Conecte-se conosco

Season 01

DRUK S1 | Conheça as rainhas (parte 1)

Publicado

on

Deusa salvem as rainhas!!! Senhoras e senhores, liguem seus motores, porque o elenco oficial da tão esperada temporada de estreia do RuPaul’s Drag Race UK está A-Q-U-I, aqui! Neste mês de outubro, dez rainhas incríveis desfilaram pela passarela e competirão pelo título de primeira Drag Superstar do Reino Unido na BBC Three. RuPaul retornará como anfitrião e jurada principal ao lado da sua melhor amiga Michelle Visage, assim como os novatos – e ícones britânicos – Alan Carr e Graham Norton. Mama Ru declarou em cum comunicado:

“Oh meu Deus, quando eles virem esse show, eles vão pirar. E eu prevejo que faremos esta edição britânica de Drag Race por muitos anos. Eu também acho que o público em todo o mundo vai começar a exigir a versão inglesa, porque é diferente, é o mesmo, mas é diferente. Há um tom diferente”.

Desde que o Drag Race apareceu em nossas telas em 2009, o programa apresentou aos fãs mais de 100 rainhas dignas de nossa devoção, que nos encantaram com seu carisma, originalidade, coragem e talento (e sinergia, mas não falamos sobre isso). Embora muitas vezes tenha sido dito que drag “nunca será mainstream”, a série se tornou um fenômeno internacional, recebendo 23 indicações ao Emmy Award com três vitórias consecutivas para Mama Ru como Melhor Apresentador.

O show também fez história quando se tornou ao primeiro programa a ganhar o Emmy de Melhor Reality de Competição e Melhor Apresentador no mesmo ano. Histórico, manas! Então, não é nenhuma surpresa que a BBC esteja abrindo suas portas para mostrar o que de melhor a arte drag da Grã-Bretanha tem a oferecer, e depois de conversar com as rainhas, parece que será o mais britânico possível.

Desde um painel excitante de estrelas convidadas (incluindo Cheryl, Geri Halliwell e MNEK); ao icônico Snatch Game, que sem dúvida apresentará imitações de várias celebridades da cultura pop britânica (estamos mantendo os dedos cruzados para Gemma Collins!); para os hinos britânicos que estão no topo das paradas e serão dublados no palco principal, há muito o que esperar.

Explicando o que torna a nova versão diferente do original americano, Michelle nos diz:

“As crianças são todas do Reino Unido; e o talento e as coisas que fazemos são muito britânicas, não estamos lá para torná-lo americano, senão nós faríamos isso nos Estados Unidos. É muito americano fazer a montação, mas muito britânico colocar a performance em primeiro lugar, e eu celebro isso, sendo uma garota da velha escola como sou. Estou muito animada para o mundo ver o que elas tem para oferecer. Eu acho que vai ser grandioso e eu estou te dizendo, esse show vai durar anos”.

A Gay Times realizou entrevistas exclusivas com as dez competidores de RuPaul’s Drag Race UK. Elas soltaram suas verdades sobre suas jornadas drag, como esta versão difere do show original dos EUA, e o que podemos esperar desta tão esperada invasão britânica. Esquentaram seus motores? É hora de conhecer as rainhas…

>  DRUK S1 | Blu Hydrangea quer dar visibilidade para a causa LGBT na Irlanda do Norte
>  DRUK S1 | Primeiro desfile de RuPaul no palco principal

Baga Chipz – 29, Londres

“Sou uma drag queen muito britânica, com muito peixe e batatas fritas, ervilhas”, diz Baga Chipz, de Midlands.

“Eu amo a Coronation Street, humor do norte. Eu gosto de coisas ruins, Martine McCutcheon, SuBo, Hear’Say, todo esse tipo de coisa”. Para os leitores não britânicos, isso é o circuito mais britânico possível. A artista lendária, conhecida na cena britânica por sua aparição em Drag Queens of London e seu papel regular como jurada na festa Porn Idol na boate Heaven, define seu estilo drag como “comedy camp” e “uma torta com um coração, comum como sujeira, que sempre tem um cigarro na mão enquanto bebe um gim-tônica”.

Baga decidiu entrar no Drag Race UK porque quer ver o ressurgimento das rainhas antigas que podem se garantir com um microfone, bem como drag da 11ª temporada, Nina West.

“Você verá referências minhas de Liza Minelli, Tina Turner e Bette Davis, então trago o humor e o exagero para a série. Você precisa ser um artista, você não pode apenas estar linda. Eu vi rainhas que se parecem com Naomi Campbell que sobem no palco e o público diz: ‘O que você pode fazer?’”.

Ela compara estar em Drag Race UK como “ganhar na loteria” e um “brilhante oportunidade de negócios”, citando o sucesso de outras participantes, como Bianca Del Rio, Adore Delano e Courtney Act, todas as quais alcançaram sucesso enorme desde a sua passagem na sexta temporada.

Nesta temporada, Baga será “a tia que diz: ‘Ei vocês duas, resolvam isso aí!’”. E admite que os fãs vão amá-la ou odiá-la.

“Eu sou um cruzamento entre Honey Boo Boo e Vanjie. É palhaçada constante. Todo mundo tem personalidade, mas eu sou isso vezes cinco”.

Confira o vídeo de apresentação da rainha a seguir.

>  DRUK S1 | Trailer estendido do primeiro episódio
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 6

Blu Hydrangea – 23, Belfast

Depois de descobrir a segunda temporada de Drag Race por acaso, a Blu Hydrangea – que tinha apenas 12 anos na época – sabia que queria seguir os passos de concorrentes icônicas como Raven e Manila Luzon (S3); e tentar a sorte com o estrelato drag, além de ser um “farol de luz” para a comunidade LGBTQ da Ilha Norte.

“A cultura queer em Belfast é oprimida. Você ainda tem violência nas ruas contra os homossexuais, é um lugar assustador para se fazer sexo, mas eu quero mostrar às crianças que é legal ser gay na Irlanda do Norte”.

Blu espera “encantar as crianças” com sua eclética estética de desenhos animados cósmicos e para mostrar o senso de humor irlandês com “muito shade!”. Ela descreve a primeira temporada como tendo uma “irmandade”, mas brinca com uma grande “briga que será transformada em grande mercadoria”.

A rainha de 23 anos expressou entusiasmo, em particular, pelos bordões que Drag Race UK trará, bem como por seu retrato autêntico da cultura britânica.

“Eu não quero ofender ninguém, mas o drag britânico é apenas grandioso por excelência, não é? É a extravagância com peitos. Logo no início, mostramos a cultura britânica, pontos de referência britânicos, é britânico desde o início”.

Embora ela seja – em suas próprias palavras – uma “rainha das redes sociais”, a Blu pretende abandonar essa imagem preconcebida e provar ao público que ela é uma artista talentosa, mas brinca que isso não importa, a menos que a BBC Three forneça aos fãs legendas para seu forte sotaque irlandês.

“Espero que eu prove às pessoas que não sou apenas um rosto, não sou apenas ombros pra cima. Eu sou uma rainha de pleno direito e sou um ser humano flamboyant pronto para conquistar o mundo através da drag, querida!”

Confira o vídeo de apresentação da rainha a seguir.

>  DRUK S1 | Entrevista: Sum Ting Wong
>  DRUK S1 | Crystal é a rainha "gender-fuck" da temporada

Cheryl Hole – 25, Essex

Vinda de Essex – a terra dos “spray de bronzeamento, vajazzles e do GC [Gemma Collins]” – temos Cheryl Hole, a auto-descrita “glam girl on the go” [garota glamurosa de saída] que se inspira em Geordie e em Cheryl da banda Girls Aloud.

“Eu sou a rainha performer, eu sou a pessoa que as pessoas querem ver em um palco. Você sabe que vai ter um show e você sabe que vai ter uma produção!”

A rainha de 25 anos sempre teve uma paixão por drag, especialmente depois de assistir ao icônico alter ego de Paul O’Grady, Lily Savage,na televisão, e com a ascensão de Drag Race, ela percebeu que era uma opção de carreira viável.

“Mostrou uma visão mais contemporânea da forma de arte, e percebi que poderia criar o ofício que eu queria. Então, aqui vamos nós, porra”.

Cheryl quis fazer um teste para a temporada de estréia da Drag Race UK porque é a “maior plataforma do mundo” e porque ela fará história como competidora nesta temporada inaugural.

“Por que não aproveitar a oportunidade? Poderia ser a primeira e única temporada”.

Cheryl está ciente de que as pessoas podem comparar seu estilo ao de lendárias queens como Alyssa Edwards e Katya devido ao seu humor peculiar e habilidade de comandar um palco, mas assegura:

“As pessoas são muito rápidas para julgar a superfície antes mesmo de ouvir você falar, mas é a marca Cheryl pela qual as pessoas se apaixonam. É muito forte e estável como Theresa May, que ela descanse em paz”.

Quando perguntamos à diva dançante de Essex como a versão britânica difere do original americano, ela explicou:

“O drag do Reino Unido é muito diferente dos EUA. Aqui, não nos levamos tão a sério e temos um senso de humor muito diferente”.

Cheryl encerrou a entrevista com a seguinte declaração desafiadora:

“Há muito mais no meu repertório do que apenas uma feroz rainha dubladora. Então esteja pronto mundo, e prepare-se para o drama… e babados”.

Confira o vídeo de apresentação da rainha a seguir.

>  Drag Race UK | RuPaul fala sobre como a versão britânica será diferente
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 3

Crystal – 34, Londres

A artista nascida no Canadá, Crystal, pode se originar do Norte, mas não se engane, ela está aqui para mostrar a “confusão” do leste de Londres, ao borrar os limites entre masculinidade e feminilidade como a rainha “gender-fuck” da temporada.

“Eu não estou realmente interessada em passar como mulher quando estou em drag, estou mais interessada em foder com todo o sistema e o [conceito de] binário”.

Sobre seu estilo Crystal declara:

“É por isso que mantenho os pelos do peito, acho que esse tipo de representação é divertido”.

Crystal pratica drag há mais de dez anos e adotou seu nome drag depois de trabalhar para a Swarovski; ela o adotou porque se encaixa em sua estética como “uma stripper super vilão dos anos 80 ou uma vilã de uma novela dos anos 80.

Embora Crystal não coloque sua arte em uma caixa específica, ela se rotula como uma “dublê” que adora mostrar ao público “algo que nunca viram antes” (estamos prontas para suas dublagens). Ela foi inspirada a fazer o teste para Drag Race por causa do impacto que a série teve no cenário drag (admitindo que foi um “acéfalo”) e porque ela deseja que o público dos EUA veja a “sensibilidade britânica de humor e extravagância”. Crystal acrescenta:

“As rainhas são provavelmente muito menos polidas do que as que você vê na versão americana. Os sets são os mesmos, os jurados são os mesmos, mas você tem esse novo elenco estranho de irmãs para assistir. Eu não acho que os norte-americanos tenham ideia de como é o senso de humor britânico, então eles vão assistir tipo: ‘Que merda está acontecendo aí?’”.

Então, o que podemos esperar de Crystal nesta temporada?

“Apelo sexual puro com pinceladas de masculinidade, acima do limite, extremo, mate um mamute com suas grossas coxas de drag”.

Confira o vídeo de apresentação da rainha a seguir.

>  Drag Race UK | Mês de estréia é anunciado
>  Drag Race UK | Elenco será revelado em setembro

Divina De Campo – 36, West Yorkshire

A veterana da arte drag Divina De Campo originalmente deixou o público britânico boquiaberto em 2016, com uma aparição no The Voice, onde ela fez uma performance teatral e visual de Poor Wandering One, de The Pirates of Penzance. Agora ela está de volta com uma vingança.

“Eu odeio competições, odeio elas. Elas não são para mim mesmo. Qual foi a pergunta?”

Viram só? Uma vingança. Divina tem feito drag pelos últimos 15 anos e se define como uma “rainha camp com um pouco de arte no meio… é um ato muito sério”. Ela explica mais:

“Sou só eu, querida, sou só eu. Eu desapareço em uma competição, mas acho que deixo uma boa impressão! Talvez seja apenas minhas nádegas na sala de trabalhos, não tenho certeza”.

Quando perguntamos a Divina por que ela decidiu fazer um teste para a série, ela respondeu simplesmente:

“Agora há uma caixa para desempacotar, não é? Por que alguém quer fazer alguma coisa? Porque estamos aqui? Há um momento existencial para você lá, não é mesmo?”

Na opinião de Divina, Drag Race UK não tem o “drama” das temporadas dos EUA, mas está confiante de que irá proporcionar aos fãs icônicos memes e cenas.

“Haverá casos em que as pessoas dirão: ‘Oh meu Deus, como isso aconteceu? Eu não estava esperando isso”.

Revela a drag queen e cantora de ópera, antes de acrescentar sua relação com suas colegas concorrentes:

“Há muito pouca briga. Somos muito solidários uma com a outra e todos querem que o outro se saia bem. Nos EUA, as pessoas se levam mais a sério do que levam o trabalho”.

Ao trabalhar com a matriarca do drag RuPaul, Divina nos diz:

“Ele é exatamente o que as pessoas querem dele. Ele sabe o que é isso e consegue”.

Confira o vídeo de apresentação da rainha a seguir.

Confira a segunda parte aqui.


A primeira temporada estreia em outubro, passará na emissora britânica BBC Three, serão oito episódios com duração de 60 minutos cada. Para ler mais notícias de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Rumores

DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 7

Descubra quem será o top 3 da S1 de Drag Race UK.

Compartilhe!

Publicado

on

Em RuPaul’s Drag Race UK dez rainhas britânicas estão em busca da tão cobiçada coroa e o título de primeira Drag Superstar do Reino Unido.

A seguir rumores que são possíveis spoilers do episódio, se você não curte, não prossiga.

>  Drag Race UK | Mês de estréia é anunciado
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 4

O desafio principal será um makeover, em que as rainhas terão que transformar em drags suas mães/irmãs.

Win: Divina

Bottom 2: Cheryl e Baga

Sashay Away: Cheryl Hole

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 5
>  Drag Race UK | RuPaul e Michelle Visage estão empolgadas

Esses rumores são provenientes da mesma fonte de spoilers da S11 de Drag Race, em que a maioria se provou real. Então as chances dessas informações serem verdadeiras são grandes.


Para ler mais notícias de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Drag Queens

Blu Hydrangea faz emocionante agradecimento por participar de Drag Race UK

“Esta foi realmente a jornada de uma vida”, Blu fez emocionante depoimento  de agradecimento por ter participado de Drag Race UK, confira.

Compartilhe!

Publicado

on

Blu Hydrangea foi eliminada no sexto episódio de RuPaul’s Drag Race UK. O que seria motivo de tristeza, foi também um momento muito especial, em que a queen aproveitou a oportunidade para agradecer a chance de ter realizado “o sonho de sua vida”. Confira a seguir o depoimento de Blu.

“E com isso, minha jornada em Drag Race UK acabou! Esta foi realmente a jornada de uma vida, e algo que eu sonhei desde que eu era uma criança pequena apaixonada por todas as coisas brilhantes e bonitas.
Não fique triste porque eu fui embora, tive a chance e aproveitei cada segundo dela. Eu tenho muitas pessoas para agradecer, mas vou começar com meu fabuloso parceiro, que sem ele não teria chance, ele trabalhou ao meu lado para levar Blu onde ela está hoje e eu sou eternamente grata!
Eu tenho que agradecer a minha família e amigos por seu excelente apoio, eu gostaria de ter mostrado a Blu a eles mais cedo!”
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 4
>  Drag Race UK | RuPaul e Michelle Visage estão empolgadas
“E às lindezas que me fizeram parecer bonita toda semana! @callmesophia_ por trabalhar incansavelmente para fazer não só eu, mas todas as rainhas de Belfast parecem incríveis! Ela é uma pessoa linda, com mais talento do que a maioria das pessoas que eu conheço. @fiercewigs por criar perucas para mim de forma ligeira e por pentear qualquer cabelo maravilhoso e esquisito que eu queria sem piscar as pálpebras!
Para as rainhas e equipe de Drag Race, eu adoro todos vocês.

Por favor, sejam gentis com Cheryl Hole, ela é uma pessoa genuinamente adorável que está sempre me apoiou e ela merece continuar a provar seus talentos.
Irlanda do Norte, espero ter te deixado orgulhosa!
Pintei a cidade de Blu [azul] e espero que tenham gostado!”
Compartilhe!
Continuar lendo

Moda

DRUK | S01E06 | Runway: Rainy Day Eleganza

Confira os looks da runway Rainy Day Eleganza, do sexto episódio da S1 de RuPaul’s Drag Race UK.

Compartilhe!

Publicado

on

Confira os looks da runway Rainy Day Eleganza, do sexto episódio da S1 de RuPaul’s Drag Race UK.

ELENCO COMPLETO

BAGA CHIPZ

BLU HYDRANGEA

>  Drag Race UK | RuPaul e Michelle Visage estão empolgadas
>  DRUK S1 | Crystal é a rainha "gender-fuck" da temporada

CHERYL HOLE

DIVINA DE CAMPO

THE VIVIENNE

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 7
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 4

CHERYL

MICHELLE VISAGE

RUPAUL

Comente aí quem merece Toot ou Boot!

Leia minha RuView deste episódio aqui.


Episódios legendados disponíveis aqui. Para ler mais sobre a S1 de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Destaques

DRUK S1 | RuView do 6º episódio

Comentários e análise crítica do sexto episódio da S1 de Drag Race UK.

Compartilhe!

Publicado

on

Foi ao ar o sexto episódio da primeira temporada de RuPaul’s Drag Race UK! A seguir posto meus comentários e análise que rolou. Contém spoilers.

As rainhas voltam para a sala de trabalhos e lamentam a eliminação da gender-fuck Crystal. Também estou triste, era uma das minhas favoritas da temporada.

Divina aproveita a oportunidade para desabafar que nos últimos 15 anos ela coreografou, dirigiu e produziu espetáculos, então está na hora das demais Queens pararem de subestimá-la. Ainda assim The Vivienne acredita que Cheryl tinha mais a oferecer. Sinto cheiro de barraco vindo aí…

E veio! Divina enquanto se desmontava joga na roda que se sente desprezada por Vivienne não considerá-la uma grande competidora e drag talentosa. Enquanto De Campo lamenta, Vivienne retruca que na competição ela viu como Divina é incrível, diferente do que tem visto da queen nos últimos 10 anos “sempre de peruca ruiva e vestido prateado”. O babado é real, monamur!!!

Para Vivienne a revolta de Divina é porque ela não foi escolhida primeiro e a rainha retruca todo seu currículo: 15 anos de carreira, sabe coreografar, canta em 5 idiomas diferentes, dar espacate… Divina é o próprio ESPETÁCULO!

>  DRUK S1 | Primeiro desfile de RuPaul no palco principal
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 7

MINI DESAFIO

No mini-desafio da semana mama Ru anuncia que farão o jogo BBC, que consiste nas Queens descobrirem o que os BritCrew estão vestindo debaixo das bermudas: Boxers, Briefs, Commando (samba-canção, sunga ou camuflagem).

As Queens possuem 6 tentativas. Quem acertar mais vezes ganha.

Divina arrasa no desafio e faz 5 acertos! Seu prêmio, uma ligação para a lendária Katya (S7 e AS2).

Mama Ru então anuncia o desafio da semana: as rainhas terá que criar e promover a divulgação de uma marca de garrafa d’água.

>  DRUK S1 | Entrevista: Sum Ting Wong
>  DRUK S1 | Trailer estendido do primeiro episódio

SALA DE TRABALHOS

E durante a preparação para o desafio principal as Queens aconselham Cheryl a sair da sua zona de conforto, sempre explorando a “garota de Essex”, para mostrar algo verdadeiramente criativo para os jurados.

Mama Ru retorna a sala de trabalhos e conversa com as Queens sobre como vão suas preparações para o desafio principal. Ru chama atenção de várias drags que estavam com propostas bem duvidosas do que apresentar como “garrafa de água”.

Sinceramente, sem Ru ali a coisa poderia desandar MUITO mais!

E claro que mama ia atiçar o caldeirão e questionou Divina sobre sua treta com Vivienne e a queen não hesitou em falar sobre. QUEIMA QUENGARAL!!!

>  Drag Race UK | Mês de estréia é anunciado
>  DRUK S1 | Crystal é a rainha "gender-fuck" da temporada

GRAVAÇÃO DA PROPAGANDA

Graham Norton é o diretor da gravação das propagandas, muito engraçado por sinal, e informa as drags que elas tem os BritCrew e vários adereços à disposição.

Do ensaio não temos muito que esperar. O jeito é assistir ao resultado final é ver como ficou.

SALA DE TRABALHOS

Divina então tem seu momento particular com Katya e as duas conversam bastante. Adorei esse encontro, deu pra ver que as duas são igualmente insanas.

Enquanto se maquiam, Divina e Vivienne fazem as pazes, aparentemente.

“Nós nos acertamos. Eu sou fabulosa e Vivienne com certeza vai ser eliminada” – De Campo, Divina

Enquanto de preparam para o desfile, The Vivienne compartilha sua história como dependente química e que mesmo tendo perdido três amigas para as drogas, ela continuou a usar excessivamente.

“Tive que ser expulsa de casa antes de fazer 30 anos e ouvir que ia morrer, para tomar uma atitude”. – The Vivienne

Foi corajoso da rainha compartilhar sobre sua condição e que ela conseguiu dar a volta por cima e conquistou sua sobriedade há dois anos. Infelizmente, o uso de drogas é muito comum entre homens gays, como vários tendo sérios problemas pessoais decorrentes de tal uso.

>  DRUK | S01E01 | Mini-Desafio: Rainhas decapitadas
>  Drag Race UK | RuPaul fala sobre como a versão britânica será diferente

RUNWAY + DESAFIO PRINCIPAL

E a categoria é “Rainy Day Eleganza” [elegancia em dia de chuva].

No geral achei as propagandas de garrafa d’água razoáveis. Com destaque negativo para Baga, o que foi aquele comercial? PAVOROSOS!

Ru então dá a vitória do desafio da semana para The Vivienne e joga Blu e Cheryl no bottom 2…. e Blu leva sashay away!

>  DRUK S1 | Divina de Campo está trazendo "muita palhaçada” para o show
>  DRUK | S01E01 | Runway: Rainha da cidade natal

CONCLUSÃO

RuPaul é suprema mesmo! É perceptível como as Queens se sentem intimidadas por mama, mesmo quando ela aparece desmontada não werkroom. Será que eu agiria igual ao intervir com mama???

A produção de Drag Race UK deve odiar a maturidade da Queens britânicas, que se acertam rapidamente quando há algum drama entre elas, não rendendo a treta por semanas a fio como rola na versão original.

Baga é a cotada da temporada, sem sombras de dúvidas… Sem condições ela ser salva com um comercial tão ruim como aquele!

Eu não consigo desgostar de ninguém em Drag Race UK. Até Cheryl passei a simpatizar nessa reta final. E assim chegamos ao top4 com: Baga, Cheryl, Divina e Vivienne.

Como achei o episódio arrastado em alguns momentos e o desafio principal fraco, ele merece 3 coroas.

Confira os looks individuais da passarela:

>  DRUK | S01E06 | Runway: Rainy Day Eleganza

Episódios legendados disponíveis aqui.

Para ler mais sobre a S1 de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Drag Queens

DRUK S1 | Entrevista: Crystal

Para Crystal “a competição não é tão importante quanto o show”, a rainha fala sobre sua passagem em Drag Race, recepção dos fãs e muito mais. Confira!

Compartilhe!

Publicado

on

Depois de cinco semanas servindo gender-fuck realness com suas passarelas incríveis e de alta moda e quase se mutilando no palco principal, a rainha canadense Crystal levou sashay away no quinto episódio de Drag Race UK.

As seis participantes restantes foram divididas em duas equipes com uma batalha épica entre Girl Bands, auxiliadas pela cantor e compositor indicada ao Grammy MNEK, enquanto a estrela do Little Mix Jade Thirlwall, super fã do Drag Race, participou do painel de jurados.

Apesar de servir um dos looks mais icônicos na passarela de Drag Race (fatos são fatos!), Crystal recebeu críticas negativas por seu desempenho e duelou contra The Vivienne o hino pop “Power” da Little Mix.

“Quando percebi que seria eu e a Vivienne, pensei: ‘Sem chance de ficar, então…’ Me senti um pouco derrotada, mas também adorei a passarela. Na verdade, acho que os jurados disseram aquilo porque precisavam? Eu não sei. Eu continuo totalmente a favor da [minha] passarela, fazia sentido para mim”.

A Gay Times conversou com Crystal para discutir sua eliminação, ser representante um drag alternativo e por que o “elemento da competição não é tão importante quanto o show”. Ah, e se ela voltará para o All Stars, é claro. Nós não vamos decepcioná-lo!

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 6
>  DRUK S1 | Entrevista: Sum Ting Wong

Olá Crystal e parabéns!

Obrigado!

Como você está se sentindo após a sua eliminação?

Eu não acho que tive a chance de processá-la para ser honesto! Sinto-me exatsiada, excitada e triste.

Honestamente, eu pensei que você foi incrível no desafio? E aquele look!

Oh obrigado! Na verdade, estou muito orgulhosa de mim mesma, assisti o episódio – e, obviamente, sabia que fui para casa – e pensei: ‘Deus, eu devo ter realmente estragado tudo’. Mas ao assistir fiquei tipo, ‘Eu fui bem!’ Mas você sabe, duas pessoas precisavam estar no bottom 2 e quando percebi que seria eu e a Vivienne, pensei: ‘Sem chance de ficar, então…’ Me senti um pouco derrotada, mas também adorei a passarela. Na verdade, acho que os jurados disseram aquilo porque precisavam? Eu não sei. Eu continuo totalmente a favor da [minha] passarela, fazia sentido para mim.

É difícil, porque neste momento ninguém vai mal…

Sim, com certeza. A única coisa que vou dizer sobre essa passarela é que, quando voltei para casa, a 11ª temporada estava no ar. Uma semana depois, eles fizeram o desafio de Facekini. Eu fiquei tipo, ‘Oh, talvez os jurados estivessem cansados disso porque acabaram de fazer um desafio inteiro sobre nesta última temporada’. Obviamente, eu não tinha visto isso ou conhecia, então foi apenas azar.

Você acha que o aspecto da passarela realmente desempenha um papel nas críticas dos jurados? Porque você forneceu dois dos melhores looks da história de Drag Race duas semanas seguidas.

Ah, obrigada! As pessoas sempre dizem que é tipo 80-20, mas acho que uma passarela realmente boa pode te salvar se você tiver tipo… no bottom 3? Eu acho que uma passarela realmente boa pode dar a você a vitória se você estiver entre as duas melhores. Eu acho que look serve para desempatar em vez de um peso real, a menos que todo o desafio seja sobre a passarela.

>  DRUK S1 | Trailer estendido do primeiro episódio
>  Drag Race UK | Mês de estréia é anunciado

Na semana passada, você quase se matou na pista! Eu pensei que você estaria salva, com certeza.

[Risos] Quando descobri que aquela pista seria ao mesmo tempo que o Snatch Game, fiquei tão aliviada porque pensei: ‘Pelo menos tenho algo legal para vestir e talvez me ajude a escapar’. Mas é um reality show, o que aprendi é que o elemento competição nem sempre é tão importante quanto o próprio programa.

Ao longo da sua passagem, você se tornou a favorita dos fãs – você esperava esse tipo de reação?

Quer dizer… não sei se isso é verdade!

É absolutamente verdade.

Tive muito amor e apoio, mas não sei se isso é realmente alguma coisa. As pessoas dizem que estão torcendo por mim e outras coisas, mas é difícil saber. A reação foi tão positiva e eu estava esperando muito mais merda e mensagens de ódio e todo tipo de coisa. Um monte de fotos de rola! Muitas fotos de pau não solicitadas. Duas por dia.

E como você responde a isso?

Faço várias capturas de tela e não respondo. Isso me faz rir.

Você foi a rainha gender-fuck dessa temporada, deu à franquia Drag Race algo que nunca vimos antes – era importante para você mostrar esse lado do drag?

Sim, com certeza. Eu não tinha certeza se os jurados me pediriam para raspar meu peito e não havia decidido de antemão se faria ou não. Felizmente, isso se tornou um ponto de discussão por um tempo e as pessoas ficaram tipo, ’Ok, legal. Tudo bem, tanto faz. Não é grande coisa’. Então, eu acho isso muito legal e que teve progressos. A idéia de que eu me tornei o pináculo do drag alternativo é meio risível, porque quando olho para as rainhas com as quais trabalho no leste de Londres, sou a rainha menos peluda que conheço. Tem cabelo nas costas e todo tipo de coisa, então não me vejo como uma rainha peluda, mas acho que no contexto da série eu sou. Para mim, não se trata de polidez, apesar de achar que minha aparência é polida. Do meu ponto de vista, não se trata de se passar por uma mulher.

>  DRUK | S01E01 | Runway: Rainha da cidade natal
>  Drag Race UK | RuPaul e Michelle Visage estão empolgadas

Houve algo no programa que não foi ao ar que você gostaria que o público visse?

Hmm… acho que eles mantêm as melhores partes. A única coisa, assistindo o quinto episódio… esse episódio foi provavelmente o mais divertido que eu participei no programa. Eu, Cheryl e The Vivienne, realmente trabalhamos muito bem juntas, nos divertimos e realmente nos curtimos. Portanto, mesmo que os comentários cheio de shnde tenham sido cortados, não acho que essa seja a realidade da situação. Estávamos todos realmente apoiando um ao outro e nos ajudamos. Acabou parecendo que eu estava incomodada pelo grupo, mas, na realidade, estávamos todas juntas. Foi um bom entretenimento!

Você acredita que a música está no top 20 do iTunes do Reino Unido?

[Risos] Sério? Impressionante! Mas não a versão do Filthy Harmony? Justiça para a Filthy Harmony [harmonia imunda]!

Você foi eliminada em sexto lugar, o que garante uma vaga no All Stars – você topa?

Obviamente eu faria. Claro que sim! Sabendo agora como é o show e como funciona, eu posso entrar com uma energia muito mais relaxada, divertida e descontraída. O que me impediu foi o medo e a ansiedade do desconhecido, e como eu iria me sair, e o que elas queriam de mim. Depois de fazer isso, você percebe: ‘Posso participar de novo e fazer um trabalho muito melhor’.

>  Drag Race UK | Elenco será revelado em setembro
>  DRUK S1 | Divina de Campo está trazendo "muita palhaçada” para o show

Como você acha que a Drag Race UK mudará a cena de drag aqui?

Espero que não muito! Eu acho que isso criará mais oportunidades que não estão no programa também. A razão de eu ser capaz de trabalhar como drag queen é por causa do impacto do programa nos EUA, espero que isso crie mais oportunidades para todos.

Qual foi a melhor parte da sua experiência?

As fotos de rola. Não, o show me deu um nível totalmente novo de confiança e realmente me ajudou a evoluir minha drag. Sou um artista totalmente novo. Você não quer ir para o Drag Race para aprender a fazer melhor o drag, mas foi o meu caso. Foi uma experiência de aprendizado incrível.

Você vai seguir os passos de suas colegas rainhas com um single?

[Risos] Absolutamente não.


Para ler mais notícias sobre a S1 de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Notícias

RuPaul’s Drag Race UK foi renovado para 2ª temporada

O sucesso é real! RuPaul’s Drag Race UK foi renovada para a segunda temporada. YASSSS!

Compartilhe!

Publicado

on

Shantay, you stay! RuPaul’s Drag Race UK foi renovado pela BBC Three e World of Wonder para uma segunda temporada.

Desde que o spin-off britânico invadiu as telas no mês passado, recebeu elogios da crítica especializada e se tornou um fenômeno internacional, com mais de 6,5 milhões de acessos no iPlayer – isso porque está no meio da temporada! Em um comunicado mama Ru declarou:

“Quero agradecer à BBC e a todos os nossos fãs pelo apoio esmagador a RuPaul’s Drag Race do UK”.

>  Drag Race UK | RuPaul fala sobre como a versão britânica será diferente
>  DRUK | S01E01 | Runway: Rainha da cidade natal

As rainhas desta temporada provaram que a Grã-Bretanha tem carisma, originalidade, coragem e talento, e queremos ver mais!

“Que venha outra temporada de amor, risadas e luz!”

Kate Phillips, que trabalha para a estratégia de entretenimento da BBC, disse que a resposta à série britânica tem sido “nada menos que grandiosa” e que os espectadores “realmente levaram o show e as incríveis rainhas no coração”. Ela acrescentou:

“Estou feliz que Ru e sua gangue vão ficar por aqui. Que comece a busca pelo próximo grupo de rainhas!”
>  DRUK S1 | Blu Hydrangea quer dar visibilidade para a causa LGBT na Irlanda do Norte
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 3

Fiona Campbell, da BBC Three, também disse:

“Estou feliz que a BBC Three seja o lar da segunda temporada de Drag Race UK. Cada rainha da série trouxe algo diferente para a mesa e eu adorei assistir e conhecê-las. O programa é um grande sucesso para nós e estamos ansiosos para lançar outra temporada para que nosso público participe!”

Para se candidatar à segunda temporada da Drag Race de RuPaul, vá até:

https://get.rupaulsdragraceuk.com/casting/

Manas, é melhor se apressarem, pois as inscrições devem ser realizadas até 15 de novembro de 2019.

Nesta temporada, Baga Chipz, Blu Hydrangea, Cheryl Hole, Crystal, Divina De Campo, Gothy Kendoll, Scaredy Kat, Sum Ting Wong, Vinegar Strokes e The Vivienne entraram na corrida para serem coroadas a primeira drag superestrela de Drag Race UK.

Para ler mais sobre Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Rumores

DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 6

Descubra quem vence e quem sai no sexto episódio da S1 de Drag Race UK.

Compartilhe!

Publicado

on

Em RuPaul’s Drag Race UK dez rainhas britânicas estão em busca da tão cobiçada coroa e o título de primeira Drag Superstar do Reino Unido.

A seguir rumores que são possíveis spoilers do episódio, se você não curte, não prossiga.

>  Drag Race UK | RuPaul fala sobre como a versão britânica será diferente
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 4

O desafio principal será uma propaganda de uma garrafa d’água.

Win: The Vivienne ou Divina

Sashay Away: Blu Hydrangea

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 6
>  Drag Race UK | RuPaul e Michelle Visage estão empolgadas

Esses rumores são provenientes da mesma fonte de spoilers da S11 de Drag Race, em que a maioria se provou real. Então as chances dessas informações serem verdadeiras são grandes.


Para ler mais notícias de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Moda

DRUK | S01E05 | Runway: Day at the Races

Publicado

on

Confira os looks da runway Day at the Race, do quinto episódio da S1 de RuPaul’s Drag Race UK.

ELENCO COMPLETO

BAGA CHIPZ

BLU HYDRANGEA

>  Drag Race UK | Mês de estréia é anunciado
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 7

CHERYL HOLE

CRYSTAL

DIVINA DE CAMPO

THE VIVIENNE

>  Drag Race UK | RuPaul fala sobre como a versão britânica será diferente
>  DRUK S1 | Crystal é a rainha "gender-fuck" da temporada

JADE THIRWALL

MICHELLE VISAGE

RUPAUL

Comente aí quem merece Toot ou Boot!

Leia minha RuView deste episódio aqui.


Episódios legendados disponíveis aqui. Para ler mais sobre a S1 de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

RuView

DRUK S1 | RuView do 5º episódio

Comentários e análise crítica do quinto episódio da S1 de Drag Race UK.

Compartilhe!

Publicado

on

Foi ao ar o quinto episódio da primeira temporada de RuPaul’s Drag Race UK! A seguir posto meus comentários e análise que rolou. Contém spoilers.

As rainhas voltam para a sala de trabalhos e lamentam  a eliminação da hilária Sum Ting Wong. Mas já estamos acostumados com isso, então vida que segue.

No sofá enquanto Baga e Vivienne celebram a vitória dupla no Snatch Game, algumas Queens acham que não foi merecido. E Divina aproveita para reclamar de novo que foi interrompida várias vezes no desafio pela dupla vencedora. Vivienne acha que o jogo chegou num ponto em que as amizades ficaram de lado e vai ser cada uma por si. DRAMA!

MINI-DESAFIO

Mama Ru aparece e anuncia um dos melhores desafios do show que sempre aguardamos: a biblioteca está oficialmente aberta, YASSSSSS!!!

O que posso falar desse desafio de Shades? As Queens britânicas não tem papas na língua e gongam suas irmãs sem medo de ser feliz. E elas não parecem se importar nenhum pouco com os shades que estão mais para ofensas pesadíssimas.

“Baga Shits (merdas), quantas vezes teremos que dar descarga para nos livrarmos de você?” – Crystal

“The Vivienne: a prova que se pode polir merda” – Crystal

Os shades da Crystal foram os mais pesados? Talvez, mas também foram os melhores. Rainha!

Blu disse para Cheryl o que queremos dizer desde que a temporada começou:

“Cheryl Hole, sabemos que sua maior inspiração drag é a Alyssa Edwards. Você tem a dança, a personalidade escandalosa, é dentuça e tem os pneuzinhos”.

“Baga Chipz tenho uma dica de maquiagem para você. (Aí Blu tampa o rapto da queen com um saco pardo de papel) Nas palavras de Baga Chipz: MUITO MELHOR”.

Blu só tem cara de inocente, mas é o próprio demônio reencarnado. Porém a vitória foi para a Crystal, que pode escolher qual seria seu grupo para o desafio principal que será uma batalha de Girl Bands!

Time da Crystal tem Vivienne e Cheryl, o outro ficou com Baga, Blu e Divina. Que a melhor equipe vença!

As Queens terão que escrever versos para seu primeiro e último single de despedida da banda. O produtor e técnico da música será o incrível cantor britânico MNEK (mozão).

A gravação de música com o MNEK é hilária, mas fica aquele alerta, será que as Queens vão conseguir entregar uma boa música e performance? Pois até agora vimos que nos lipsyncs elas deixam muito a desejar. E assim, grupo da Crystal foi meh e o da Baga se saiu bem, será que vai se repetir o mesmo no desafio principal?

>  DRUK S1 | Divina de Campo está trazendo "muita palhaçada” para o show
>  DRUK | S01E01 | Mini-Desafio: Rainhas decapitadas

SALA DE TRABALHOS

Enquanto as Queens se preparam para o desafio principal, relembram como foi passar pela escola sendo homens LGBTs e todas passaram por maus momentos, sofrendo bullying e agressões de outros alunos que não os aceitavam. Infelizmente o período escolar é traumático para muitas pessoas LGBTs, pois é onde experimentam as primeiras rejeições e agressões na vida.

Divina cita que as coisas pioraram muito entre os anos 1988 e 2000 quando Margaret Tatcher decretou a Seção 28 que proibia a promoção da homossexualidade nas escolas, dessa forma inviabilizando completamente a existência das pessoas LGBTs nas escolas, professores não podiam falar sobre. E assim não se normalizou o convívio de LGBTs na sociedade, facilitando a perseguição de nossa comunidade. De Campo até se emocionou ao relatar que as crianças hoje agem diferente, e ela fica feliz em saber que pessoas LGBTs não sofreram na escola da mesma forma que ela sofreu.

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 6
>  DRUK S1 | Blu Hydrangea quer dar visibilidade para a causa LGBT na Irlanda do Norte

DESAFIO PRINCIPAL

Então vamos ao que interessa. RuPaul anuncia os jurados da noite e o desafio principal. Enquanto um grupo de apresenta no palco, o outro assiste pela na sala de trabalhos a performance das rivais.

O primeiro grupo é o Filth Harmony (Harmonia imunda).

Vivienne claramente não aprendeu a letra, lipsync péssimo. Já Crystal fraca na coreografia e sem presença. Mas ao menos no grupo tinha Cheryl que arrasou em TUDO: coreografia, letra e presença de palco. A melhor do pior grupo.

E então é a vez de Frock Destroyers.

De longe o melhor grupo: todas em ótima sincronia, melhores versos que elas mesmo compuseram, presença de palco incrível, looks combinando e ninguém ofuscou ninguém. Não tinha nem concorrência para Baga, Blu e Divina: INCRÍVEIS!

A apresentação.

>  DRUK S1 | Crystal é a rainha "gender-fuck" da temporada
>  DRUK | S01E01 | Runway: Rainha da cidade natal

RUNWAY E JURADOS

A categoria é “Day at the Races”, um dia numa corrida, apenas as madames na passarela… ou quase isso!

Os jurados como eram de se esperar criticaram e muito o grupo Filth Harmony: sem química, Vivienne não sabia a letra, Crystal apagada, somente Cheryl se saiu bem. Já para The Frock Destroyer foram só elogios: melhor banda, todas em sintonia, se divertiram e ninguém ofuscou ninguém, como deve ser numa Girl Band.

Jade do Little Mix fez boas críticas, sinal que as drags foram bem de verdade.

Na sala de trabalhos as Queens se emocionam com as críticas positivas e negativas dos jurados. Vivienne e Crystal são as mais apreensivas, pois sabem que a permanência delas no jogo está em riso.

Depois de deliberarem, RuPaul dá a vitória do desafio principal para as três drags do Frock Destroyers: Baga, Blu e Divina, algo inédito no show, 3 vitórias no mesmo desafio. E coloca Crystal e Vivienne no bottom 2.

Vivienne recebeu shantay, enquanto Crystal levou sashay away.

>  Drag Race UK | Mês de estréia é anunciado
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 7

CONCLUSÃO

As tensões entre as Queens são tão efêmeras que não me causa incômodo vê-las discutindo, pois elas não levam os atritos adiante. E isso é fenomenal pois mostra que o foco delas é o jogo!

MNEK é uma gracinha, ótimo técnico e fofíssimo. Virou crush. Jade uma fofa, que ama drag e o show. Fez críticas construtivas e ainda se divertiu muito na bancada. Voltem mais vezes ♥️

Eu adorei Crystal, era minha drag favorita dessa competição até agora, minhas torcida para levar a coroa. Mas infelizmente, ela saiu. Espero que faça muito sucesso aqui fora, pois é uma artista incrível que merece todo sucesso!

Finalmente tivemos um lipsync bom de verdade! Por conta disso, do desafio principal que foi muito divertido, da biblioteca pesadíssima e sem remorsos, da passarela deslumbrante e do drama na dose certa este episódio merece 5 coroas!

Confira os looks do desfile principal:

>  DRUK | S01E05 | Runway: Day at the Races

Episódios legendados disponíveis aqui.

Para ler mais sobre a S1 de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Drag Queens

DRUK S1 | Entrevista: Sum Ting Wong

Publicado

on

“Vamos dizer se você tiver parecendo uma bosta. Nós lhe diremos se a sua drag está mingin [fedida]”.

Não estávamos prontos para Sum Ting Wong sair tão cedo, honestamente. Em apenas quatro semanas, a Brummie rapidamente se tornou uma das fanfavorite de Drag Race UK, graças ao seu senso de humor seco e à sua emocionante história; o último dos quais ressoou massivamente com os fãs, principalmente os da comunidade asiática.

“Teve crianças de 12 anos de idade, de origem muito religiosa em Birmingham, que me enviaram mensagens dizendo: ‘Sou como você. Eu me vejo em você. Obrigado por compartilhar sua história, porque agora eu sei que não estou sozinha’”.

No Snatch Game, Sum Ting assumiu um risco – possivelmente um dos maiores riscos da história de Drag Race – quando ela escolheu personificar (o tesouro britânico) Sir David Attenborough.

Embora sua representação fosse estranhamente precisa e diferente de qualquer outro personagem visto anteriormente, ela levou sashay away pela sister Crystal, depois de Alan Carr ter dito que seu desfile parecia “mingin”.

A Gay Times conversou com Sum para discutir sua passagem no programa, o amor que ela recebeu dos fãs e por que as artistas norte-americanas pensam que o Drag Race UK é “muito cru”.

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 4
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 5

Oi Sum Ting! Como você está se sentindo?

Olá, bebê! Meu novo single CrossFire já está disponível no iTunes e no YouTube e pode ser transmitido no Spotify! O link está disponível no meu perfil do Instagram [risos].

É um estouro! É muito pop-R&B dos anos 90, o que eu amo.

Com a voz de Brandon Urie! Não acredito que me foi dada essa oportunidade, não apenas por participar de RuPaul’s Drag Race, mas por todo o apoio que tive. Eu não seria capaz de lançar isso sem o apoio e o amor de todos.

Um EP ou um álbum vem aí?

Eu tenho um EP chegando, um EP de três partes que estará disponível até o final deste ano! Há 20 anos, se você me dissesse que eu faria uma turnê pelo Reino Unido com minha própria música, eu pensaria que você estava mentindo.

Como você se sente por perder a participação de Jade Thirlwall [do Little Mix] na semana seguinte e também o desafio de cantar?

[Gritos] Eu fui para o programa pois meu forte é cantar. Eu arraso cantando. Eu sou boa em cantar. Me dê um desafio de canto! O programa mostrou tantas coisas que eu posso fazer, que eu não sabia, você entende o que eu quero dizer? Eu não sabia que era engraçada. É estranho, quando você ouve a si mesmo, pensa: ‘Eu sou um idiota absoluto’. Eu não sabia que era engraçada e não sabia que podia fazer um terno com cortinas! Eu não percebi todas essas coisas, e eu desfilava pela passarela em uma caixa de espuma… andando como uma idiota, achando que eu era A rainha. O show mostrou muitos lados de mim e eu pude compartilhar minha história, coisas assim. Então… não me importo de não ter enfrentado o desafio de canto, porque isso me mostrou tantas outras coisas que eu posso fazer, que eu nem sabia. De qualquer maneira, eu tenho meu single lançado agora! Você pode me ouvir cantar sobre isso! [Risos]

Você saiu em sétimo lugar! Essa é uma ótima posição.

Eu sei! Eu sou o icônico sétimo lugar. Eu falei com muitas drags americanas e várias delas ficaram tipo ‘Garota, você é top 7’. Eu fiquei tipo ‘O que isso significa?’ E elas responderam ‘Essa é a posição da Alyssa Edwards’. E eu reagi tipo, ‘O quêêêê?!’ Mas sim, existem tantas pessoas nesta posição, Alyssa, Shangela eu acho, Monét X Change, Trixie Mattel, Tatianna, Joslyn Fox… É uma posição icônica estranha no Fandom de Drag Race, então eu vou andar nesse bonde o máximo que puder… então: CrossFire, o novo single de Sum Ting Wong está disponível agora.

Sum Ting Wong criança

>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 6
>  Drag Race UK | RuPaul fala sobre como a versão britânica será diferente

Bem, você então tem certeza de que voltará para o All Stars?

Se for esse o caso, faço minhas malas imediatamente! Não sei onde, porém, não sei se farão o All Stars nos EUA ou aqui, entende o que quero dizer? Se fizermos isso em Marte… no espaço, seria fabuloso. Mas, com toda a sinceridade, se eu receber essa ligação – e não sei se conseguiremos porque estamos no Reino Unido – sim!

Espero apenas que a produção combine as concorrentes dos EUA e do Reino Unido em vez de uma versão apenas do Reino Unido.

Imagine se eu enfrentar minha gêmea Jiggly Caliente? Jiggly postou uma foto com Katya e num comentário escreveu, ’Sum Ting Wong parece grávida’. [Risos] Eu a amo muito. Algumas garotas americanas estão se aproximando e Ongina postou um belo post: ‘Você é tão amada’ blá blá blá. Isso me fez chorar, era tão bonito. Jiggly me mandou uma mensagem depois que eu falei sobre minha família e fiquei tipo ‘vadia, você me fez chorar’. Eu não fiquei tipo ‘eu tenho que contar todas essas histórias sobre mim’.

Scaredy Kat, Sum Ting Wong e Vinegar Strokes no segundo episódio da S1 de Drag Race UK

Isso aconteceu tão naturalmente e sinto que as pessoas viram isso. Para mim, pessoalmente, como alguém de ascendência chinesa e vietnamita indo a um programa e falando tão abertamente sobre meus problemas em ‘sair do armário’, foi representativo, o que é muito importante. Teve crianças de 12 anos de idade, vindas de uma origem muito religiosa em Birmingham, me mandando mensagens dizendo: ‘Sou como você. Eu me vejo em você. Obrigado por compartilhar sua história, porque agora sei que não estou sozinha’.

Eu sinto que esse foi o momento mais emocionante do Drag Race UK até agora.

Eu senti que nunca haveria um momento em que isso surgiria em uma conversa organicamente. Mas quando eu estava conversando com Vinegar [Strokes], eu não sabia que ela tinha uma formação semelhante à minha, então parecia o momento perfeito para conversar sobre isso com ela. Foi tão bonito que pudemos compartilhar isso, e é tão bonito que tanto amor e apoio vieram disso. Eu sinto que nada do que dissemos no programa é forçado, tudo saiu naturalmente e as pessoas podem ver isso. Sou eternamente grata por isso. A reação foi absolutamente incrível. Gostaria de estar no próximo episódio? Sim, claro, mas eu não poderia ter pago por uma recepção melhor.

>  DRUK S1 | Primeiro desfile de RuPaul no palco principal
>  DRUK | S01E01 | Runway: Rainha da cidade natal

Eu acho que você se consolidou como a favorita dos fãs assim que desfilou pela passarela com sua roupa inspirada na rainha Elizabeth.

[Risos] Meus produtos agora estão disponíveis em sumtingwong.co.uk! Como eu disse, sou um idiota absoluto, no geral eu pensei que estaria no bottom. Quando eles disseram que eu estava no top, fiquei tipo, ‘O QUE? Eu sou apenas um bobão em uma caixa vestida como a rainha!’ Eles nos disseram para trazer uma roupa de rainha e eu fiquei tipo, ‘eu não conheço nenhum dos looks icônicos da rainha, tudo o que conheço é o carimbo’.

Você poderia ter vencido, você esteve tão perto!

Oh, obrigada, mas a Vivienne também foi incrível. Ela parecia muito com a rainha, foi estranho. Não tenho nada além de amor por ela, ela é tão talentosa. Desejo à ela tudo de melhor.

Como você está se sentindo hoje, depois de assistir o episódio quatro?

Muito bem. É como reviver as emoções novamente. O problema é que eu saí tão elevada. Quando vi Geri Halliwell, chorei porque ela era meu ídolo. Você sabe como não chora como coisas tristes, mas chora nos casamentos porque são tão adoráveis? Geri estava dizendo tudo para me fazer chorar: ‘Você é tão amado, você é a personificação da drag britânica, é tão quente e tão amoroso’. Assistindo, senti todo esse amor novamente. Eu não poderia ter pedido uma saída melhor. E eu dublei Spice Up Your Life na frente de Geri!

Você esperava que a Geri a visse depois?

De jeito nenhum! Escrevi minha nota no espelho: ‘Ok… vamos para casa agora, tchau’. Eu me viro e ela estava lá. Eu fiquei tipo, ‘Isso é uma merda de piada?’ Eu acho que ela escapou e disse: ‘Gente, eu vou ao banheiro’. Ela é um verdadeiro ícone britânico. O vestido Union Jack nunca mais será o mesmo.

>  DRUK S1 | Entrevista: Sum Ting Wong
>  Drag Race UK | RuPaul e Michelle Visage estão empolgadas

Como você se sentiu com relação ao comentário de Alan Carr sobre a sua runway?

[Risos] O babado é certo, eu sou abençoadamente desligada e estúpida. Quando me olhei de frente no espelho, fiquei tipo ‘Isso… parece… ótimo’. Eu não verifiquei minhas costas. Quando me virei e notei, pensei que parecia um saco de lixo vermelho. Ninguém está sendo duro por ser duro. Todos estão criticando porque querem que você seja melhor. Se as rainhas dissessem ‘Sum Ting Wong, você está absolutamente deslumbrante, você está linda’, eu ficaria tipo ‘Por que você está mentindo?’.

No Reino Unido, é assim que falamos um com o outro. Queremos que o outro seja o melhor, por isso diremos se você parecer uma merda. Nós lhe diremos se a sua drag está fedida. É assim que a nossa comunidade de drags é, parece realmente sombria! Por exemplo, se a Vivienne não gostasse de mim, ela não teria dito uma palavra. Não tenho nada além de amor pela Vivienne e ela me ama de volta. É uma coisa muito britânica, então quando os americanos veem isso parece realmente duro!

Havia algo no programa que não foi ao ar que você gostaria que os fãs vissem?

Sim, existem muitas, mas o Snatch Game foi muito mais curto. Havia tantos outros momentos incríveis que foram cortados, porque não eram tão bons quanto os outros momentos incríveis. Essa é a parte que me deixa estressada. Precisamos ver as cenas estendidas!

>  DRUK | S01E01 | Mini-Desafio: Rainhas decapitadas
>  DRUK S1 | Rumor | Spoilers do episódio 3

Você disse anteriormente que estar no programa lhe ensinou muito sobre você, mas o que mais ele ensinou sobre o drag?

Comigo, eu sempre vejo o drag como uma máscara. Drag é uma persona que você veste, mas para ser um ótimo artista, você precisa se dar bem. Você não pode passar o tempo todo se escondendo atrás de uma máscara e sinto que o programa me mostrou isso. Com todo o amor e apoio que recebi online, percebi que sou capaz de ser 100% autêntica e eu mesma, e saber que as pessoas aceitam isso. Agora sou imbatível, simplesmente porque sei que pessoas gostam de mim. É uma maneira muito estranha de dizer isso, mas sinto que posso ser eu sem precisar me desculpar. Não preciso fingir ser outra pessoa. As portas se abriram para eu fazer absolutamente o que eu quiser. Eu digo para Ru: ‘Você mudou minha vida para sempre’, e ela realmente mudou.

Como você acha que a Drag Race UK mudará a cena de drag na Grã-Bretanha?

Em vez de todo mundo estalar a língua, todo mundo vai se chamar de escória. Em vez de dizer “Yaaas rainha!”, As pessoas dirão “Muito melhor!”. O Drag Race UK é autenticamente britânico, então acho que vai destacar o quão grande é o nosso drag britânico.

E como você acha que a Drag Race UK se compara à versão americana?

Eu realmente acredito que o Snatch Game foi o melhor episódio da história de Drag Race. “Muito melhor!”

Assista ao vídeo do single de estreia de Sum Ting Wong, CrossFire, abaixo.


Para ler mais notícias sobre a S1 de Drag Race UK clique aqui.

Compartilhe!
Continuar lendo

Em Alta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop. Contato: draglicious@outlook.com | Draglicious 2019 © Todos os direitos reservados.