Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

Vencedoras de Drag Race se unem para homenagear o Mês da História LGBTQ

“A luta ainda está aí”, cinco vencedoras – Symone, Jaida Essence Hall, Yvie Oddly, Monét X Change e BeBe Zahara Benet – organizaram uma reunião de RuPaul’s Drag Race para homenagear seus heróis queer de cor.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 2 min de leitura

As rainhas de RuPaul’s Drag Race não sossegaram até que todas sejam iguais em seu reino. Cinco vencedoras do programa se uniram para uma homenagem especial ao Mês da História LGBTQ em homenagem a seus heróis queer racializados, tudo em um esforço para aumentar a conscientização sobre a luta contínua pelos direitos da comunidade.

Emolduradas no Theatre at Ace Hotel no centro de Los Angeles pelo fotógrafo Erik Carter a série de fotos apresenta BeBe Zahara Benet da S1 homenageando a ativista trans Raquel Willis; Monét X Change do AS4 em homenagem ao cantor e compositor Sylvester; a vencedora da 12ª temporada, Jaida Essence Hall, em homenagem a Josephine Baker, uma pioneira das atrizes negras no cinema; a vencedora da 13ª temporada, Symone, em homenagem ao ativista dos direitos civis Bayard Rustin; e a campeão da S11 Yvie Oddly homenageando William Dorsey Swann, a “Rainha do Drag” que, após ter nascido durante a escravidão, se tornou a primeira ativista estadunidense a liderar um movimento de resistência queer.

“É muito importante para os jovens queer aprenderem sua história, porque não podemos perder nossa cultura. Isso é o que vai te ajudar a seguir em frente, e as gerações depois de você. A luta ainda está aí; não terminamos. Ainda temos muito trabalho a fazer, e não podemos fazer esse trabalho sem saber como era o seu passado”, declara Bebe.

Yvie diz valorizar sua busca através da história queer para aprender com o passado em um esforço para fazer avançar não apenas o movimento queer, mas toda a humanidade. “Você não pode quebrar as regras adequadamente até aprendê-las”, ela diz com sua risada característica.

>  Rosé merece vencer RuPaul’s Drag Race S13?
>  +18 | Yvie Oddly aparece nua em videoclipe

Monét acrescenta: “Não é ensinado nas escolas, na maioria das vezes, os pais não ensinam história queer… Preciso pesquisar coisas sobre Stonewall, preciso saber quem foi Marsha P. Johnson, quem Sylvia [Rivera foi]”.

Como vencedoras do programa queer mais famoso e relevante da televisão, as rainhas também refletem sobre seus papéis em traçar um caminho para a próxima geração.

“Este show salvou minha vida. Eu assisto desde a primeira temporada e lembro-me de ser uma criança muito tímida. Não gostava muito de mim, então ganhar um programa que me ensinou muito sobre mim, sobre o mundo, sobre drag e nossa história e tudo o que eu prezo, significa tudo para mim, e eu consigo, de certa forma, ser assim para outra pessoa”, diz Symone.

Advertisement. Scroll to continue reading.

É uma responsabilidade que Jaida não assume levianamente enquanto Drag Race continua moldando a cultura. “Estamos fazendo coisas que outras pessoas literalmente colocaram suas vidas em risco para que possamos fazer”, conclui ela.

A campanha #LGBTQHerstoryMonth de Drag Race continua ao longo de outubro, com fotos, vídeos e mais conteúdo programado para serem lançados nas plataformas sociais do programa. Veja a prévia do projeto a seguir.

Via EW.

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Veja Também

Mundo

11 Rugirls formam o grupo das rainhas que foram embora para casa primeiro nas franquias de RuPaul’s Drag Race. Quem são elas e o...

Mundo

Uma maldição silenciosa e sedutora ronda as franquias do Ruverso: a do primeiro win. Entenda como ela age e quem são as suas vítimas.

Babados

Delta Work parou de fazer as perucas de RuPaul em Drag Race por questões sindicais, vem entender todo o babado.

RPDR

De BeBe Zahara Benet a Aquaria e todas as concorrentes no meio, descubra o que as dez primeiras vencedoras de RuPaul’s Drag Race estão...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.