Conecte-se conosco

Babados

DragCon UK 2020: As enormes filas do 1º dia

O primeiro dia da DragCon UK 2020 ficou marcado pelas enormes filas e decepção dos fãs que não conseguiram entrar no evento.

Compartilhe!

Publicado

on

🕓 4 min de leitura

DragCon UK 2020, Dia 1: RuPaul na cabine de DJ

Os organizadores da primeira edição da DragCon UK pediram desculpas aos fãs que não conseguiram entrar no galpão Olympia London devido as enormes filas. O evento é uma oportunidade para os fãs de RuPaul’s Drag Race conhecerem as estrelas do reality show. Muitos fãs que tinham ingressos informaram que esperaram em filas durante horas no sábado, apenas para serem informados pela equipe de segurança que eles não teriam a entrada liberada na convenção.

Os organizadores informando que as filas foram lentas devido a preocupações com saúde e segurança dos visitante. Os portadores de ingressos foram convidados a voltar no domingo, mas alguns que viajaram de outras partes do Reino Unido tiveram que voltar para casa.

>  DragCon 2018 | Destaques do 3º Dia

>  Drag Queen do Ano | 2019 | Elenco

Os organizadores emitiram um comunicado oficial:

“Os oficiais de saúde e segurança nos aconselharam a interromper temporariamente as entradas da fila hoje por uma hora devido ao entupimento dos corredores e daí em diante – nós colocamos todo mundo o mais rápido possível para dentro de acordo com os agentes de saúde e segurança.

Nós nos reunimos com os responsáveis pelo local, com agentes de segurança e de saúde para o evento de amanhã [domingo] e estamos confiantes de que os mesmos problemas não surgirão. Obrigado e agradecemos.

Se você não puder retornar amanhã, os reembolsos serão honrados”.

“Tirei dias de folga para vir”

A esteticista Nel Byars, 26 anos, viajou de Wrexham para Londres com a irmã e três filhos com menos de 12 anos para participar do primeiro dia do evento de dois dias.

Eles chegaram às 11h e ficaram na fila até as 14h40 antes de desistirem. Nel estima que ela e a irmã gastaram várias centenas de libras no passeio fracassado da família, incluindo passagens e viagens, ela contou à Radio 1 Newsbeat.

“Todos ficaram muito chateados porque estavam muito animados para vir aqui e curtir essa experiência, então houve algumas lágrimas”.

Nem disse que, após quase duas horas de filas do lado de fora do local, foram informados de que seus ingressos seriam válidos para o domingo do evento ou continuariam esperando enquanto os funcionários da entrada operavam um sistema de “sai um, entra um”. Vídeos no Twitter mostram a equipe de segurança dizendo aos fãs com ingressos no sábado que eles não poderiam entrar na DragCon por causa do sistema “sai um, entra um”.

>  Morgan McMichaels quebra a mão ao bater em agressor nazista
>  Silky fala de All Stars e ataques sofridos após Drag Race

“Para nós, isso não era uma opção. Iríamos embora no mesmo dia”, disse Nel – acrescentando que esperaria receber alguma compensação dos organizadores por sua viagem durante o dia.

“Eu tive que tirar dias de folga para vir. Esperamos por meses”.

Nicole Jones, 21 anos, contou ao Newsbeat que entrou na fila do lado de fora do Olympia London às 8h30 e entrou duas horas depois. Ela disse que havia um clima melhor dentro do local do que lá fora, onde alguns fãs estavam pedindo reembolso.

Este foi o primeiro evento DragCon no Reino Unido, realizado em Los Angeles desde 2015 e em Nova York desde 2017.

DragCon UK 2020, Dia 1: RuPaul e várias rainhas na abertura do evento

>  AS4 | Valentina defende Latrice de ataques de seus seguidores
>  LGBTs não estão acrescentando a letra P, de pedofilia, à sigla da comunidade, isso é fakenews!

Os eventos do tipo convenção permitem que os fãs vejam performances de drag queens que apareceram em RuPaul’s Drag, vejam painéis apresentados pelas estrelas do show e conheçam as concorrentes. Esses eventos extras às vezes exigem uma taxa adicional, ou compra de mercadoria, além do preço padrão do ingresso, que começa em 40 libras por dia.

Outro participante, que não quis ser identificado, disse ao Newsbeat que as pessoas que estavam nas filas eram “incrivelmente pacientes e tolerantes” por causa da “base de fãs realmente leais” de RuPaul.

Ele entrou na fila do lado de fora do local às 10h e foi embora, sem entrar, às 14h e acredita que os organizadores podem ter subestimado a popularidade do evento.

Ele viajou de Manchester com amigos e com o custo de passagens, viagens e um hotel, calcula que gastou cerca de 400 libras no fim de semana.

No twitter um fã compartilhou imagens de Drag Race UK, em que RuPaul comenta sobre o amor do povo britânico pelas filas, com a legenda “isso envelheceu muito mal”.

“Senhoritas, uma coisa que notei desde que cheguei em Londres é que os britânica amam fila”.

Outros fãs ficaram surpresos que os problemas tenham acontecido.

Os primeiros fãs a chegarem no segundo dia do evento (domingo) publicaram fotos mostrando cenas tranquilas dentro do local durante a manhã, e outros disseram que a fila no domingo de manhã estava se movendo mais rápido do que no sábado.

DragCon UK 2020, Dia 2: fila de entrada

>  Miz Cracker causa polêmica em show no Rio de Janeiro
>  Dragula | As monsters invadem a DragCon

De acordo com quem esteve no local, mais de três mil ingressos além da lotação máxima foram vendidos no sábado, causando todo este problema.

Para ver os destaques do primeiro dia de evento clique aqui.

Via BBC.

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.