Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Babados

Adore Delano e Alaska se desculpam por racismo e erros do passado

Adore e Alaska publicaram cartas abertas se desculpando por comportamentos racistas, transfóbicos e problemáticos que cometeram no passado envolvendo suas drags.

Compartilhe!
🕓 4 min de leitura

Adore Delano e Alaska

Adore e Alaska publicaram cartas abertas se desculpando por comportamentos racistas, transfóbicos e problemáticos que cometeram no passado envolvendo suas drags e outros trabalhos. Tal atitude vem após o movimento Vidas Negras Importam, em que os fãs das rainhas cobraram delas um posicionamento sobre comportamentos problemáticos do passado. Confira a seguir o que elas publicaram.

ADORE DELANO

A carta de Adore Delano tem relação com vídeos antigos em que a rainha cantava nigg*, uma ofensa racista muito pesada nos EUA, que apenas pessoas negras cantam/falam nos dias atuais. Uma pessoa não-negra o fazendo é uma extrema ofensa.

Carta de Adore Delano

“Eu quero escrever isso pois sou melhor expressão meus sentimentos com palavras:

Recentemente ressurgiu um video antigo de mim fazendo rap/performando letras musicais das quais eu nunca deveria me sentir confortável o suficiente para cantar. Quando o álbum The Notorious K.I.M foi lançado em 200 mudou minha vida como criança.

PARA COMEÇO DE CONVERSA, ISTO NÃO ME DÁ O DIREITO DE ENFIAR MEU RABO NUMA CULTURA DA QUAL NÃO FAÇO PARTE.

Minha vida inteira eu fui e sempre quis ser uma aliada. Eu percebi que estava cega pela minha passabilidade e privilégio branco e Eu sinceramente peço desculpas para todos meus amigos e fãs pretos.

Eu nunca quis magoar ninguém intencionalmente e meu aprendizado com isso é nunca ficar na defensiva quando as pessoas me dizem que fui insensível.

Além disso, semana passada, eu acidentalmente curti alguns tweets quando tentei compartilhar com minha equipe enquanto estava inebriada por DE FORMA ALGUMA defender ou endossar aquilo. Eu também não trabalho mais com certos indivíduos e eu ouço e apoio as vozes daqueles que tem se manifestado. Eu não deveria ter falado sobre isso durante uma transmissão enquanto estava bêbado. PONTO FINAL.

Eu espero que todos vocês saibam que eu os amo e estou trabalhando diariamente para me tornar não só uma pessoa, mas uma aliada melhor. Eu vejo agora, mais do que nunca, que é mais importante ouvir do que me defender ardorosamente.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Estamos vivendo numa época importante que leva a importantes discussões e estar mais consciente é o que tenho me dedicado neste momento. Eu estou me responsabilizando e aceito toda responsabilidade, cem porcento.

Sempre, Dani / Adore”.

>  Pabllo Vittar e Shangela viram bonecos FUNKO POP
>  S10 | Billboard entrevista: Miss Vanjie

ALASKA

Já Alaska foi cobrada não apenas por piadas racistas, mas também transfóbicas, antissemitas e várias outras problemáticas.

Carta de Alaska

“Eu gostaria de falar sobre algumas coisas do meu passado. Em apresentações antigas, eu usei expressões racistas e transfóbicas, e fiz piadas sobre assédio sexual. Eu ainda usei imagens racistas [blackface] no passado.

Naquela época, minha intenção não era causar mágoa de nenhuma forma. Mas minha intenção não é importante. Fato é que foi graças ao meu privilégio que sai ilesa de tais coisas e ainda fui aplaudida. Foi meu privilégio que me blindou da realidade do racismo e intolerância, e isso me fez pensar que era aceitável usar tais coisas [racismo e preconceitos] como ferramentas de comédia e entretenimento.

O que eu não percebi naquela época é o poder que aquelas palavras e imagens possuem. Eles tem o poder de machucar pessoas. Elas tem o poder de fazer as pessoas se sentirem desvalorizadas, engatilhadas, visadas, e desprotegidas. Elas ainda tem o poder de encorajar pessoas que tem ódio de verdade no coração a perpetuar o uso de discurso de ódio e imagens prejudiciais contra outras pessoas. Isso é inaceitável.

Eu peço desculpas. Eu sinto muito por toda dor e dano que eu causei ao fazer essas estúpidas, nocivas e negligentes escolhas.

Eu assumo total responsabilidade por tudo que fiz no meu passado. Eu aprendi que é essencial usar minha arte, meu privilégio e minha plataforma para fazer as pessoas se sentirem empoderadas, elevadas e fortalecidas. Eu quero que todos se sintam bem-vindos e seguros quando se trata da minha música, minha comédia e meus shows ao vivo. E eu quero continuar usando minha voz na luta por justiça e igualdade neste país [EUA] e no mundo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Como artista e drag queen eu não prometo que não cometerei erros. Mas eu serei responsabilizada e assumirei meus erros quando os cometer.

Eu me comprometo a sempre ser alguém melhor. Eu prometo ser mais eficaz, informada e melhor aliada daqui em diante.

Obrigada por me ajudar em ser alguém melhor.

Alaska”

>  Drag queens de RuPaul's Drag Race são convidadas pela Netflix para divulgar novo filme, Dumplin
>  Alaska lança concurso: Drag Queen do Ano

É importante frisar que quem tem que desculpar as rainhas são as pessoas afetadas por suas piadas. Então se você não se encaixa no perfil ofendido por elas, como pessoas pretas, trans, judeus ou que sofrerão abusos sexuais, não lhes cabe “desculpá-las”, pois tal pedido não lhes diz respeito. Além do mais pedidos e desculpas são lindos, mas mais do que isso, precisamos de ações. É essencial que estas rainhas brancas usem seus privilégios no combate aos preconceitos que elas já endossaram no passado.

Para ler mais notícias sobre o racismo no universo de Drag Race clique aqui.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Compartilhe!
2 comentários

2 Comments

  1. Thaisa Duarte

    12 de julho de 2020 at 05:59

    Melhor página sobre a melhor série , parabéns 👏🏻☺️

    • Saulo Adelino

      12 de julho de 2020 at 11:56

      Valeu pelo carinho!

Deixe uma resposta para Saulo Adelino Cancelar resposta

Veja Também

Babados

Yvie Oddly rebateu as críticas de Katya e também do fandom à sua forma de arte, apontando que tem racismo por trás de tanta...

Babados

E o fandom tóxico de Drag Race faz mais uma vítima, pois Widow Von’Du revelou que vai se afastar da carreira drag devido aos...

Babados

Jeffrey, jurado de Canada’s Drag Race, tem sofrido inúmero ataques de ódio e The Vixen saiu em sua defesa, acusando o fandom do show...

Babados

A produção de RuPaul’s Drag Race publicou nota contra os ataques de ódio que o fandom do show tem cometido contra as rainhas e...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.