Conecte-se conosco

Drag Queens

Eureka | Carta de amor para a comunidade LGBTQ

Publicado

on

🕓 2 min de leitura

Para o Mês do Orgulho LGBT, a Billboard pediu numerosas celebridades da cultura pop que escrevessem “cartas de amor” à comunidade LGBTQ, incluindo o top4 da décima temporada de RuPaul’s Drag Race.

Eu me lembro do motivo pelo qual comecei a fazer drag. Eu tinha um RG falso aos 16 anos e comecei a ir ao bar gay local. Foi o único lugar em que senti o meu verdadeiro eu. Eu ia ao bar e imediatamente me sentia atraída por ajudar as drags. Para fazer parte disso, eu dirigia para as drags, levando-as para os shows e as ajudava a se vestir. Eu curtia porque me lembrava de quando ajudava minhas irmãs a se prepararem para a escola ou para o dia da foto. Foi divertido para mim ajudar a tornar as pessoas bonitas, porque eu também não me sentia bonita.

>  S10 | Comentários do 4º Episódio

Quando fiz 18 anos, a identidade falsa que eu estava usando expirou e eu tive que decidir o que eu faria para voltar. Todo mundo me conhecia como alguém diferente de quem estava na minha identidade real. Eu tive essa grande ideia de me vestir em Drag e sair. Funcionou! Então, toda vez que eu saía, saía em drag. Eu me senti tão livre, como se pudesse conquistar qualquer coisa, e apenas dançaria a noite toda com os amigos que estava conhecendo.

>  Shangela faz apresentação musical surpresa na Spirit Awards

Enquanto eu continuava a sair, uma das garotas locais me convenceu a fazer um show de talentos. Eu estava tão nervosa que carreguei minha bolsa no palco comigo. Eu apresentei a música “Pedestal” da Fergie. Muito nervosa para se mexer ou mesmo para os lábios, a multidão começou a gritar e me apoiar de qualquer maneira. “Vá Eureka! Você consegue! Tudo bem garota, nós amamos você!”

>  S10 | Prévia do quinto episódio

Naquele momento, pela primeira vez na minha vida, me senti bonita. Eu nunca desisti. Agora, eu vivo feliz e abençoada com positividade corporal e amor próprio.

Eu te amo por ver a beleza em mim quando eu não pude.

Muito amor.

Compartilhe!

Saullete é preto, gay e comunicólogo que criou a Draglicious com o intuito de compartilhar com outros fãs seu amor pela arte drag e por Drag Race. Além de informar e entreter seu público, Saullete levanta discussões relevantes para amantes da arte drag e para a comunidade LGBT.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

We're born naked & the rest is drag. Portal de notícias, humor e babados sobre RuPaul's Drag Race, drag queens, arte drag, comunidade LGBTQ+ e cultura pop.

Contato: draglicious@outlook.com

Draglicious 2020 © Todos os direitos reservados.