Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Babados

Rainhas racializadas criticam favoritismo de drags brancas em Drag Race e na mídia

Priyanka lamenta menor popularidade de rainhas racializadas (pretas, latinas e asiáticas) na mídia.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 3 min de leitura

Priyanka, campeã da primeira temporada de Canada’s Drag Race, usou suas mídias sociais para expor como drags brancas possuem mais apoio que drags racializadas, mesmo estas provando serem tão ou mais incríveis que as outras.

Um perfil no Twitter postou prints do número de seguidores das finalistas da S12 (Gigi Goode e Jaida Essen Hall) e S13 (Gottmik e Symone) de RuPaul’s Drag Race, provando que as rainhas brancas tem mais apoiadores nas redes. Priyanka então reclamou dessa discrepância no apoio que as rainhas

Full: Explica isso, boiolas.

  • Symone: 891 mil seguidores.
  • Jaida: 849 mil seguidores.
  • Gottmik: 1 milhão de seguidores
  • Gigi: 1,2 milhão de seguidores.

Priyanka: Continuamos representando, apoiando e fazendo com que a intenção seja amor, luz e entretenimento. Esta é uma triste realidade de como os brancos são mais populares na mídia popular, mas não se preocupe com a luta e esforço das pessoas racializadas, pois é isso que fazemos!

Vários seguidores responderam que isso ocorre pois as rainhas brancas em questão já tinham uma boa fanbase antes mesmo de ingressarem em Drag Race, além de serem “look queens”. Mas isso não é uma desculpa honesta pois assim que as drags entram no show ganham destaque mundial, atraindo audiência de todos os cantos do globo. Além disso Symone também pode ser considerada uma “look queen”.

>  AS3 | Bebe Zahara Benet sofre ataques racistas
>  Miley Cyrus tieta Bianca Del Rio em show

COCO JUMBO E DRAG RACE DOWN UNDER

No quarto episódio da primeira temporada de RuPaul’s Drag Race Down Under, que foi ao ar em 22 de maio, vimos o retorno inesperado de Art Simone que havia sido eliminada no segundo episódio. A justificativa de RuPaul foi que a rainha em questão era “muito querida por todos”, dessa forma as demais eliminadas não tiveram a mesma oportunidade de retornar à corrida. Coco Jumbo que eliminou Art no lipsync e saiu no episódio seguinte usou seu twitter de forma debochada para reclamar de tamanho favoritismo:

“Dê uma nova chance para a garota branca, ela merece”.

>  Alaska e Willam fazem revelações dos bastidores de RuPaul's Drag Race
>  Barraco Drag: Estrela de Fuller House arruma confusão com Bianca Del Rio

O FAVORITISMO DAS RAINHAS BRANCAS

A maior popularidade das rainhas brancas em contraste as rainhas racializadas (pretas, latinas e asiáticas) tem sido tema de discussão entre o fandom de RPDR por muitos anos. Por isso Priyanka garantiu aos fãs que as rainhas não brancas iriam prosperar, apesar dessa tendência infeliz, mas óbvia. “Não se preocupe”, inspirou a estrela, pois a luta e esforço faz parte da trajetória dessas garotas “de cor”. Muitos fãs concordaram com sua declaração. “É uma pena que possamos estar fazendo 10 vezes mais e sermos reconhecidos apenas pela metade”, comentou um usuário do Twitter. “Alguém tinha que dizer isso”, ecoou outro fã.

Um seguidor apontou que também há uma diferença enorme de seguidores entre rainhas negras e brancas que foram finalistas de temporadas passadas, o que foi ainda mais chocante. Da S10 Aquaria tem 1,7 milhão, enquanto a Ásia tem apenas 551 mil seguidores. Já da S11 Brooke tem 1,2 milhão de seguidores, enquanto A’keria tem apenas 279 mil.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Seja na mídia ou em Drag Race, a razão evidente para esse favoritismo e popularidade das drags brancas é o racismo, um dos pilares de nossa sociedade, muito presente no fandom do show. Sendo assim, o racismo sempre fará drags brancas terem mais seguidores e oportunidades pós-competição, já que as racializadas são constantemente atacadas e menosprezadas pelo público que deveria amá-las.

É triste, mas é a realidade que vivemos e tentamos superar dia após dia, mas enquanto os fãs continuarem afirmando que tudo isso é questão de “gosto pessoal”, sem nenhum esforço pessoal para evoluir tal mentalidade essa realidade não mudará.

Para ler outras notícias de racismo no universo de Drag Race clique aqui.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

All Stars 6

Confira os looks que as rainhas usaram na entrada do primeiro episódio RuPaul's Drag Race All Stars 6. Quem merece Toot e Boot?

All Stars 6

Confira a prévia do primeiro episódio de RuPaul’s Drag Race All Stars 6.

All Stars 6

Saiba quem vence e quem leva sashay away nos dois primeiros episódios de RuPaul’s Drag Race All Stars 6

All Stars 6

Veja como quatro rainhas conquistaram sua terceira chance de conquistar a coroa em RuPaul's Drag Race All Stars 6: Eureka O'Hara, Ginger Minj, Pandora...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.