Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

All Stars 5

AS5 | Show de Mariah Paris foi uma declaração contra o racismo

“O medo e o ódio vão acabar?”, em tempos de protestos contra o racismo, Mariah Paris Balenciaga fez a apresentação mais impactante e política já vista no palco de Drag Race.

Compartilhe!
🕓 3 min de leitura

A estréia da 5ª temporada de RuPaul’s Drag Race All Stars pode ter sido gravada muito antes dos Estados Unidos irromperem em protestos contra o racismo e a brutalidade policial, mas a performance no Show de Variedades de Mariah Paris Balenciaga no entanto falou poderosamente do momento atual – e das décadas de injustiça que precederam isto.

Quando a lendária rainha da S3 subiu ao palco com um vestido branco, ela imediatamente começou a contar casos de desigualdade e dor em uma apresentação recitando poderosos versos:

“As marcas, as manchas, minhas palavras não vou abster.

Manchas das lutas por direitos, a liberdade ainda não está à vista”.

Mariah então dançou lentamente sobre uma placa de vidro – baldes de tinta vermelha em ambos os lados – e mergulhou as mãos para espalhá-lo dramaticamente, como sangue, através da tela e do vestido. A julgar pela mandíbula aberta de Ru, ela ficou atordoado. E Mariah continuou:

Advertisement. Scroll to continue reading.
>  40% dos gays e bissexuais querem filtro de raça nos app de relacionamento
>  Shea Coulee agradece profissionais que enfrentam coronavírus

“Manchas nas paredes daqueles que expressam poder e orgulho.

Manchas daqueles que se recusam a ser silenciados ou escondidos.

Manchas na parede daqueles que são temidos e incompreendidos.

Manchas daqueles que foram instruídos sobre quem amar, como amar e como devem agir, véus religiosos santificarão isso.

Retaliação a um terror nascido nesta nação, as manchas daqueles que viveram através da segregação.

Transcenderemos e ascenderemos? O medo e o ódio vão acabar?

Essa é a maior questão de todas. Até então, continuarei contando a história das manchas na parede”.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Quando chegou a hora das críticas dos juízes, o juiz convidado Ricky Martin agradeceu a Mariah por sua arte:

“Sua apresentação teve uma mensagem muito bonita, e o fato de você ter trazido essa mensagem é muito importante. Então, por isso, eu realmente agradeço”.

>  Netflix revida haters que criticaram o novo programa de Alyssa Edwards
>  Medida de RuPauls’ Drag Race contra racismo não é suficiente

Mariah não venceu o desafio principal, pois para os jurados não foi “digno” de vitória, o que causou indignação em vários fãs. Pois a rainha trouxe algo inesperado para o palco ao siar do lugar comum do que se faz no Show de Variedades de um All Stars. De forma inteligente e conceitual a drag denunciou o racismo estrutural de nossa sociedade, que não só tira oportunidades das pessoas pretas, como ergue impérios com seus sangues.

Embora não tenha vencido, seu ato causou muita reflexão. Nas palavras de Mayhem Miller: “Tudo bem, senhorita Mariah Angelou, faça as pessoas pensarem!”

VIDAS PRETAS IMPORTAM

VIDAS PRETAS IMPORTAM

Para ler mais notícias da S12 clique aqui.

Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Drag Queens

Brita revelou que quase sofreu uma overdose fatal após não aguentar mais os ataques online dos “fãs” de Drag Race.

All Stars 5

All Stars 5 chegou na Netflix Brasil, vamos maratonar? Yassss!!!

All Stars 5

Alexis Mateo fez um desabafo sincero sobre a desvalorização de rainhas latinas em RuPaul’s Drag Race, afirmando que saem do show sem nada.

Babados

Yvie Oddly rebateu as críticas de Katya e também do fandom à sua forma de arte, apontando que tem racismo por trás de tanta...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.