Conecte-se conosco

Drag Queens

Landon Cider, o primeiro Drag King em um reality americano

Publicado

on

🕓 3 min de leitura

The Boulet Brothers’ Dragula será o primeiro reality de competição drag dos Estados Unidos a apresentar um drag king. Os fãs de drag estão entusiasmados com o fato de esta forma de arte estar finalmente conseguindo a visibilidade que merece.

Dragula foi criada pelas drag queens Dracmorda e Swanthula Boulet, que organizavam o evento “Dragula” em uma boate em LA por anos antes de transformá-lo em uma série de TV. O show, consiste em drags alternativas competindo para ser a “próxima drag super monster” e ganhar um prêmio de US$ 25.000. Atualmente, está em sua terceira temporada, que será lançada no Amazon Prime Video no final deste mês e terá o primeiro drag king. Até agora, a série apresentou apenas drag queens. RuPaul sempre disse que não queria incluir kings no Drag Race porque a arte deles não se “misturava” com a de drag queens. Agora, os irmãos Boulet estão mudando isso.

>  AS4 | Estilista acusa Gia Gunn de ter lhe dado golpe (pt1)
>  S11 | Billboard entrevista: Mercedes Iman Diamond

Na terceira temporada, o programa contará com Landon Cider, um drag king que compartilha a mesma estética sombria e exagerada pela qual a série é conhecida. Além de apresentá-lo este ano, a próxima temporada incluirá outra concorrente mulher cis, Hollow Eve. Antes da aparição de Cider em Dragula, o único outro king a competir em uma série de TV foi Hugo Grrrl, que venceu a House of Drag da Nova Zelândia em 2018. Antes disso, a série do YouTube Camp Wannakiki apresentava o rei Boris Tudeth. Mas, além disso, a grande mídia tem sido seriamente carente dessa representação.

RuPaul’s Drag Race foi criticado no passado por prejudicar a comunidade drag king exibindo apenas um tipo de drag – um gênero hiper-feminino que aliena muitos artistas alternativos. Os irmãos Boulet querem mostrar uma variedade mais autêntica e diversificada da arte drag, e por isso decidiram apresentar Cider e Hollow. Os fãs do show ficaram emocionados ao ver finalmente drag kings conquistando seu espaço. Cider disse ao The Advocate:

“Sou uma mulher cis orgulhosa, lésbica e drag-king. As mulheres drags compartilham a mesma extensão de história com drag queens, preenchem nossas comunidades com incrível arte, e eu me sinto honrado em ser um em um infinito mar de talentos. Eu estou quebrando tetos de vidro. Então pegue um estilhaço, porque todos nós estamos vindo em busca de sangue!”

>  The Vixen fala com Shea Coulée sobre os fãs racistas de Drag Race e a vida na América de Trump
>  Courtney Act ganha programa de TV em emissora britânica

Esperamos que Cider seja o primeiro de muitos drag kings na TV. Em Dragula, ele pode finalmente ajudar a desmantelar a ideia de que drag tem que ser feminino e abrir portas para que mais artistas do sexo feminino busquem o drag como uma forma de arte.

Para ler mais notícias de Dragula clique aqui.

Compartilhe!
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2019 © Todos os direitos reservados.