DRUK S1 | Crystal é a rainha “gender-fuck” da temporada

“Estou mais interessada em foder com todo o sistema e o [conceito de] binário”. Crystal fala sobre o que esperar dela em Drag Race UK.

Modo Escuro

Crystal, não está interessada em apenas parecer feminina na passarela de Drag Race UK. Ela deseja mostrar a “confusão” do leste de Londres, ao borrar os limites entre masculinidade e feminilidade como a rainha “gender-fuck” da temporada.

“Eu não estou realmente interessada em passar como mulher quando estou em drag, estou mais interessada em foder com todo o sistema e o [conceito de] binário. É por isso que mantenho os pelos do peito, acho que esse tipo de representação é divertido”.

Crystal pratica drag há mais de dez anos e adotou seu nome drag depois de trabalhar para a Swarovski; ela o adotou porque se encaixa em sua estética como “uma stripper super vilão dos anos 80 ou uma vilã de uma novela dos anos 80.

Embora Crystal não coloque sua arte em uma caixa específica, ela se rotula como uma “dublê” (que faz muitas acrobacias) que adora mostrar ao público “algo que nunca viram antes”. Ela foi inspirada a fazer o teste para Drag Race por causa do impacto que a série teve no cenário drag (admitindo que foi um “acéfalo”) e porque ela deseja que o público dos EUA veja a “sensibilidade britânica de humor e extravagância”.

>  Trixie e Miss Vanjie estão em novo clipe de Iggy Azalea, “Started”
>  #69 | Expectativas para Drag Race UK

Sobre as diferenças entre as rainhas britânicas e as americanas, a drag declara que:

“As rainhas são provavelmente muito menos polidas do que as que você vê na versão americana. Os sets são os mesmos, os jurados são os mesmos, mas você tem esse novo elenco estranho de irmãs para assistir. Eu não acho que os norte-americanos tenham ideia de como é o senso de humor britânico, então eles vão assistir tipo: ‘Que merda está acontecendo aí?’”.

Então, o que podemos esperar de Crystal nesta temporada?

“Apelo sexual puro com pinceladas de masculinidade, acima do limite, extremo, mate um mamute com suas grossas coxas de drag”.

De suas colegas concorrentes, ela acrescentou:

“Algumas rainhas estavam lá, definitivamente, não apenas pela competição, mas para se jogarem no show”.

 OUÇA MEU PODCAST SOBRE AS EXPECTATIVAS COM DRAG RACE UK AQUI

>  Gia Gunn fala sobre redes sociais, RuPaul e ativismo trans para Monét

>  S10E04 | Runway | Martian Eleganza Extravaganza

As entrevistas das rainhas da primeira temporada foram concedidas para o portal britânico Gay Times. Elas mandaram a real sobre sua jornada drag, como o show britânico se compara ao original e o que podemos esperar dessa versão. O elenco da primeira temporada é composto por Baga Chipz, Blu Hydrangea, Cheryl Hole, Crystal, Divine De Campo, Gothy Kendoll, Scaredy Kat, Sum Ting Wong, Vinegar Strokes e The Vivienne.

RuPaul retornará como apresentadora e jurada principal ao lado de sua melhor amiga Michelle Visage, bem como dos novatos Alan Carr e Graham Norton, que revezarão em todos os episódios como Ross Matthews e Carsson Kressley no original americano.

>  S10 | Rumor: The Vixen lidera votação de Miss Simpatia

>  AS4 | Gia Gunn revela o momento de Drag Race em que mais se sentiu ofendida

Drag Race UK terá várias estrelas britânicas convidados como Lorraine Kelly, Stacey Dooley, Cheryl, Maisie Williams, Geri Halliwell, Andrew Garfield, Michaela Coel, Jade Thirwall, Twiggy, MNEK, Curtis Pritchard e AJ Pritchard.


Drag Race UK vai estrear em 3 de outubro, quinta-feira, na emissora britânica BBC Three e iPlayer. Serão oito episódios com duração de 60 minutos cada. Para ler mais notícias de Drag Race UK clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here