Conecte-se conosco

Hi, what are you looking for?

Drag Queens

Tamisha Iman estava no lugar certo na hora errada

Esta é a era da dinastia Iman e estamos apenas vivendo nela. Contudo, não era hora de Tamisha se jogar na difícil corrida drag de RuPaul!

Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

🕓 3 min de leitura

Enquanto os jurados deliberavam no episódio 6 da S13 de RuPaul’s Drag Race sobre quem ficaria e quem iria embora, Ru fez a pergunta que pairava sobre Tamisha Iman, uma sobrevivente de um câncer recente e veterana drag muito bem estabelecida competindo apesar de ainda carregar uma bolsa de colostomia enquanto seu corpo se cura, desde que ela revelou pela primeira vez parte de sua luta no palco principal: “Será que a julgamos como qualquer outra pessoa que entra nesta competição?”

Durante o desafio principal, uma homenagem quase implacável e deliciosa à era Disco acompanhada de uma coreografia bastante complicada, os jurados apontaram que, enquanto Tamisha fazia os movimentos, ela estava literalmente um passo atrás, seu terror evidente em sua expressão de olhos arregalados. Mas Ru, Tamisha e até mesmo as outras rainhas simultaneamente reconheceram que o medo ia além do desafio, que uma Tamisha totalmente curada provavelmente poderia executar os passos enquanto dormia. Era um terror diferente, que Emily Alford, ao escrever para o portal Jezebel, reconhece plenamente de sua própria vida pós-tratamento de câncer: algum dia serei tão bom quanto fui?

>  Tatianna fala sobre Drag Race, sua treta com Tyra Sanchez e o lançamento de seu primeiro álbum
>  S10 | Aja testa o elenco sobre a história do programa

Durante toda a temporada, a principal competição de Tamisha foi Tamisha, fosse debatendo consigo mesma sobre assumir ou não a liderança durante um desafio em grupo no qual ela obviamente tinha mais experiência ou sua reação instintiva ao fato de Kandy ter identificado Symone como a principal competidor para vencer na corrida. Logo no primeiro episódio da temporada, quando as rainhas do Porkchop Loding Dock aguardavam seu destino, de todas as rainhas, Tamisha estava mais fortemente convencida de que o próprio destino já estava selado. E esse sentimento de temida certeza faz todo o sentido para alguém que também experimentou a total incerteza de notícias terríveis.

O tratamento de câncer é uma merda – é caro, é doloroso e é humilhante. O medo de Tamisha – não que ela tivesse um desempenho inferior no desafio, mas que uma sala cheia de rainhas décadas mais jovens do que ela descobrisse que ela estava competindo com uma bolsa de colostomia – é absolutamente comovente e completamente compreensível. Mas Tamisha não teve um bom desempenho na competição “para alguém que adoeceu recentemente”; por semanas ela ofuscou rainhas mais jovens do que ela, que não tiveram recentemente que lutar por suas vidas reais em uma mesa de operação.

>  S13E09 | Runway | Fascinating Fascinators
>  Shangela e Pabllo Vittar refazem clássica briga do “Sugar Daddy”

“Em todas as competições, você não precisa vencer”, disse Tamisha na sala de trabalho ao sair, após uma admirável dublagem que, honestamente, poderia ter resultado em shantay para ela ou Kandy Muse. “Às vezes você só precisa aparecer”. E Tamisha fez mais do que aparecer; ela apareceu e foi incrível. Na saída, ela prometeu que iria para casa para se curar para o All Stars, o que não foi apenas uma estratégia inteligente para deixar os fãs (como eu) indignados preventivamente com a possibilidade de Tamisha ser excluída, mas também uma promessa de grandes coisas por vir – tanto para ela mesma, quem sabe do que ela é capaz, quanto para um público que provavelmente mal conhece metade do seu talento.

Artigo de Emily Alford para o portal Jezebel. Leia mais notícias da S13 de Drag Race aqui.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Compartilhe!

Entre pro nosso canal do Telegram aqui!

APADRINHE A DRAGLICIOUS: Ajude a manter a Draglicious viva celebrando a arte drag, doando pelo nosso PIX, chave: draglicious@outlook.com. Ou doe pelo meu PicPay na conta @saullete, o link é: https://app.picpay.com/user/saullete. Ou nos apadrinhe em padrim.com.br/draglicious.

1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: RuPaul’s Drag Race decreta: 13 é número da sorte – Persona | Crítica Cultural

Deixe uma resposta

Veja Também

Babados

Kandy Muse lamenta falta de oportunidades após participar de RuPaul’s Drag Race S13.

Barracos Drag

"Eu fiz meu melhor para não piorar a situação" afirma The Vixen em live com Bob The Drag Queen em que finalmente conversaram sobre...

Babados

Mostrando ter superado Drag Race, James Ross, ex-Tyra Sanchez, recusou convite de Tamisha Iman para falar sobre o show “Eu te apoio, mas eu...

Babados

“Isso não é um vídeo de ódio”, em novo comunicado Tamisha Iman anunciou lançamento de seu canal próprio pago, onde fará shows e receberá...

Propaganda

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2021 © Todos os direitos reservados.