Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

S12 | Entrevista: Jan

Jan, que ainda está vivendo sua “Jantasia”, fala sobre sua passagem por RuPaul’s Drag Race, como é virar uma rainha dos memes e ainda revela como foi ser incompreendida pelos jurados.

Compartilhe!
🕓 6 min de leitura

Pobre Jan. A rainha participante da 12ª temporada de RuPaul’s Drag Race foi negligenciada semana após semana, enquanto suas irmãs roubavam os holofotes. Até sua performance de sucesso em “Madonna: The Unauthorized Rusical” não foi suficiente para impressionar os jurados: Jan, como era conhecida no programa, usou seu treinamento em teatro musical no Conservatório de Boston para destruir o palco principal com sua incrível performance de Madonna no início de carreira. Mas foi seu comercial fora do tom que a colocou no bottom 2, fazendo-a ser eliminada por Widow Von’Du quando a dupla dublou por sua vida.

Ru pode não ter sentindo a “Jantasia”, mas nas mídias sociais a história foi diferente. Vestida como uma comissária de bordo rosa para homenagear um visual lendário usado por Michelle Visage na passarela do sétimo episódio “Noite das Mil Michelles”, as expressões exageradas de Jan logo foram transformadas em inúmeros memes, e os fãs sentiram que ela foi tão constantemente roubada que a hashtag #JusticeForJan surgiu no Twitter depois que o Rusical foi ao ar.

A MTV News conversou com Jan, que explicou por que ela não achava que esta era sua temporada, se ela concordou ou não com a decisão dis jurados no Musical e por que ela se sentiu “incompreendida” pelos Estados Unidos.

Olá Jan! Como você está? Você está sentindo a ”Jantasia”?

Querida, estou sentindo a “Jantasia” mais do que nunca hoje.

Por que você não acha que os juízes estavam sentindo isso?

Não sei te falar. Eu realmente, realmente não sei. Só acho que não era a minha hora nesta temporada, infelizmente. Mas você sabe o quê? Tenho orgulho do que fiz. E, olhando para trás agora, apenas pequenos detalhes eu teria mudado, porque estou muito orgulhosa de tudo o que fiz.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Como você se sentiu com o fato de suas expressões faciais virarem memes após não vencer o desafio Rusical?

Eu fiquei tipo “acho que algumas pessoas ficarão chateadas com isso”. Mas eu não tinha ideia de que seria dessa magnitude. Estava além dos meus sonhos mais loucos. Nós estávamos viralizando. Foi louco. Foi insano.

Assim como espectador, o comercial parece ser um dos desafios mais difíceis. Na vida real é assim mesmo?

Totalmente. Eu acho que essa é a parte mais difícil, e onde eu realmente tropecei, foi que eu realmente não olhei para todo o corpo do trabalho. Tudo era muito exagerado e enérgico. Mas eu não percebei que eu precisava ter mais picos e vales de empolgação porque ali tudo o que você faz é segmentado. E então eu fiquei tipo “Ok, energia, energia, energia, energia” durante todo o caminho. E nós não conseguimos esses picos e vales para fazer os momentos cômicos aparecerem. Jackie [Cox] ficou tipo, “Se você tivesse assistido isso uma vez, eu conheço você – você teria mudado muita coisa”. E eu teria ficado bem. Mas você não tem esse espelho na frente de você, você não consegue ver isso. Então é definitivamente um desafio complicado.

>  AS4 | Rumor | Spoilers do nono episódio
>  #49 | Drag Race S11E02: Good God Girl, Get Out!

Você acha que a direção de Bob Harper foi realmente útil?

Revendo tudo, acho que foi útil. Bob disse que eu estava bem intensa no começo, e pensei que ele quis dizer que eu era uma pessoa muito intensa. Porque eu fui meio maníaca, indo e voltando tentando fazer tudo acontecer no tempo previsto. Mas agora depois de assistir eu percebi e fiquei tipo: “Ah, ele não quis dizer eu [intensa] como pessoa. Ele se referiu ao meu comercial e como eu estava vendendo tudo de forma muito intensa”. Então eu acho que ele foi um bom diretor. Eu só queria ter sido um pouco mais receptiva a isso.

Você disse no Untucked que estava se sentindo horrível depois da passarela. Parecia que você estava se sentindo derrotada. Isso era verdade?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Completamente. Quero dizer, não pensei que fiz um trabalho ruim até assistir o resultado final, e eu fui a segunda a ser criticada. E eu fiquei tipo: “O meu não foi o melhor, mas não sei se será o pior”. Mas então, conforme as críticas rolavam, e percebi que muitas das meninas estavam indo bem, eu comecei a ficar cada vez mais preocupada. E então eu acho que por não ter vencido o desafio na semana passada, isso me deixou muito derrotada e muito triste. Não ganhar o Rusical foi muito decepcionante para mim. E isso definitivamente me fez questionar meu talento e me fez questionar meu lugar na competição.

Que conselho sua mãe drag e participante da nona temporada Alexis Michelle te deu antes de você ir ao programa?

Ela apenas disse para ser gentil com as outras pessoas, apenas ser eu mesma, me manter a fiel a isso e mostrar a incrível artista que ela acredita que eu sou.

>  S12 | Rumor | Novos spoilers da Grande Final e campeã
>  Drag Race leva sashay away da Netflix em maio

Sua representação de Bernadette Peters Snatch Game foi tão boa. Qual é o seu papel favorito de Bernadette?

Ah, eu amo Bernadette em Into the Woods. Foi o que me apresentou ao teatro musical. Eu absolutamente me apaixonei por ela naquele momento. Mas uma das performances que sempre me emociona é ela cantando “Not a Day Goes By” em Londres. Essa apresentação é uma das performances mais bonitas e cruas que eu já vi na minha vida. E se eu precisar de um bom choro, ou se precisar me inspirar, eu assistiria a esse vídeo.

Eu amo o Jan’s Jukebox. De onde veio essa ideia para isso?

Eu preciso ser honesta com você: essa ideia veio de mim mesma após não vencer nenhum desafio [de Drag Race]. Minha ideia era que, se eu chegasse ao top 4, eu queria criar tipo um álbum visual que vislumbrasse minha passagem no programa. Não é uma turnê nos bastidores, mas meio que vejo meu processo de pensamento através de tudo. Obviamente isso não aconteceu, mas eu disse: “A próxima melhor coisa seria fazer algo sobre as dublagens“. Eu sou cantora. Sinto que talvez os Estados Unidos tenha entendido mal o que faço, mas quero que eles vejam o que faço, e quero que eles saibam que essa é a minha vida. Eu quero ser um artista musical. Eu quero cantar e quero entreter as pessoas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Você acha que foi estressante ou útil ter outras garotas de Nova York lá?

Foi útil porque acho que, quando você está nessa situação que parece uma panela de pressão sem seu suporte tradicional de ajuda [humana], pode se tornar bastante aterrorizante e meio assustador. E sempre que estiver preocupado, estressado ou com dificuldades, você pode confiar nas pessoas que conhece. Brita é uma daquelas pessoas que estão no meu círculo imediato de amigos. O fato de eu ter ido a esse show com ela e tê-la como irmã para suportar as coisas foi um presente. Também fazia parte da minha criptonita [fraqueza], mas acho que houve momentos em que eu estava duvidando de mim mesma, ou ela estava duvidando de si mesma, ou eu me senti bem, e ela se sentiu bem, e nós nos animamos. Então eu acho que é uma coisa boa

Você adorou apertar aquele botão gigante [de sahde] nos bastidores do Untucked. Você vai conseguir um desses para o seu apartamento?

Oh, querida, eu tenho uma aqui na minha mesa!

>  A origem do look loiro desidratado de RuPaul
>  Lady Red Couture faleceu aos 43 anos

Você é um alimento básico da vida noturna de Nova York. Como você se sente sobre o que está acontecendo com Nova York agora?

É muito triste ver tudo o que está acontecendo. Eu acho que a primavera em Nova York é um dos momentos mais divertidos, porque muitos dos bares ficam vazios durante os meses de inverno. Eu estava ansiosa para fazer shows e ver minhas meninas locais aqui. Mas é tão triste ver o que está acontecendo com a cidade em geral, mas eu sinto muito pelo pessoal da vida noturna, especialmente porque somos freelancers, e não temos benefícios, seguro de saúde e qualquer um dos benefícios de ter um trabalho estável. Estou tentando fazer o meu melhor para retribuir aos bares em que trabalhei. Porque eu tenho essa plataforma e estou ganhando mais dinheiro porque tenho essa segurança no emprego graças à Drag Race. Então, eu apenas tento retribuir quando posso.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Você mencionou que talvez não fosse sua hora em Drag Race, mas o que você acha de voltar para uma temporada do All Stars?

Eu adoraria isso. Eu acho que os fãs querem mais, eu quero mais, e acho que tenho mais a provar aos jurados. Então, eu adoraria voltar para o All Stars.

Para ler mais entrevistas clique aqui. Para ler mais notícias da S12 clique aqui.

Compartilhe!
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Celebridades

“No que me diz respeito, Drag Race salvou minha vida”, Cameron Diaz é a celebridade mais recente a expressar seu amor por RuPaul’s Drag...

Destaques

Asia O'Hara mediou um bate papo sobre racismo, igualdade e excelência negra com as últimas campeãs negras de Drag Race: Monét X Change, Yvie...

Drag Queens

O início de um sonho… deu tudo errado? Bob the Drag Queen revelou que a edição Drag Race All Winners nunca vai acontecer… será?...

Drag Queens

“Seria um bom final para o legado da Drag Race e não sei por quanto tempo mais eles podem durar”, saiba a posição de...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.