S10 | Billboard entrevista: The Vixen

Modo Noturno

Após ser a oitava eliminada da décima temporada de RuPaul’s Drag Race, The Vixen concedeu uma entrevista para a Billboard. Leia a seguir minha tradução.

Billboard: Como você se sente olhando para trás na competição e na sua eliminação?

The Vixen: Eu sinto orgulho. Eu me sinto orgulhosa que 1) eu fiz isso, eu participei do show, e 2) eu criei ondas. Eu me sinto muito orgulhosa de ter trazido algo único para a competição e consegui iniciar algumas conversas muito especiais.

B: Desde a sua chegada, você polarizou os fãs – ou eles te amam ou te odeiam. Como tem sido passar por esse debate intenso?

TV: [Risos] É interessante, porque .. toda semana, sei que de uma forma ou de outra, vou acabar sendo o assunto da conversa. Você sabe, tem sido muito para mim. Eu como pessoa, depende de quem está em volta. Se você está em uma sala e… metade das garotas são muito mais calmas do que você, então você vai se destacar se tiver algo a dizer. Então, acho que nossa temporada teve uma mistura de grandes personalidades e almas mais tranquilas. Mas você sabe, o creme sobe até o topo, eu acho.

O ódio é previsível. Os problemas de que falei no fandom estão aumentando. O que é surpreendente para mim é o apoio de fãs que se identificam com minhas experiências. Eu sei que não estou sozinha e aprecio o amor. #WakandaForeverEver (fala do filme Pantera Negra celebrando o orgulho do povo preto)

B: Eu vi você twittar algo no outro dia sobre como você esperava o ódio, mas você ficou surpresa com o amor e apoio que alguns fãs te enviaram. Qual foi sua reação a esse amor?

TV: É… muito validador. Eu sabia que tinha algumas coisas importantes a dizer sobre o show, eu sabia que eu me agarrei as minhas armas e fiz o que eu acreditei. Mas, eu não sabia se alguém iria se identificar com isso, e apenas saber que as pessoas me viam, elas entendiam e se identificavam com isso, me fez sentir muito bem em saber que eu não sou a única pessoa que pensa do jeito que eu penso. Sim, foi tão reconfortante ver isso.

>  Eureka faz desabafo sobre sua vida nos últimos anos

B: Então, no programa, você e Eureka tinham muito atrito. Onde vocês estão hoje no seu relacionamento?

TV: Você sabe, nós o mantemos profissional, o que é tudo que você pode esperar. Para mim, acho que Eureka é ótima em pequenas doses. Então, agora eu apenas tento mantê-la [a relação] breve, acesa e profissional. Eu acho que essa é a chave para o nosso relacionamento de sucesso hoje.

B: Você foi uma das primeiras rainhas deste programa a abordar diretamente o racismo no fandom, especificamente no episódio três do Untucked. Essa discussão foi algo que você queria rolando no show?

TV: Eu sabia que eu era o tipo de rainha que trataria com questões reais enquanto estivesse no programa. Mas eu não sabia como essas conversas rolariam. Então, vendo isso naquele momento, eu acho que tive uma epifania no momento, onde eu estava tipo, “Oh, oh, agora é a hora. Ok, estamos fazendo isso agora”. Então, eu acho que no meio da discussão com Aquaria, eu meio que acordei e percebi que era uma oportunidade para abordar a verdadeira questão que estava acontecendo no programa e online.

B: Fiquei muito feliz em ver você continuar essa discussão online, onde você falou muito sobre policiamento de tom ou critica a atitude de alguém em vez de prestar atenção à sua mensagem. Como você acha que os fãs usaram esse policiamento ao falar sobre você online?

TV: Ah, essa é a arma de escolha, eu acho, para o fandom intencionalmente ignorante! [Risos] Se eles não podem atacar seu argumento, então eles vão atacar a forma que você entrega [o argumento]. Se você está fazendo apontamentos cem por cento válidos, então eles vão dizer: “Bem, você é tão agressiva!” E é tipo “…estou deixando você desconfortável porque estou criando mudanças, e você fará qualquer coisa para desviar do assunto e dos problemas reais.” E é isso mesmo! É engraçado, porque, mesmo ao abordar o policiamento de tom, você pode ser policiado pelo tom. Eles vão ficam tipo “Bem, lá vem você falar isso de novo!” É tipo “porque está acontecendo de novo!” É apenas um movimento muito fraco para puxar alguém que está totalmente ciente da situação, sabe?

>  S10 | Comentários do 12º Episódio

“Devido principalmente ao racismo, The Vixen provavelmente nunca terá a reputação de ser uma rainha intelectual como Sasha Velour” Ótimo artigo do @Into sobre o peso das relações raciais na 10ª temporada!! (Leia o artigo traduzido aqui)

B: Eu acho que você está certa. Você citou um artigo no Twitter dizendo que você nunca seria apreciada como uma rainha intelectual como Sasha Velour por causa de sua raça. Por que você quis compartilhar isso?

TV: Ah, adorei essa citação porque acho que é muito verdadeira e predominante. Não é absolutamente nenhum shade para Sasha, é, novamente, uma reação do fandom. Tipo, eu acho que muitas competidores brancas se safaram de coisas que eu não consegui, sabe? Como ser uma rainha habilidosa, ou ser… tipo, eu acho que se alguém como Milk fizesse um vestido completamente de chapéu, teria sido muito melhor recebida, e não haveria nenhuma questão de polidez ou acabamento, seria apenas visto como arte. Eu não acho que drag queens pretas neste show sejam vistas ou reconhecidas por sua arte tanto quanto deveriam.

B: Então eu sou originalmente de Chicago e, infelizmente, me mudei antes de poder ver seu show, Black Girl Magic. Por que você quis fazer esse show, e isso é algo que você pretende continuar depois que esta temporada terminar?

TV: Sim, definitivamente! Então, Black Girl Magic começou muito organicamente, a partir de mim e das outras drag pretas de primeira linha, na época, muito interessadas em trabalharmos juntas. Havia uma noção de que você poderia ter apenas uma rainha preta destruidora ou incrível na programação. E nós, por acaso, estávamos na mesma sala juntas uma vez e fomos, “Oh meu Deus, eu não acho que todos nós já estivemos em qualquer lugar juntas!” Então veio com a intenção de mostrar que, se você fizer um show com talentosos artistas negros, ainda pode ser o melhor show de todos os tempos. E isso é o que é, é incrível, performances de cair o queixo. Não é uma competição, é uma comemoração, o que é incrível e uma ótima sensação estar na platéia e ver isso acontecer.

>  Uma Década de Drag Race | AS3 | Aja

O futuro da Black Girl Magic é tão brilhante! Nós estamos fazendo outro show em Chicago em 25 de junho com muitas garotas do elenco da 10ª temporada, Shea Couleé estará lá, Dida Ritz e muitas rainhas locais de Chicago. Então, continua forte e só está aumentando.

B: Existe alguém no programa que você diria que está torcendo?

TV: Oh cara … é tão difícil. Mas você sabe o que, eu não poderia escolher uma. Eu não pude escolher uma, mas a melhor resposta é que eu estou torcendo para todos pretos.

B: Estamos perguntando a todas as queens nesta temporada – qual drag local de Chicago você gostaria que seus fãs fossem conferir?

TV: Ooh sim! Existem tantas! Honestamente, eu diria que Camilla Fox é a melhor, a drag mais preparada que qualquer outra pessoa. Ela tem todos os “t” cruzados, todos os “i” pontilhados, ela é uma bomba. Quando você assiste sua apresentação, não há absolutamente nada para gongá-la, ela é absolutamente deslumbrante.

B: Antes de deixar você ir, o que vem a seguir para The Vixen?

TV: Bem, espero fazer uma grande turnê. Mas até então, eu tenho escrito música toda a minha vida, então, eventualmente, vou lançar esses projetos bem legais. Eu não queria colocar isso na minha semana de eliminação, porque é DragCon, e muitas pessoas estão lançando músicas esta semana. Quando for a hora certa, vou lançar um projeto muito, muito bom.

Fonte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Conecte com




Please enter your comment!
Please enter your name here