Conecte-se conosco

Babados

Azealia Banks pode estar processando RuPaul por plágio

Publicado

on

🕓 3 min de leitura

Se você procurou pelas músicas de American no Spotify e não encontrou nada por lá é porque, possivelmente, o álbum de RuPaul está sendo retirado das plataformas de streaming devido a decisão judicial.

Segundo rumores, o problema é por conta da música Call Me Mother, que Azealia Banks estaria processando RuPaul, acusando-a de plagiar sua música The Big Big Beat. Enquanto o processo se arrasta o álbum pode ter sido retirado das plataformas digitais no aguardo da decisão final do juiz. O mesmo que ocorreu com Todo Dia, parceria musical entre Pabllo Vittar e Rico Dalasam, que devido a problemas autorais foi parar na justiça e enquanto o processo corre a música e clipe foram retirados das plataformas digitais.

Há até uma montagem de Call Me Mother e The Big Big Beat que mostra como as duas músicas tem grandes semelhanças.

No início de maio Azealia postou em seu Twitter sua indignação com o plágio de RuPaul.

>  RuPaul's Drag Race ganha versão brasileira

“RuPaul não admitir que roubou The Big Big Beat para Call Me Mother é um apagamento. O único ícone gay preto que temos seria tão inflexível em ignorar o impacto de uma jovem negra QUEER influente sobre a cultura gay moderna, enquanto mostra adoração por mulheres brancas heterossexuais aleatórias. Ele, honestamente, me deve essa plataforma para promover e compartilhar minha música, já que ele ama me roubar. É o justo!”

Azealia continuou o desabafo, até afirmando que não queria processar RuPaul, mas as coisas podem ter mudado de lá para cá.

“Eu não quero processar, só quero ser incluída e receber a visibilidade que eu mereço por ser usada como referência tantas vezes por aquele programa [RuPaul’s Drag Race]. Tipo… ser excluída da cultura gay, ao mesmo tempo que todos desfrutam ativamente da minha música e influência me machuca em um nível profundo. É desumano. Porque isso me faz sentir como se as mesmas pessoas que gostam da minha música não valorizassem a minha existência, me enxergando como alguém que elas podem tirar as coisas, não reconhecendo que eu também dou muito à comunidade LGBT em minha arte, pois estou procurando o amor para ser retribuído. Caso contrário, simplesmente me deixam deprimida e amarga. Sempre dando e nunca recebendo. As pessoas precisam entender que não posso fazer todo o trabalho sozinha. Não pode ser apenas eu dando amor através da arte para ser consumida enquanto estou de mãos vazias. Vocês também tem que me amar um pouco”.

>  Ranking | Das 13 temporadas de RuPaul’s Drag Race

Já segundo o próprio Spotify o álbum pode ter sido retirado de sua plataforma devido a mudanças nos acordos entre artistas e gravadoras. Enquanto isso o álbum American ainda se encontra disponível nos serviços de streaming Apple Music e Tidal.

>  BenDeLaCreme defende RuPaul de ataques de RuGirls

RuPaul até o momento não se pronunciou sobre o possível plágio de Call Me Mother e a retirada de American do Spotify. Até o momento não há provas de que Azealia Banks está processando mama Ru, somente indícios e rumores. Enquanto isso escute Call Me Mother e The Big Big Beat e confira se são mesmo parecidas.

ATUALIZAÇÃO: Azealia Banks confirma ser a responsável por retirar Call Me Mother do Spotify, confira aqui.

RuPaul – Call Me Mother

Azealia Banks – The Big Big Beat

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2019 © Todos os direitos reservados.