Conecte-se conosco

Moda

Dragula S3 | Comentários e looks da grande final

Publicado

on

🕓 7 min de leitura

Hello uglies! Nós voltamos com mais um comentários e looks de Dragula e hoje temos a tão esperada final do programa! Nosso top 3 é talentosíssimo, caso queira relembrar seus feitos e históricos dentro do programa não deixe de ler a retrospectiva de cada um: Dollya Black, Landon Cider e Priscilla Chambers.

Tivemos uma batalha complicada até essa final, o elenco era talentosíssimo e os desafios exigiam que todas as participantes saíssem um pouco de sua caixinha. Antes do episódio começar, tivemos a melhor cena de abertura da temporada, que contou com a participação de Biqtch Puddin e Vander Von Odd, as supermonsters ganhadoras das edições passadas, em uma referencia bizarra aos três reis magos, que aqui eram quatro bruxas que levavam suas oferendas, Drac a coroa, Biqtch a água suja que usou em sua performance filth, Vander o espelho que usou em sua performance Horror e Swanthula levava o cetro.

Nessa final, as Boulets relembraram alguns momentos do programa, como as mortes de algumas queens. Diferente das outras finais do programa, dessa vez os participantes puderam falar um pouco sobre seu look antes do floorshow, essa mudança, na minha opinião, tirou um pouco da surpresa de algumas apresentações, mas, por outro lado, nos deu um embasamento interessante para entender melhor o conceito de cada um.

>  Feliz dia dos Pais, Tyra e Jeremiah
>  Versão brasileira de Rupaul's Drag Race é adiada

 

GLAMOUR

Dollya Black

Começando com Dollya Black, nossa representante da Black Haus apostou em um vestido preto com aplicações de pedrinhas da 25 de março. Para a surpresa de todos a melhor parte de seu Glamour foi sua performance, onde sua personagem percebe que não possui a coroa e se mata. O vestido é bem simples, não possui contraste entre as aplicações e o tecido (coincidentemente o mesmo problema do Glamour de Victoria Elizabeth Black, sua mãe drag). O destaque estava por conta de sua pele albina e o tecido que imitava a pele, mas que na verdade só fez o look parecer barato. No geral, é um look, uma maquiagem bonita, mas esperávamos mais de alguém que pontuou muito no cartão de crédito para participar do programa. TOOT!

Esse look merece: 3.5 coroas!

Landon Cider

Nosso rei pegou a referencia musical, mas conseguiu deixar ainda mais glamourosa. É uma interpretação muito interessante, as aplicações no tecido combinando com os pontos de glitter na maquiagem formavam um dialogo interessante e a chuva de purpurina fechou muito bem essa narrativa. O ponto alto do visual é, sem duvidas, o corte diferente e sofisticado, mesmo não tendo me surpreendido muito é inegável que houve um pensamento estratégico e conceitual para que essa performance acontecesse. TOOT! 

Esse look merece: 3.5 coroas!

Priscilla Chambers

Esse é um exemplo claro do que esperamos do Glamour do programa, Priscilla sem duvidas teve a performance mais interessante da categoria, além de trazer uma silhueta volumosa e memorável, seu look contava uma história, fazendo referencia á sua luta contra as drogas, entre as pedrarias tinha algumas pilulas e o detalhe amarelo representava um vomito, tudo bem pensado e bem construído. Minha única ressalva foram as ombreiras que ficaram um pouco contrastantes em relação a qualidade do tecido e sua estruturação, mas isso não deixa o look nem um pouco menos do que incrível! SHOOT!

Esse look merece: 4 coroas!

 

FILTH

Dollya Black

Aqui não julgaremos os looks, comentaremos alguns pontos das performance, começando com Dollya, que representou uma bruxa em um ritual macabro onde matava um bebê e bebia seu sangue. Bem, isso abre uma discussão interessante sobre o Filth, minha categoria preferida da competição. Seria necessário fazer algo realmente repulsivo, pra valer? Como a Biqtch bebendo água do balde em que acabara de limpar o chão do palco, etc. Pois as performances envolvendo próteses e bonecos sempre me passam uma impressão mais leve do que eu realmente gostaria de sentir. Enfim, a queen me surpreendeu bastante pois estava interpretando muito bem, com trejeitos bem construídos, sorrisos macabros, tudo o que faltava em alguns floorshows durante a competição Dollya nos entregou nessa final.

>  Rumores Drag Race | Informações sobre AS4 e possível estréia da S11
>  S8 | Divulgação

Landon Cider

Nesse momento tudo o que eu falei sobre filth de verdade caiu por terra. Landon provou que o repulsivo também pode ser construído com uma história bem contada. Como um incel depravado, que molesta sua boneca sexual, brinca com catarro e urina em um potinho, o king conseguiu criar o cenário perfeito para um desconforto abordando a masculinidade nojenta e pervertida. Essa foi uma das performances mais interessantes do show e sem duvidas a categoria onde eu mais tinha curiosidade para ver o rei.

Priscilla Chambers

Inspirada em sua mãe, Priscilla nos entregou uma dona de casa nada clássica. Sem se importar com os insetos em sua roupa, raspando a perna em uma bacia com restos de comida e no final a grance cena onde ela entorna tudo em sua cara. Nessa performance a queen nos entregou TUDO. Foi o clássico Filth de contorcer o estomago e segurar o vomito, o tipo de coisa que as Boulet procuram e o publico gosta de ver,

HORROR

Dollya Black

Horror e a categoria mais importante, pois encosta diretamente no tema principal do programa. Dollya conseguiu causar a surpresa logo em sua entrada, um vestido feito de peles costuradas e rostos. Bem, de certa forma conseguimos até enxergar algo fashion nessa modelagem e tudo mais, porém, apesar de ter gostado e acreditar que fique marcado para sempre na história do show, Dollya tinha uma missão nessa temporada, sair da sombra da Victoria e andar com suas próprias pernas, levar o rosto de sua mãe, fazendo uma referencia ao iconico look cenobite de Vic, é um exemplo claro de como não se afastar da imagem da sua família. Outro ponto que preciso levantar é a necessidade da roupa de baixo estar aparecendo, se fosse uma referencia a cueca roxa do episódio Hospital do Horror talvez fosse algo engraçado e irônico, o que não foi o caso. TOOT!

Esse look merece: 3.5 coroas!

Landon Cider

Landon seguiu sua linha criativa de contar uma história, repetindo a ferramente de usar uma história ja existente e mudar o seu final. Dessa vez como um homem de lata que desistiu de ir até Oz e decidiu pegar o coração ali mesmo com a pequena Doroty. A ideia é muito boa, algo que dificilmente alguém pensaria, porém, vamos ser sinceros, toda a expectativa de ficar assustado ou achar o visual/performance apavorante não foi superada. É um conceito muito interessante, muito bem construído e performado, não me deixou aterrorizado, mas sem duvidas ganha pontos pela criatividade. TOOT!

Esse look merece: 3.5 coroas!

Priscilla Chambers

Priscilla tentou, colocou tudo oq ue considerava assustador, a mascara macabra que revelava um rosto assustador, as asas, o salto que imitava pé de cabra, mas nada funcionava 100%. O look parecia inacabado, as asas não impactaram e o reveal só revelou uma maquiagem simples de mais para uma final. Era um momento importante de mais para ser tão pouco planejado, ou até mesmo tão simplesmente executado. BOOT!

Esse look merece: 3 coroas!

Nós finalmente temos um vencedor, o primeiro drag king entre as rainhas. Landon mereceu sem duvidas sua coroa e agora carrega a coroa e toda a responsabilidade de abrir portas para toda uma geração de Kings. Para mim, essa final foi bastante acirrada e por pouco Dollya não levou a coroa, porém Landon além de ir bem nas três categorias possuía um histórico consistente e cravejado de wins. VIDA LONGA AO REI!

Com isso temos mais uma temporada de Dragula e até o ano que vem morreremos de saudade de nossas monstras. Mas, um rumor começou a surgir nas redes sociais de Maxi Glamour, nada esta confirmado, mas segundo a queen, o All Monsters é real e está próximo. Quem você gostaria de ver retornando a vida e conquistado a coroa?

Esse episódio merece: 3.5 coroas!

Leia mais sobre a terceira temporada de Dragula aqui. Vejo vocês nos comentários dos looks do All Stars 5! Byeeeeeeeeeee…
Compartilhe!
Propaganda
1 Comment

1 Comment

  1. Felipe

    31 de outubro de 2019 at 16:49

    Gente a Ref da cena de abertura é The Craft, inclusive uma das atrizes foi jurada da Season!

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.