Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

Drag In Music: Dahlia Sin

Ela cresceu numa cidade cheia de pecados onde todos sabiam o nome dela e o seu brócolis ficou mais famoso que muitas drags por aí. Conheça a carreira musical da Barbie Tatuada Dahlia Sin, primeira eliminada da S12 de Drag Race.

Compartilhe!
🕓 4 min de leitura

A beleza tatuada de um brócolis!

Você está pronto para viver um pouco, pecar muito? Dahlia Sin chegou aqui para roubar o seu homem e é como ela mesma diz: “não sou realmente uma vadia, mas posso ser uma”.

Nascida no Michigan e gêmea de um irmão idêntico, Dahlia mudou-se, em 2010, aos 19 anos de idade, para Nova York. Nesta cidade, no bairro do Brooklyn, apaixonada por maquiagem, dá seus primeiros passos profissionais como maquiadora artística.

Dahlia Sin e seu irmão gêmeo.

No dia seis de agosto de 2013, começa a fazer drag. Filha de Aja, deu-se este nome depois de assistir ao filme “The Black Dahlia”. Sin, o sobrenome, vêm dos sete pecados capitais.

A estética sensual e moderna de Dahlia chega até a música. Na sua playlist, os streams fazem o novo e o velho pop se encontrarem: começa com Slow it Down, por Kim Petras, sua música favorita no momento, para tocar Love At First Sight, de Kylie Minogue; segue a la Cinderella, da banda Play, finalizando ao som de Money Can’t Buy It, da Annie Lennox. Ariana Grande, City Girls, Doja Cat e Nicky Minaj também estão na sua trilha sonora de vida e mal sabia Dahlia que, em breve, ela mesma teria a sua própria música…

Em 31 de agosto de 2018, é lançado o videoclipe de Love Beauty Work, do álbum Music For Clown Parties, feito pelo coletivo Bold Queens e Wolfellino. Nesta faixa, composta por John Patrick Bland, Dahlia cumpre bem a função de entregar algo dançante para entreter, com versos despretensiosos, como:

“Eu amo ajudar, literalmente, figurativamente e sexualmente. Ela vai cortar você, te cortar, cortar em fatias e picar você, ela é a vadia que vai entrar e acabar com a merda”.

>  RuPaul e RuGirls aparecem em “You Need to Calm Down” de Taylor Swift
>  Todrick Hall lança hino da quarentena: Mask, Gloves, Soap, Scrubs

Depois de ter sua primeira experiência musical, a Tattooed Beauty cantaria de novo, ao participar da 12° temporada de RuPaul’s Drag Race, que estreou em março deste ano.

Em You Don’t Know Me, desafio principal da segunda estreia da season, as drags precisaram compor versos dizendo quem são, além de criarem coreografia para um número musical Fosse.

Advertisement. Scroll to continue reading.

“Ooh… Ah!
Hi boys
I don’t know you, but you definitely know me
I grew up in a big city full of sin
Where everyone knows my name (Dahlia)
I’ve won titles, sold-out venues
Took their money and their guys
And now I’m here to claim my rightful prize (The crown)”

Estes são os versos compostos por Dahlia e apresentados para RuPaul, Michelle Visage, Karlson Kresley, Ross Mathews e as juradas convidadas Thandie Newton e Robyn.

Após a performance, a primeira jurada delibera:

Michelle: Na apresentação hoje, você me pareceu um pouco nervosa. Senti um pouco de nervosismo. Cresceu em Las Vegas? Seu verso dizia, ‘cresci em uma cidade cheia de pecado’.

Dahlia: Brooklyn.

Michelle: Você ganhou títulos?

Silêncio…

Advertisement. Scroll to continue reading.

Quais títulos?

Dahlia: Principalmente, sabe, biscate, vadia. São meus títulos mais usados. É isso.

Michelle: Eu não conheci muito sobre você e gostaria de conhecê-la mais.

Dahlia: Entendi.

Michelle: Está bem.

>  S12 | Entrevista: Dahlia Sin
>  As rainhas vetadas de RuPaul’s Drag Race

Aliado a estas críticas, Dahlia não tinha experiência com números coreografados e, no geral, reconheceu-se sua capacidade para passarela e montar looks, porém, Thandie Newton e RuPaul acrescentaram que ela estava muito presa a estética e precisava ir mais fundo, porque beleza é superficial.

No episódio três, o primeiro com eliminação, Dahlia leva Sashay Away ao dublar Problem, de Ariana Grande, contra a francesa Nicky Doll. A intérprete chegou a segui-la no Instagram, na época, devido a este lipsync.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Com sua saída precoce do programa, Dahlia só volta a fazer música na clássica reunião das queens, gravada online pela primeira vez por conta do Coronavírus. Nela, RuPaul apresenta seu novo single.

The Shady Bunch foi lançada nas plataformas digitais em 30 de maio deste ano e conta com participações especiais de 12 drags do elenco da S12, com exceção, óbvio, de Sherry Pie, desclassificada (leia aqui). Foi composta por David Benjamin Steinberg, Michael Seligman e Thomas C Campbell.

Esta faixa, sobre cultura do shade e um grupo competindo pela coroa, ganhou versos divertidos como “Todos nascemos nus, e o resto é shade”, e uma capa moderna em estilo desenho com uma RuPaul icônica de facekini.

>  Brita sai de redes sociais após receber ameaças de morte
>  Pabllo Vittar fala sobre “Flash Pose” com Charli XCX

Ao todo, Dahlia tem uma música, fez feat em mais duas faixas e vive o auge de seus 29 anos de beleza, tatuagens e looks eternizados, inclusive, em grandes revistas, como a Paper Magazine. São sete anos de drag até aqui para esta fundadora da The Doll Haus, ao lado das sisters Janelle No. 5 e Kandy Muse.

“Este ano teve um enorme up comigo em RuPaul’s Drag Race 12 e também enormes baixos com tudo o que está acontecendo no mundo. Mas estou esperançosa para o futuro e só posso ir em frente e não olhar para trás. Amo todos vocês”, afirma, no Twitter.

Enquanto aguardamos pelas próximas novidades de Dahlia, você já pode fazer um lembrete na sua agenda: “Bring Back My Ghouls”, especial de Halloween reunindo as drags da última temporada, será transmitido, dia 30 de outubro, no canal do Youtube WOWPresents. Já anotou?

Visite seu site, www.dahliasin.com, e siga suas redes sociais: Instagram, Twitter e Facebook.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Cultura

“The Frock Destroyers” anunciaram planos de lançar seu álbum de estreia “FROCK4LIFE” e revelaram um novo single, Her Majesty.

Drag Queens

RuPaul Andre Charles é um dos pilares estéticos da comunidade LGBT estadunidense e por sua consequência mundial e sua discografia precisa ser enaltecida. Confira...

Cultura

Há pouco mais de um ano, Scarlet Envy, drag queen participante da 11° temporada de RuPaul’s Drag Race, estreava no mundo musical com a...

Cultura

Yvie Oddly mostra toda sua criatividade e diversidade musical ao lançar seu primeiro álbum de músicas, Drag Trap.

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.