S11 | Nina West e Silky criticam gordofobia dos fãs de Drag Race

Nina e Silky se defenderam dos ataques gordofóbicos recebidos após darem selinho em Drag Race.

Modo Noturno

Quando a prévia do quinto episódio da décima primeira temporada de RuPaul’s Drag Race foi ao ar (assista aqui), muitos fãs adoraram ver que o romance de Brooke e Miss Vanjie segue a todo vapor. Então nessa onda de “amor” na sala de trabalhos, Silky e Nina brincaram ser o outro casal da temporada e até trocaram selinhos. O momento que era para ser de descontração e humor se tornou um festival de grosserias e gordofobia por parte de alguns fãs do programa, que chegou a taxar de “nojento” a troca de carinho.

Contudo, Nina e Silky não deixaram tal atitude passar despercebida e criticaram o fandom tóxico de Drag Race do show por tal comportamento.

Nina: Espera! Espera! Espera! Estou um pouco perplexa porque meu beijo na Silky está sendo visto como nojento é repugnante? Qual o babado Cristine, qual o babado? Dois pesos e duas medidas.

Brooke: Eu achei meio que gostoso.

Nina: Você é meio que gostoso.

>  Lady Bunny no final da S04 Legendado
>  S11 | Prévia do 2º episódio
>  S11 | Silky responde aos ataques que tem sofrido

Dois caras gordos não merecem amor? É assim que a comunidade fez eu me sentir por muito tempo. Mas vão todos as fuder. Mas vejam só, eu sou tão sexy quanto qualquer outra vadia.

Não é de hoje que parte do fandom de Drag Race demonstra um comportamento muito tóxico e destrutivo com drags gordas que passam pelo show, o caso de Nina e Silky é apenas o mais recente. É bom ver que as rainhas não estão fazendo vista grossa para essas questões problemáticas da fanbase do show. Gordofobia é um problema recorrente em Drag Race, especialmente por parte dos fãs que acreditam que só drags brancas e magras devem ser celebradas.

Infelizmente há muita gordofobia entre homens gays, que vivem dando biscoito para caras magros e sarados, enquanto ofendem e atacam homens gordos. Mas vejam só, pessoas gordas também merecem amor e serem desejadas. Já passou da hora da ditadura da beleza ser vencida e nós LGBTs deveríamos ser os precursores contra essa ditadura. Viva o amor entre pessoas com corpos de todos os tamanhos, formas e pesos!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here