleza Miss Fugly Beauty, emplacou sua primeira vitória para repetir o feito no episódio oito, ao deixar uma impressão forte atuando. A boa fase prosseguiria, com sua performance no Roast e sua terceira vez entre as três melhores.

Inegavelmente carismática, Kitty tem 29 anos, nasceu no dia 20 de fevereiro de 1992, em Birmingham, West Midlands, na Inglaterra. Radicada em Londres, acredite se quiser, fez seu primeiro show como drag queen em 2017. Apesar do pouco tempo de atividade profissional, também tentou fazer parte da segunda temporada de RuPaul’s Drag Race UK.

>  Michelle Visage fala da reviravolta na estréia de Drag Race UK 3
>  DRUK S2 | Quem é Bimini Bon Boulash?

ELLA VADAY

Mais velha das três finalistas, Ella Vaday tem 33 anos de idade e pouco mais de dois como rainha. Nascida em 23 de setembro de 1988, em Dagenham, East London, na Inglaterra, vive no mesmo local até o presente momento.

Safe nas duas primeiras semanas, Ella se deu bem na tarefa que faz muitas drags terem pesadelos: a costura. Vencedora do desafio do grupo pop de garotas, Snatch Game, atuação e Roast, conseguiu até mesmo ser safe no episódio sem vencedoras, o cinco, da Draglexa.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O histórico de Ella é realmente impressionante e, curiosamente, suas vitórias foram as mesmas de Bimini Bon-Boulash, da temporada passada. Será que estamos diante de uma nova maldição e ninguém nos avisou? Talvez o lema de RuPaul, Charisma, Uniqueness, Nerve and Talent, possa ser útil para solucionarmos esta e outras questões.

Ella é carismática? Sim, mas não é sua principal característica. Singular? Partindo do ponto de que drag é arte, e arte é algo subjetivo, sim também. Tem coragem? Não sabemos porque não a vimos em situações extremas no programa, com risco de eliminação ou, vá lá, algum barraco fora do normal. Talento, se não tivesse, não passava nem na frente dos portões da World of Wonder. Isto é indiscutível, Dragliciosa.

Suas passarelas eram as melhores? Para mim, não, todavia, meu gosto pessoal não muda os fatos e o que ela apresentou, pelo menos para RuPaul e os jurados, fora o suficiente para não só permanecer no reality show, como progredir e cravar seu lugar entre as três melhores. Esta conquista é válida, óbvio, mas é o suficiente para lhe conferir o título de terceira drag super estrela do Reino Unido? É o que veremos na conclusão abaixo, confira!

>  S11 | Comentários do 14º episódio, Grande Final
>  Rosé merece vencer RuPaul’s Drag Race S13?

AFINAL, QUEM MERECE VENCER A TERCEIRA TEMPORADA DE RUPAUL’S DRAG RACE UK?

Se carisma fosse um dos critérios mais relevantes, The Vivienne não teria vencido a primeira temporada. Em paralelo a isto, se RuPaul considerasse mesmo todas às vezes o histórico, muitas coroações seriam diferentes ao longo dos anos, então, o que realmente importa para definir quem leva o prêmio mais cobiçado?

Como público, acredito que é ver no artista aquela capacidade de se fazer memorável, gritar para nós, seja do palco ou da televisão, que o seu trabalho está sendo feito com paixão e determinação. Vejo isto nas três, mas mais em Krystal. Coragem para enfrentar a maior competição drag mundial antes dos 20 anos? Tem. Com sua vitória, o programa pode estreitar relações com o público juvenil LGBTQIA+, uma fatia cada vez maior de audiência.

Em se falando de moda, é inegável seu senso apurado e polido para a passarela, com Krystal vendendo roupas que entraram para o Hall of Fame do Ruverso. Com tão pouca idade, apresenta referências fashion sólidas que a fizeram arrancar suspiros de RuPaul, por exemplo. O mesmo aconteceu quando dublou.

>  DRUK | S03E01 | Runway: My Favorite Things
>  S10 | Comentários do 6º Episódio

Com um lip sync pela vitória e outra pela vida à tiracolo, demonstrou que domina o que para muitas rainhas é a essência do trabalho de uma drag: a dublagem. Se a mesma segurança não foi vista em desafios de personificação ou comédia, sabemos que estas são habilidades que Krystal claramente pode aperfeiçoar com o tempo, porque ele está aí correndo, mas ela tem alguma folga na largada.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Por fim, novas “cabeças”, mentalidades frescas como a desta Rugirl, podem harmonizar muito bem com o legado de RuPaul’s Drag Race, afinal, são estas pessoas que fazem a roda do mundo drag girar de forma mais dinâmica, interessante e interessada. Sendo assim, por qual motivo não premiar Krystal Versace com mais do que duas RuPeter Badge?

Leia mais notícias de Drag Race UK S3 aqui.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Click to comment

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Queens

“Eu nunca teria imaginado que levaria a coroa” revela Krystal ao falar sobre sua vitoriosa participação em RuPaul’s Drag Race UK 3, confira a...

Drag Race UK

E temos um nova Drag Superstar no Reino Unido! Confira a resenha da grande final de RuPaul’s Drag Race UK 3.

Drag Race UK

Confira os looks que as rainhas desfilaram na runway “Final 3 Eleganza Extravaganza” da grande final de RuPaul's Drag Race UK 3. Quem merece...

Drag Race UK

A campeã da terceira temporada de RuPaul's Drag Race UK foi coroada, descubra a seguir quem é!

Advertisement

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.